RESUMO DE TODOS OS DOCUMENTOS

POLÍTICA LEGAL E DE PRIVACIDADE

Preparamos para você um resumo das nossas condições legais e das bases contratuais. Sua privacidade e dados são importantes para nós - Saiba mais sobre o processamento.

TERMOS LEGAIS

§ 1 APLICAÇÃO

1) Todas as entregas, serviços e ofertas da bb-net media GmbH - doravante denominado "vendedor" - com base nos pedidos dos parceiros contratuais - doravante denominado "cliente" - baseiam-se exclusivamente nestes termos e condições gerais. Estes termos e condições gerais fazem parte de todos os contratos que o vendedor celebra com seus clientes para as entregas e serviços que oferece. Estes termos e condições gerais também se aplicam a todas as entregas, serviços ou ofertas futuras ao cliente, mesmo que não sejam acordados separadamente novamente.

(2) Salvo indicação em contrário, a gama de produtos do vendedor é composta por bens usados, mas não por um artigo fabricado recentemente no âmbito do BGB. A condição e o escopo da entrega são fornecidos nas descrições do produto. Salvo acordo em contrário, todos os produtos oferecidos são entregues sem software e acessórios.

(3) A gama de produtos do vendedor destina-se exclusivamente a empresários na acepção do § 14 BGB. Assim, considera-se empresário a pessoa singular ou colectiva ou a sociedade civil que, no momento da celebração do contrato, exerce a sua actividade comercial ou profissional autónoma.

(4) Os termos e condições do cliente ou de terceiros não se aplicam, mesmo que o vendedor não se oponha separadamente à sua validade em casos individuais. Mesmo que o vendedor se refira a cartas, e-mails ou faxes que contenham ou se refiram aos termos e condições do cliente ou de terceiros, isso não constitui consentimento para a validade de tais termos e condições. Termos e condições conflitantes só se aplicam se sua validade for expressamente acordada por escrito pelo vendedor.

§ 2 OFERTA E CONCLUSÃO DO CONTRATO

(1) Todas as ofertas feitas pelo vendedor estão sujeitas a alterações e não são vinculativas.

(2) Ao fazer um pedido com o vendedor, o cliente envia ao vendedor uma oferta vinculativa de compra do produto (desejado). O cliente fica vinculado pela oferta ao vendedor até o final do sétimo dia útil seguinte ao dia em que a oferta foi recebida pelo vendedor.

(3) A oferta do cliente só é considerada aceita pelo vendedor se o vendedor declara aceitação ao cliente ou envia os produtos encomendados.

(4) O cliente recebe uma notificação automática do pedido feito. Isso ainda não constitui uma aceitação vinculativa do pedido, a menos que a aceitação seja declarada além da confirmação de recebimento.

§ 3 PREÇOS E PAGAMENTO

(1) Todos os preços cotados pelo vendedor são em EURO mais o imposto sobre valor agregado legal aplicável, custos de seguro, taxas de transação, custos de embalagem e envio no momento do pedido. Taxas alfandegárias e similares, bem como outras taxas públicas e privadas e taxas de licença, são de responsabilidade do cliente.

(2) Dependendo do acordo entre o cliente e o vendedor, os pagamentos são feitos por pré-pagamento, débito direto Sepa, fatura ou PayPal.

(3) Se a entrega por fatura for acordada, o pagamento deve ser feito ao vendedor imediatamente após o recebimento da mercadoria e da fatura pelo cliente.

(4) O cliente não tem direito de compensação ou retenção, a menos que a reconvenção seja incontestável ou tenha sido legalmente estabelecida.

(5) Valores da fatura, desde que a fatura tenha sido recebida pelo cliente antes da entrega da mercadoria, devem ser pagos no prazo de 30 dias sem qualquer dedução, salvo acordo em contrário por escrito (também por fax e e-mail). O recebimento pelo vendedor é determinante para a data do pagamento. Caso o cliente não efetue o pagamento na data de vencimento, os valores em dívida incidirão juros desde o vencimento em 8 pontos percentuais ao ano acima da respetiva taxa básica; a afirmação de juros mais elevados e danos adicionais em caso de inadimplência permanecem inalterados.

(6) O vendedor tem o direito de realizar ou fornecer entregas ou serviços pendentes apenas contra pagamento antecipado ou garantia se tomar conhecimento das circunstâncias após o pedido do contrato que possam reduzir significativamente a capacidade de crédito do cliente e através das quais o pagamento do reivindicações abertas do vendedor são postas em risco pelo cliente da respectiva relação (pré-) contratual.

§ 4 CONDIÇÕES DE ENTREGA

(1) As entregas são feitas no armazém do vendedor em Schweinfurt ou no armazém de um subfornecedor.

(2) A disponibilidade da mercadoria e o seu prazo de entrega resultam da respetiva informação fornecida pelo vendedor. Os prazos e datas aí anunciados pelo vendedor para entregas e serviços são sempre apenas aproximados, a menos que um período fixo ou uma data fixa tenham sido expressamente prometidos ou acordados. Se um envio foi acordado, os prazos e datas de entrega referem-se aos horários de entrega ao despachante, transportador ou outro terceiro comissionado para o transporte.

(3) O vendedor pode - sem prejuízo dos seus direitos decorrentes do atraso - exigir do cliente uma prorrogação dos prazos de entrega e serviço ou um adiamento das datas de entrega e serviço pelo período em que o cliente não cumpra suas obrigações contratuais para com o vendedor.

(4) O vendedor não é responsável pela impossibilidade de entrega ou por atrasos na entrega, na medida em que não sejam devidos a força maior ou outros eventos que não eram previsíveis no momento em que o contrato foi celebrado, em particular interrupções operacionais de todos os tipos, dificuldades na aquisição de material ou energia, atrasos no transporte, greves A entrega atempada ou incorreta foi causada pelo fornecedor pelo qual o vendedor não é responsável. Se tais eventos tornarem a entrega ou serviço significativamente mais difícil ou impossível para o vendedor e o obstáculo não for apenas temporário, o vendedor tem o direito de rescindir o contrato. No caso de obstáculos temporários, os prazos de entrega e serviço são estendidos ou as datas de entrega ou serviço são adiadas pelo período de impedimento mais um período de início razoável. Se o cliente não puder aceitar a entrega ou serviço em decorrência do atraso, ele pode rescindir o contrato por meio de uma declaração escrita imediata (também por fax e e-mail) ao vendedor.

(5) Se o vendedor estiver inadimplente com uma entrega ou serviço ou se uma entrega ou serviço se tornar impossível, por qualquer motivo, a responsabilidade do vendedor é limitada à compensação de acordo com a Seção 8 destes Termos e Condições Gerais.

§ 5 LOCAL DE DESEMPENHO, TRANSPORTE, TRANSFERÊNCIA DE RISCO

(1) O local de cumprimento de todas as obrigações decorrentes da relação contratual é Schweinfurt, salvo indicação em contrário.

(2) O método de envio e a embalagem estão sujeitos ao critério do vendedor.

(3) O risco é transferido para o cliente o mais tardar quando a mercadoria entregue é entregue ao despachante, transportador ou outro terceiro designado para efetuar o envio. Se o envio ou a entrega atrasar devido a uma circunstância cuja causa seja do cliente, o risco passa para o cliente no dia em que a mercadoria entregue estiver pronta para expedição e o vendedor tiver notificado o cliente. O cliente assume os custos de armazenamento. Desde que o envio das mercadorias encomendadas tenha sido acordado, o cliente corre o risco de destruição ou deterioração, mesmo que as mercadorias encomendadas sejam enviadas diretamente para o cliente do armazém de um subfornecedor conforme as instruções.

§ 6 RETENÇÃO DE TÍTULO

(1) O vendedor mantém a propriedade dos bens que entregou até que o preço de compra (incluindo IVA e despesas de envio) tenha sido pago integralmente pelos bens em questão.

(2) Se as mercadorias entregues forem processadas ou remodeladas pelo cliente, fica acordado que o processamento, a remodelação das mercadorias entregues é realizado em nome e por conta do vendedor e que o vendedor possui diretamente a propriedade ou - se o processamento for feito de materiais de vários proprietários ou o valor do item processado é maior do que o valor das mercadorias entregues - adquire uma participação de copropriedade correspondente no item recém-criado.

(3) No caso de os bens entregues serem revendidos, o cliente, por meio deste, cede as reclamações contra terceiros ao vendedor como precaução.

(4) Se terceiros acessarem as mercadorias entregues, em particular por meio de apreensão, o cliente irá informá-los imediatamente sobre a propriedade do vendedor e informar o vendedor a fim de permitir que ele faça valer seus direitos de propriedade. Se o terceiro não puder reembolsar o vendedor pelos custos resultantes, o cliente do vendedor é responsável por isso.

§ 7 GARANTIA

(1) A garantia para produtos recém fabricados é de 12 meses. O período de garantia começa com a entrega ou, se for necessária a aceitação, com a aceitação. A garantia não se aplica a produtos usados, chamados de TI usados ​​e produtos usados ​​processados ​​com o selo tecXL, nossos produtos separados se aplicam Termos de garantia.

(2) A garantia não se aplica se o cliente alterar os produtos entregues ou se eles forem alterados por terceiros sem o consentimento do vendedor e isso torna impossível ou irracionalmente difícil corrigir o defeito. Em qualquer caso, o cliente deve arcar com os custos adicionais de correção do defeito resultante da alteração.

(3) A garantia não se aplica a produtos não testados, não testados ou com defeito.

§ 8 RESPONSABILIDADE

(1) A responsabilidade do vendedor por danos, independentemente do motivo legal, em particular por impossibilidade, atraso, entrega defeituosa ou incorreta, violação de contrato, violação de obrigações em negociações contratuais e atos ilícitos, na medida em que a culpa seja relevante, está de acordo com este Parágrafos restritos.

(2) O vendedor não é responsável em caso de simples negligência por parte de seus órgãos, representantes legais, empregados ou outros agentes vicários, a menos que se trate de violação de obrigações contratuais essenciais. Essenciais para o contrato são a obrigação de entrega atempada das mercadorias livres de defeitos significativos, bem como obrigações de aconselhamento, proteção e custódia, que se destinam a permitir ao cliente usar as mercadorias entregues de acordo com o contrato e a proteção da vida e integridade dos funcionários do cliente ou a proteção de sua propriedade servem contra danos significativos.

(3) Na medida em que o vendedor é fundamentalmente responsável por danos de acordo com § 8 (2), esta responsabilidade é limitada aos danos que o vendedor previu como uma possível consequência de uma violação do contrato quando o contrato foi concluído ou que deveria ter previsto se tivesse exercido a devida diligência. Danos indiretos e danos conseqüentes resultantes de defeitos nas mercadorias entregues só são elegíveis para compensação se tais danos forem normalmente esperados quando as mercadorias entregues forem usadas conforme pretendido.

(4) As restrições do § 8 não se aplicam à responsabilidade do vendedor por comportamento intencional, por características garantidas, por danos à vida, membros ou saúde ou sob a Lei de Responsabilidade do Produto

§ 9 DIREITOS DE RETIRADA

(1) Se o cliente se recusar a aceitar as mercadorias, o vendedor tem o direito de rescindir o contrato de compra e reclamar uma indemnização.

(2) Se o vendedor exigir uma indenização, isso equivale a uma taxa fixa de 15% do preço de venda. A compensação deve ser menor se o cliente puder comprovar danos menores. O cliente tem a oportunidade de provar que o vendedor não sofreu nenhum dano. Se o vendedor puder provar um dano maior, ele também poderá exigir um dano maior.

§ 10 DISPOSIÇÕES FINAIS

(1) O local de jurisdição para quaisquer litígios decorrentes da relação comercial entre o vendedor e o cliente é, à escolha do vendedor, Schweinfurt ou a sede do cliente. Schweinfurt é o local exclusivo de jurisdição para ações judiciais contra o vendedor. As disposições legais obrigatórias sobre locais exclusivos de jurisdição não são afetadas por esta disposição.

(2) As relações entre o vendedor e o cliente estão exclusivamente sujeitas à lei da República Federal da Alemanha. A Convenção das Nações Unidas sobre a Venda Internacional de Mercadorias de 11 de abril de 1980 (CISG) não se aplica.

(3) O contrato permanece vinculativo em suas partes restantes, mesmo que os pontos individuais sejam legalmente ineficazes. No lugar dos pontos ineficazes, aplicam-se as disposições legais, se existirem. Na medida em que isso representaria dificuldade excessiva para uma das partes contratantes, o contrato como um todo torna-se ineficaz.

Você pode baixar nossos termos e condições gerais em 26.03.2020 de março de XNUMX como um PDF aqui:

§ 1 ESCOPO DE APLICAÇÃO; FORMA

(1) Os presentes Termos e Condições Gerais de Compra (GPC) se aplicam a todas as relações comerciais com nossos parceiros de negócios e fornecedores ("Contratantes"). O GPC só se aplica se o contratante for um empresário (Artigo 14 BGB), uma pessoa jurídica de direito público ou um fundo especial de direito público.

(2) O GPC aplica-se em particular aos contratos de venda e / ou entrega de bens móveis ("bens"), independentemente de o contratante fabricar os bens por conta própria ou comprá-los de fornecedores (§§ 433, 650 BGB). Salvo acordo em contrário, o GPC na versão válida no momento do pedido do contratante ou pelo menos na última versão comunicada a ele na forma de texto se aplica como um acordo-quadro também para contratos futuros semelhantes, sem que tenhamos que nos referir a eles novamente em cada caso individual.

(3) Este GPC se aplica exclusivamente. Termos e condições gerais divergentes, conflitantes ou adicionais do contratante somente se tornarão parte do contrato se e na medida em que tivermos concordado expressamente com sua validade por escrito. Este requisito de consentimento aplica-se em qualquer caso, por exemplo, mesmo se aceitarmos as entregas do contratante sem reservas, conhecendo os termos e condições gerais do contratante.

(4) Os acordos individuais feitos com o contratante, caso a caso (incluindo acordos paralelos, acréscimos e alterações), sempre têm precedência sobre esses GPC. Um contrato por escrito ou nossa confirmação por escrito é oficial para o conteúdo de tais acordos, sujeito a prova em contrário.

(5) As declarações e notificações legalmente relevantes pelo contratante em relação ao contrato (por exemplo, definição de um prazo, lembrete, rescisão) devem ser feitas por escrito, ou seja, por escrito ou em forma de texto (por exemplo, carta, e-mail, fax). Os requisitos formais legais e outras evidências, especialmente no caso de dúvidas sobre a legitimidade da parte declarante, permanecem inalterados.

(6) As referências à validade das disposições legais têm apenas um significado esclarecedor. Mesmo sem tal esclarecimento, as disposições legais se aplicam, a menos que sejam diretamente alteradas ou expressamente excluídas nestas GPC.

§ 2 CONCLUSÃO DO CONTRATO E CONDIÇÕES DO CONTRATO

(1) Nosso pedido é considerado vinculativo no momento em que é submetido ou confirmado por escrito. O contratante deve nos informar sobre erros óbvios (por exemplo, erros de digitação e cálculo) e incompletude do pedido, incluindo os documentos do pedido para fins de correção ou conclusão antes da aceitação; caso contrário, considera-se que o contrato não foi celebrado.

(2) As ofertas e estimativas de custos pelo contratante são feitas gratuitamente e não criam quaisquer obrigações para a bb-net, a menos que estipulado legalmente.

(3) O contratante é obrigado a confirmar a nossa encomenda por escrito no prazo de 2 dias ou, em particular, a executá-la sem reserva através do envio da mercadoria (aceitação).

Uma aceitação tardia conta como uma nova oferta e exige nossa aceitação.

(4) Em caso de alterações no conteúdo do contrato, como o escopo de entrega e serviços, que se mostrem absolutamente necessários do ponto de vista da contratada, a contratada notificará a bb-net imediatamente, por escrito e antes da implementação do trabalho adicional esperado. Todas as mudanças e sua implementação requerem o consentimento prévio por escrito da bb-net.

(5) Todos os bens, móveis e sistemas entregues ao cliente devem cumprir os requisitos legais. Mediante solicitação, o contratante deve fornecer à bb-net as certificações e / ou declarações de conformidade adequadas, imediatamente e gratuitamente. Isso se aplica em particular, mas não exclusivamente, a produtos com as marcações CE, RoHS ou EAR.

(6) Os direitos de rescisão do contrato são determinados pelas disposições legais.

(7) O cliente pode rescindir o contrato sem aviso prévio por um motivo importante.

(8) Em caso de rescisão, independentemente dos restantes direitos do cliente, apenas existe o direito à remuneração pelos serviços prestados até ao momento da rescisão que possam ser utilizados pelo cliente.

§ 3 PRAZO DE ENTREGA E ATRASO NA ENTREGA

(1) O prazo de entrega especificado pelo cliente na encomenda é vinculativo. Se o prazo de entrega não estiver especificado no pedido ou acordado de outra forma, é de 3 dias a partir da conclusão do contrato. O contratante é obrigado a nos notificar imediatamente por escrito se for improvável que ele seja capaz de cumprir os prazos de entrega acordados - por qualquer motivo.

(2) Serviços ou entregas antecipadas, bem como qualquer serviço parcial ou entrega parcial, requerem o consentimento prévio e expresso por escrito do cliente.

(3) Se o contratante não fornecer o seu serviço ou não o fizer dentro do prazo de entrega acordado ou se estiver inadimplente, os nossos direitos - em particular à rescisão e compensação - são determinados pelas disposições legais. Os regulamentos do parágrafo 4 permanecem inalterados.

(4) Se o contratante estiver inadimplente, podemos - além de outras ações judiciais - indenização de valor fixo por nossos danos por inadimplência i. H. v. Solicite 0,5% do preço líquido por dia útil, mas não mais que 5% do preço líquido da entrega tardia. bb-net reserva-se o direito de provar que ocorreu um dano maior. O contratante reserva-se o direito de fornecer evidências de que nenhum dano ou dano significativo ocorreu

§ 4 DESEMPENHO E ENTREGA

(1) Sem o nosso consentimento prévio por escrito, o contratante não tem o direito de ter os serviços devidos por ele executados por terceiros (por exemplo, subcontratados). O contratante assume o risco de aquisição de seus serviços, a menos que acordado de outra forma em casos individuais (por exemplo, limitação de estoque).

(2) A entrega dentro da Alemanha é um "domicílio livre" no local especificado no pedido. Se o destino não for especificado e nada mais tiver sido acordado, a entrega deve ser feita na nossa sede em Schweinfurt. O respectivo destino é também o local de execução para a entrega e eventual execução subsequente (obrigação de fornecimento).

(3) A entrega de países terceiros tem sempre CIF acc. Incoterms 2010 a ser feito.

(4) A entrega deve ser acompanhada de uma guia de entrega que indique a data (emissão e envio), conteúdo da entrega (número e número do artigo) e o nosso identificador de encomenda (data e número). Se a nota de entrega estiver faltando ou incompleta, não somos responsáveis ​​por quaisquer atrasos no processamento e pagamento. Uma guia de remessa correspondente com o mesmo conteúdo deve ser enviada separadamente da guia de remessa.

§ 5 PREÇOS E TERMOS DE PAGAMENTO

(1) O preço indicado na encomenda é vinculativo. Todos os preços incluem o imposto legal sobre vendas, se não for mostrado separadamente.

(2) Salvo acordo em contrário em casos individuais, o preço inclui todos os serviços e serviços auxiliares da contratada (por exemplo, montagem, instalação), bem como todos os custos auxiliares (por exemplo, embalagem adequada, custos de transporte, incluindo qualquer transporte e seguro de responsabilidade) .

(3) O preço acordado é devido para pagamento dentro de 30 dias corridos da entrega e serviço completos (incluindo qualquer aceitação acordada) e recebimento de uma fatura apropriada. Se efetuarmos o pagamento no prazo de 14 dias corridos, o contratante nos concede um desconto de 3% sobre o valor líquido da fatura. No caso de transferências bancárias, o pagamento é feito dentro do prazo, se nosso pedido de transferência for recebido pelo nosso banco antes do prazo de pagamento expirar; Não somos responsáveis ​​por atrasos causados ​​pelos bancos envolvidos no processo de pagamento.

(4) Não devemos juros de vencimento. As disposições legais aplicam-se à inadimplência.

(5) Temos o direito a compensação e direitos de retenção, bem como a objeção do contrato não cumprido na medida permitida por lei. Em particular, temos o direito de reter os pagamentos devidos, desde que ainda tenhamos direito a reclamações contra o contratante por serviços incompletos ou defeituosos.

(6) O contratante apenas tem o direito de compensação ou retenção para pedidos reconvencionais legalmente estabelecidos ou incontestáveis.

§ 6 TRANSFERÊNCIA DE RISCO, PADRÃO DE ACEITAÇÃO

(1) A entrega de bens móveis a serem produzidos ou fabricados, bem como os serviços de montagem, requer a aceitação por escrito da bb-net. A transferência do risco ocorre com a aceitação do serviço pela bb-net. Uma aceitação implícita, em particular através do uso dos objetos de performance pela bb-net, está excluída.

(2) O risco de perda acidental e deterioração acidental do item é transferido para nós no momento da entrega no local de execução. Se a aceitação foi acordada, isso é decisivo para a transferência do risco. As disposições legais da lei sobre contratos de trabalho e serviços também se aplicam em conformidade com a aceitação. A transferência ou aceitação é a mesma se estivermos em falta de aceitação.

(3) As disposições legais se aplicam à ocorrência de nossa inadimplência na aceitação. No entanto, o contratante também deve nos oferecer expressamente seus serviços se um calendário específico ou definível tiver sido acordado para um ato ou cooperação de nossa parte (por exemplo, fornecimento de material). Em caso de inadimplemento de aceitação, o contratante pode exigir o reembolso de suas despesas adicionais de acordo com as disposições legais (Seção 304 do BGB). Se o contrato se referir a um item injustificável a ser produzido pelo contratante (produto feito sob medida), o contratante só terá direitos adicionais se formos obrigados a cooperar e formos responsáveis ​​pela falta de cooperação.

§ 7 OBRIGAÇÕES DE INFORMAÇÃO DA CONTRATADA

(1) Caso o contratante se desvie do serviço acordado, deverá informar imediata e expressamente a bb-net.

(2) Caso existam soluções divergentes para o cumprimento do serviço acordado, que sejam económica ou tecnicamente mais adequadas, o contratante compromete-se a informar a bb-net imediata e exaustivamente por escrito.

(3) Caso o contratante perceba que não é capaz de cumprir total ou parcialmente ou não atempadamente as suas obrigações contratuais, deverá informar imediatamente o bb-net e indicar os motivos.

§ 8 EMBALAGEM

(1) O contratante é obrigado a recolher gratuitamente e a eliminar de forma adequada e completa o material de embalagem. A pedido do contratante, as provas adequadas da eliminação legalmente conforme também devem ser fornecidas por terceiros, se necessário. Se o contratante não cumprir esta obrigação, o cliente tem o direito de faturar ao contratante os custos de coleta e descarte profissional e as despesas associadas na íntegra

(2) O contratante compromete-se a cumprir as obrigações decorrentes da Portaria de Embalagem, em particular no que diz respeito ao licenciamento adequado, a fornecer prova disso ao cliente mediante solicitação e a cumprir as obrigações decorrentes para o cliente da Portaria de Embalagem. Se estes não forem transferíveis, o contratante apoiará o cliente no cumprimento dos mesmos gratuitamente.

§ 9 CONFIDENCIALIDADE

(1) O cliente reserva-se o direito de propriedade e direitos autorais de ilustrações, plantas, desenhos, cálculos, instruções de execução, descrições de produtos e outros documentos. Esses documentos devem ser usados ​​exclusivamente para o serviço contratual e devolvidos a nós após a conclusão do contrato. Os documentos devem ser mantidos em sigilo de terceiros, mesmo após o término do contrato. A obrigação de confidencialidade só expira quando e na medida em que o conhecimento contido nos documentos fornecidos se torne conhecido.

(2) A disposição acima se aplica de acordo com as substâncias e materiais (por exemplo, software, produtos acabados e semiacabados), bem como a ferramentas, modelos, amostras e outros itens que fornecemos ao contratante para fabricação. Esses objetos - desde que não sejam processados ​​- devem ser armazenados separadamente às custas do contratante e segurados de forma adequada contra destruição e perda.

§ 10 RETENÇÃO DE TÍTULO

(1) Uma reserva estendida, encaminhada, ampliada ou subsequente de propriedade do contratante para as mercadorias encomendadas não é reconhecida pelo cliente.

(2) Se o cliente aceitar uma oferta do contratante de transferência de propriedade condicionada ao pagamento do preço de compra (simples retenção da propriedade), a reserva de propriedade expira o mais tardar com o pagamento do preço de compra das mercadorias.

§ 11 ENTREGA DEFEITUOSA

(1) As disposições legais aplicam-se aos nossos direitos em caso de defeitos materiais e defeitos no título das mercadorias (incluindo entregas incorretas e curtas, bem como montagem inadequada, montagem defeituosa, instruções de operação ou operação) e para outras violações de dever por parte do contratante, a menos que especificado de outra forma abaixo .

(2) De acordo com as disposições legais, o contratante é particularmente responsável por garantir que os bens tenham a qualidade acordada quando o risco for transferido para nós. Em qualquer caso, aquelas descrições de produtos que - em particular por designação ou referência em nosso pedido - são objeto do respectivo contrato ou estão incluídas no contrato da mesma forma que estes GPC se aplicam como um acordo sobre a qualidade. Não faz diferença se a descrição do produto vem de nós, do empreiteiro ou do fabricante.

(3) Não obstante a Seção 442, Parágrafo 1, Sentença 2 do Código Civil Alemão (BGB), o cliente tem direito a reivindicações ilimitadas por defeitos, mesmo que o cliente não estivesse ciente do defeito quando o contrato foi concluído devido a negligência grave.

(4) As disposições legais (§§ 377, 381 HGB) aplicam-se à inspeção comercial e obrigação de notificação com a seguinte estipulação: Nossa obrigação de inspeção é limitada a defeitos que são revelados durante nossa inspeção de entrada de mercadorias sob avaliação externa, incluindo os documentos de entrega (por exemplo, B. danos de transporte, entrega incorreta e curta) ou são reconhecíveis em nosso controle de qualidade no procedimento de amostragem aleatória. Se a aceitação foi acordada, não há obrigação de examinar. Além disso, depende da medida em que uma investigação seja viável no curso normal dos negócios, levando em consideração as circunstâncias do caso individual. Nossa obrigação de nos notificar sobre defeitos descobertos posteriormente permanece inalterada. Sem prejuízo do nosso dever de exame, a nossa reclamação (notificação de defeitos) é considerada imediata e oportuna se for enviada no prazo de 5 dias úteis após a descoberta ou, em caso de defeitos evidentes, da entrega.

(5) A execução complementar inclui também a retirada dos bens defeituosos e a sua reinstalação, desde que os bens tenham sido embutidos noutro artigo ou fixados a outro de acordo com o seu tipo e finalidade; nosso direito estatutário ao reembolso das despesas correspondentes permanece inalterado. O empreiteiro arca com as despesas necessárias para fins de teste e desempenho subsequente, mesmo que se verifique que realmente não houve defeito. Nossa responsabilidade por danos no caso de uma solicitação injustificada para corrigir defeitos permanece inalterada; A este respeito, entretanto, só seremos responsáveis ​​se reconhecermos ou não reconhecermos por negligência grosseira que não houve defeito.

(6) Sem prejuízo dos nossos direitos legais e das disposições do Parágrafo 5, aplica-se o seguinte: Se o contratante cumprir a sua obrigação de desempenho suplementar - a nossa opção, eliminando o defeito (melhoria subsequente) ou entregando um artigo sem defeitos (entrega de substituição) - dentro de um conjunto, Se não for após um período de tempo razoável, podemos reparar o defeito nós mesmos e exigir uma compensação do contratante pelas despesas necessárias para isso ou um pagamento adiantado correspondente. Se o desempenho subsequente do contratante falhou ou não é razoável para nós (por exemplo, devido à urgência particular, ameaça à segurança operacional ou a ameaça de dano desproporcional), nenhum prazo é exigido; iremos informar o contratante imediatamente, se possível com antecedência, de tais circunstâncias.

(7) Além disso, em caso de defeito material ou legal, temos o direito de reduzir o preço de compra ou rescindir o contrato de acordo com as disposições legais. Além disso, temos direito à indenização por danos e despesas de acordo com as disposições legais.

§ 12 RECIBO DO FORNECEDOR

(1) Temos direito às nossas reivindicações de recurso legal dentro de uma cadeia de abastecimento (recurso de fornecedor de acordo com §§ 445a, 445b, 478 BGB), além das reivindicações de defeitos. Em particular, temos o direito de exigir exatamente o tipo de desempenho suplementar (reparo ou entrega de reposição) do contratante que devemos aos nossos clientes em casos individuais. Isso não restringe nosso direito legal de escolha (Seção 439 (1) BGB).

(2) Antes de reconhecermos ou cumprirmos uma reclamação de defeito feita por nosso cliente (incluindo reembolso de despesas de acordo com §§ 445a Parágrafo 1, 439 Parágrafos 2 e 3 BGB), notificaremos a contratada e solicitaremos uma declaração por escrito, explicando brevemente os fatos . Se uma declaração fundamentada não for feita dentro de um período de tempo razoável e se nenhuma solução amigável for encontrada, a reclamação por defeitos efetivamente concedida por nós será considerada devida ao nosso cliente. Nesse caso, cabe ao contratante comprovar o contrário.

(3) Nossas reivindicações de recurso do fornecedor também se aplicam se os produtos defeituosos foram recebidos por nós ou outro empresário, por exemplo, B. incorporando-o a outro produto.

§ 13 RESPONSABILIDADE DO PRODUTOR

(1) Se o contratante for responsável por danos ao produto, ele deve nos indenizar de reclamações de terceiros, desde que a causa esteja dentro de sua esfera de controle e organização e ele próprio é responsável no relacionamento externo.

(2) Como parte de sua obrigação de indenização, a contratada tem despesas de acordo com Para reembolsar os §§ 683, 670 BGB, que resultem de ou em conexão com uma reclamação de terceiros, incluindo campanhas de recall realizadas por nós. Informaremos o contratante sobre o conteúdo e escopo das medidas de recall - na medida do possível e razoável - e daremos a ele a oportunidade de comentar. Outras reivindicações legais permanecem inalteradas.

(3) O contratante deve fazer e manter um seguro de responsabilidade do produto com uma cobertura de montante fixo de pelo menos EUR 10 milhões por danos pessoais / materiais.

§ 14 DIREITOS DE PROPRIEDADE

(1) Após a primeira solicitação por escrito e sem prejuízo das reivindicações legais, o contratante isentará o cliente de alegadas violações da lei de patentes, lei de direitos autorais ou outros direitos de propriedade. A obrigação de indenizar inclui todas as despesas em que o cliente incorre em relação a reclamações de terceiros.

(2) O prazo de prescrição para o pedido de indenização é de três anos a partir do conhecimento do cliente ou ignorância por negligência grosseira das circunstâncias que deram origem ao pedido. A propósito, independentemente de conhecimento ou ignorância por negligência grosseira, o direito à indenização expira dez anos a partir de sua criação.

§ 15 LIMITAÇÃO DE LIMITAÇÕES

(1) As reivindicações mútuas das partes contratuais expiram de acordo com as disposições legais, a menos que especificado de outra forma abaixo.

(2) Não obstante a Seção 438, parágrafo 1 No. 3 BGB, o prazo de prescrição geral para reclamações por defeitos é de 3 anos a partir da transferência do risco. Se uma aceitação foi acordada, o período de limitação começa com a aceitação. O período de prescrição de 3 anos também se aplica a reivindicações decorrentes de defeitos de título, pelo que o período de prescrição legal para reivindicações reais de entrega por terceiros (Seção 438 (1) No. 1 BGB) permanece inalterado; Além disso, as reivindicações baseadas em defeitos de título não se tornam proibidas por lei, desde que o terceiro ainda possa fazer valer o direito contra nós, em particular na ausência de um prazo de prescrição.

(3) O estatuto de limitações da lei de vendas, incluindo a extensão acima, se aplica - na medida legal - para todas as reivindicações contratuais por defeitos. Na medida em que também temos direito a reivindicações extracontratuais por danos devido a um defeito, a limitação legal regular (§§ 195, 199 BGB) se aplica, a menos que a aplicação dos prazos de prescrição da lei de vendas em casos individuais leve a um período de prescrição mais longo.

§ 16 DIREITOS DE USO E EXPLORAÇÃO

(1) Se nenhum acordo divergente foi feito, o contratante irrevogavelmente concede ao contratante direitos ilimitados de uso e exploração de todos os cálculos, gráficos, planos, produtos, modelos, desenhos, em termos de conteúdo, espaço e tempo, desde que ele próprio seja o proprietário de todos os direitos. Gráficos de ferramentas ou outros documentos escritos, eletrônicos ou de outra forma

§ 17 REVISÃO

(1) O cliente tem o direito de verificar a execução do contrato pelo contratante. O cliente reserva-se o direito de inspecionar os documentos de teste e execução e de verificar os sistemas e instalações necessárias à execução do contrato. Se o cliente considerar necessária uma visita às instalações do empreiteiro, deverá efectuar a inscrição prévia para marcação de consulta dentro do horário de funcionamento.

(2) O cliente também tem o direito de verificar a conformidade com os regulamentos de acordo com a Seção 19.

§ 18 REFERÊNCIA

(1) A utilização do nome da empresa, marca ou logotipo do cliente pelo contratante em relação a fins publicitários ou referências requer o consentimento prévio expresso e por escrito do cliente.

§ 19 REGULAMENTOS BB-NET, DIREITOS DE ACESSO

(1) Ao entrar nas instalações fabris da bb-net, o contratante compromete-se a observar e seguir os regulamentos externos da empresa. Os regulamentos podem ser encontrados na Internet em www.bb-net.de/fremdfirmenordnung ser chamado.

§ 20 ESCOLHA DA LEI E LOCAL DA JURISDIÇÃO

(1) Para estes GPC e a relação contratual entre nós e o contratante, a lei da República Federal da Alemanha se aplica à exclusão do direito internacional uniforme, em particular a lei de vendas da ONU.

(2) Se o contratante for um comerciante i. SD. O código comercial, entidade legal de direito público ou fundo especial público, é o local exclusivo - também internacional - de jurisdição para todos os litígios decorrentes da relação contratual. O nosso local de negócios em Schweinfurt aplica-se em conformidade se o contratante for um empresário i. S. v. § 14 BGB é. Em todos os casos, no entanto, também temos o direito de tomar medidas legais no local de cumprimento da obrigação de entrega de acordo com estes GPC ou um acordo individual prioritário ou no local geral de jurisdição do contratante. As disposições estatutárias de substituição, em particular as relacionadas com responsabilidades exclusivas, permanecem inalteradas.

Você pode baixar nossos Termos e Condições Gerais de Compra de fevereiro de 2020 como um PDF aqui:

Einleitung:

Esta instrução se aplica a todos os parceiros de negócios, fornecedores, clientes, autoridades e outros terceiros, incluindo seus funcionários e terceiros envolvidos por eles (doravante denominados "empresas externas") que trabalham nas instalações da bb-net Media GmbH (doravante referido como "bb-net") Aja. Estes regulamentos de empresas externas aplicam-se à Lisbon Street 4.

O escopo dessas instruções começa quando você entra e termina quando você sai das instalações da fábrica. O objetivo destas instruções é evitar ou reduzir os riscos de segurança, saúde, meio ambiente e propriedade quando empresas externas estiverem trabalhando nas instalações da fábrica.

Além disso, essas instruções servem para apoiar as empresas externas na preparação de sua própria avaliação de risco e ao mesmo tempo exigir o cumprimento dos requisitos listados abaixo.

§ 1 REGULAMENTOS DE PROTEÇÃO DO TRABALHO E AMBIENTAL

Todos os regulamentos de trabalho e proteção ambiental, regulamentos de segurança de trabalho estaduais e de associações comerciais e regras geralmente reconhecidas de segurança e medicina do trabalho, incluindo os regulamentos de prevenção de acidentes aplicáveis ​​ao escopo de trabalho, bem como as leis de tempo de trabalho aplicáveis, devem ser observados pelas empresas externas ao realizar a atividade. Caso as empresas externas não tenham conhecimento deste regulamento, são obrigadas a obter as informações necessárias. As empresas externas garantem que nem elas nem os seus subcontratados empregam trabalhadores sem carteira de trabalho válida e adequada e que são observados os respectivos regulamentos legais sobre o pagamento das remunerações.

§ 2 COORDENADOR

O coordenador é sempre um funcionário da bb-net. O coordenador é o interlocutor direto da empresa externa em todos os assuntos relativos à permanência nas instalações fabris bb-net. A empresa externa será informada do nome e telefone do coordenador ao entrar na fábrica pela primeira vez.

§ 3 PEDIDO, INSTRUÇÕES E VIOLAÇÕES

A sociedade externa está obrigada a obedecer às ordens e instruções do coordenador, seu mandatário, o especialista em segurança da bb-net (a seguir designado conjuntamente “gestor orçamental”). Caso a empresa externa tenha dúvidas sobre a autorização da pessoa autorizada para emitir ordens e instruções, é obrigada a ter a autorização confirmada pelo coordenador. O acompanhamento e a emissão de ordens e instruções por dirigentes autorizados não exime a empresa externa da sua responsabilidade perante os seus colaboradores e a bb-net.

Em caso de violação das normas trabalhistas e de proteção ambiental, bem como de outras violações de deveres, a bb-net reserva-se o direito de ordenar a cessação do trabalho até que a violação seja sanada e de excluir os funcionários que violarem de suas atividades.

§ 4 O QUE FAZER EM CASO DE ACIDENTES

Em caso de acidentes de qualquer natureza, o gerente da fábrica, o coordenador e o especialista em segurança devem ser notificados imediatamente. Além disso, a empresa externa é obrigada a cumprir as obrigações legais de reporte aplicáveis ​​a todos os acidentes de trabalho. Danos ou mau funcionamento das instalações e sistemas bb-net também devem ser relatados ao coordenador imediatamente.

§ 5 CONSULTORIA DE SEGURANÇA

O especialista em segurança bb-net assessora a empresa externa em todas as questões relacionadas à segurança ocupacional. Ela está à disposição da empresa externa para informações e aconselhará, por exemplo, sobre os perigos decorrentes dos sistemas e processos individuais e as medidas para evitá-los. A empresa externa deve descobrir os detalhes de contato do oficial de segurança responsável por meio do coordenador.

§ 6 CONSULTORIA AMBIENTAL

O especialista em segurança bb-net assessora a empresa externa em todas as questões de proteção ambiental. Ela está à disposição da empresa externa em todos os quesitos de destinação de resíduos, proteção de solo e água, controle de emissões e manuseio de mercadorias perigosas para informações. A empresa externa deve descobrir os detalhes de contato do oficial de segurança responsável por meio do coordenador.

§ 7 OBRIGAÇÕES ESPECIAIS DA EMPRESA EXTERNA

A empresa externa compromete-se a cumprir os seguintes pontos:

  1. A empresa externa informa o coordenador antes do início, após o término e sempre que as atividades realizadas nas dependências da fábrica forem interrompidas.
  2. O contratante garante que eles sempre deixem o ambiente de trabalho em estado seguro.
  3. A empresa externa informa o coordenador sobre possíveis interrupções no processo operacional. Comunica ao coordenador todas as avarias e irregularidades que ocorram durante a execução da atividade.
  4. A empresa externa define o trabalho diário com o coordenador responsável.
  5. As ferramentas e equipamentos utilizados, principalmente escadas e andaimes, devem estar em boas condições de funcionamento. Ao deixar o local de trabalho, eles devem ser trancados ou protegidos de outra forma para que não representem nenhum perigo para as pessoas ou propriedades, ou podem ser usados ​​sem autorização.
  6. Os pontos de alimentação elétrica ao trabalhar em edifícios e serviços de construção ou sistemas de produção devem ter um dispositivo de corrente residual (RCD).
  7. Os veículos utilizados pela empresa externa devem cumprir os regulamentos aplicáveis ​​no local.

§ 8 REGULAMENTOS DE SEGURANÇA INTERNA

A empresa externa observa os seguintes regulamentos de segurança interna:

  1. Ferramentas, dispositivos, equipamentos e sistemas da bb-net não podem ser usados ​​sem permissão, sem prova das qualificações exigidas e adequação, e sem instruções da bb-net.
  2. Os estoques e pilhas de materiais devem ser dispostos de forma a não comprometer a segurança do trabalho, o processo produtivo, o transporte e o fluxo de tráfego.
  3. Escavações, valas, canais abertos, aberturas no piso, etc. devem ser adequadamente protegidos em todos os lugares e iluminados no escuro. Locais de trabalho perigosos devem ser isolados.
  4. Trazer e consumir bebidas alcoólicas e outras substâncias tóxicas (drogas) não são permitidos nas dependências da fábrica bb-net. Os membros da empresa externa que tenham uma suspeita razoável de que estão sob a influência de substâncias ou bebidas intoxicantes podem ser expulsos das instalações da empresa.
  5. A empresa externa observa a proibição do fumo.
  6. A empresa externa garante que seus funcionários usem os equipamentos de proteção individual necessários (óculos de proteção, calçados de proteção, capacetes, etc.).
  7. As disposições legais relevantes para o tráfego rodoviário público aplicam-se nas instalações da fábrica bb-net. No entanto, o tráfego da empresa deve sempre ter prioridade e as regras de tráfego e comportamento internas da empresa devem ser observadas. A velocidade máxima para veículos de todos os tipos dentro das instalações da empresa é de 20 km / h.
  8. Veículos de empresas externas só são permitidos nas dependências da empresa para carga e descarga.
  9. Os funcionários de empresas externas que operam caminhões industriais, guindastes e plataformas aéreas de trabalho devem possuir o certificado de formação correspondente.
  10. Os colaboradores da empresa externa não estão autorizados a entrar em qualquer parte da empresa, com excepção das zonas de descanso e instalações sanitárias, que não fazem parte da área de actividade da empresa externa. Excepcionalmente, outras partes da empresa poderão ser cadastradas após consulta ao coordenador responsável, na medida em que seja necessário para a realização da atividade.
  11. Devem ser observados os sinais e marcações obrigatórios, de proibição e advertência. Eles não devem ser removidos ou tornados ilegíveis.
  12. As rotas de fuga e portas de fuga estão marcadas. Eles devem ser mantidos afastados o tempo todo.
  13. Extintores de incêndio, hidrantes e placas correspondentes não devem ser cobertos, bloqueados ou inutilizados de outra forma. Eles devem estar acessíveis o tempo todo. Qualquer dano deve ser comunicado ao coordenador imediatamente.
  14. Os pedestres devem se deslocar nas calçadas demarcadas e ficar atentos ao trânsito de caminhões industriais.

§ 9 TRABALHO PERIGOSO

Autorizações de trabalho ou autorizações são necessárias para trabalhos perigosos. A empresa externa recebe do coordenador responsável se necessário. A empresa externa só usa funcionários qualificados para trabalhos perigosos. A empresa externa garante que todas as atividades nas instalações da fábrica bb-net sejam aprovadas pelo coordenador. O trabalho perigoso inclui, em particular:

  1. o manuseio de substâncias perigosas,
  2. Trabalhar em ou nas proximidades de sistemas e equipamentos elétricos,
  3. Trabalho com risco de incêndio (soldagem, queima, aquecimento, corte) e líquidos inflamáveis,
  4. Trabalho em linhas de vapor ou pressão,
  5. Trabalhando com risco de queda,
  6. Trabalho que requer cuidados especiais, pois existem perigos imediatos para os funcionários da empresa externa e da bb-net.

§ 10 RISCO MÚTUO

Fala-se de “risco mútuo” quando a bb-net e / ou a empresa externa enxerga seu próprio e / ou potencial de risco externo ao realizar as atividades. Se houver um possível perigo mútuo, a empresa externa discute com o coordenador se e quais medidas de segurança são necessárias antes de iniciar o trabalho. O acordo com o coordenador não exime a empresa externa da responsabilidade de fiscalizar os próprios funcionários.

O seguinte se aplica em detalhes:

  1. Ao trabalhar em ou nas proximidades de sistemas ou equipamentos ativos, a tecnologia de construção bb-net responsável por esta área também deve ser ligada. A empresa externa deve descobrir os detalhes de contato do departamento especializado relevante por meio do coordenador.
  2. A energia elétrica só pode ser retirada da empresa externa nos pontos de alimentação atribuídos. A empresa externa deve saber os pontos de alimentação por meio do coordenador.
  3. As demais ligações elétricas à rede da empresa só podem ser efectuadas pela secção de serviços do edifício com a intervenção do coordenador.
  4. A execução de terraplenagem deve ser previamente discutida com a direção da planta devido a possíveis danos nas linhas de abastecimento. A empresa externa deve descobrir os detalhes de contato da gerência da planta por meio do coordenador.

§ 11 DIRETRIZES DE MEIO AMBIENTE, ENERGIA E SEGURANÇA NO TRABALHO

A empresa externa é obrigada a seguir as diretrizes de meio ambiente, energia e segurança do trabalho.

Em particular, aplica-se o seguinte:

  1. O fornecimento e o armazenamento de substâncias poluentes da água e ambientalmente perigosas devem ocorrer em bandejas coletoras.
  2. Lidar com substâncias que são perigosas para a água não deve resultar em qualquer contaminação prejudicial do solo, lençol freático, superfície ou esgoto. Os recipientes de trabalho e armazenamento devem ser adequados, em bom estado e com parede dupla a partir de 100 litros. Quantidades adequadas de agente de ligação devem ser mantidas disponíveis na área de trabalho.
  3. O sistema de combustível e o sistema de lubrificação de veículos e máquinas não devem apresentar vazamentos.
  4. A infiltração de esgoto e outros líquidos é proibida. O mesmo se aplica à introdução na rede de esgotos, a menos que o especialista em proteção ambiental tenha aprovado.
  5. A empresa externa é obrigada a reciclar, eliminar e retirar adequadamente todos os resíduos que surjam durante a execução da atividade, de acordo com os regulamentos aplicáveis. Cópia de todas as provas e documentos decorrentes desta obrigação deve ser entregue imediatamente ao coordenador. A empresa externa tem o direito, em casos individuais, de eliminar os resíduos nas instalações da fábrica em conformidade com o sistema de separação de resíduos aplicável com o consentimento do responsável pela eliminação de resíduos bb-net. A empresa externa deve descobrir os detalhes de contato do oficial responsável pela eliminação de resíduos por meio do coordenador.
  6. É proibida a queima de resíduos de qualquer tipo nas instalações da fábrica.
  7. As emissões de poeira, odor e ruído devem ser reduzidas ao que seja tecnicamente viável.
  8. A exposição prejudicial a funcionários e residentes deve ser descartada. As máquinas de construção utilizadas devem atender aos requisitos da Portaria de Ruído de Equipamentos e Máquinas.
  9. Não devem ser usados ​​materiais de construção, auxiliares e operacionais que contenham amianto, hidrocarbonetos halogenados, chumbo e materiais de fibra cancerígena.
  10. Os recursos (por exemplo, água, energia, materiais auxiliares e operacionais) devem ser usados ​​com moderação.
  11. A empresa externa utiliza apenas funcionários qualificados por meio de formação, treinamento ou experiência para atividades com impactos ambientais significativos. A evidência associada deve ser mostrada ao bb-net a qualquer momento mediante solicitação

§ 12 PROTEÇÃO DE INCÊNDIO

No decurso de actividades com risco de incêndio, a empresa externa é obrigada a utilizar o procedimento de licenciamento para trabalhos a quente e a providenciar a desactivação dos sistemas de alarme de incêndio através do coordenador, com a intervenção do responsável pela segurança / protecção contra incêndios. A empresa externa é obrigada a fornecer agentes extintores e, após a conclusão da obra, remover substâncias e gases inflamáveis ​​do edifício ou das áreas de trabalho, como as coberturas e, se necessário, providenciar um posto de proteção contra incêndio. Vias de fuga, portas e equipamentos de extinção de incêndio devem ser mantidos desobstruídos. Avanços através de firewalls só são permitidos após consulta com o coordenador e podem ser fechados novamente usando o procedimento especificado pelo coordenador.

§ 13 OUTRAS INFORMAÇÕES REGULAMENTARES

  1. O canteiro de obras e montagem deve ser mantido sempre limpo e arrumado ao final das obras.
  2. Não é permitido fotografar ou filmar nas dependências da empresa - a menos que haja autorização especial da bb-net.
  3. Aos domingos e feriados, funcionários de empresas externas só têm permissão para entrar em nossas instalações com a aprovação por escrito da bb-net.
  4. A extração de água de construção de hidrantes só é permitida com a aprovação do coordenador.

§ 14 SISTEMA DE GESTÃO DE ENERGIA

O bb-net está comprometido com o uso cuidadoso da energia e com a melhoria contínua de sua eficiência energética. A empresa externa garante, portanto, um uso econômico e cuidadoso da energia!

§ 15 REGULAMENTOS ESPECÍFICOS

Se houver regulamentos específicos, a empresa externa é obrigada a cumpri-los. Os regulamentos específicos são comunicados pelo coordenador durante o briefing.

§ 16 TREINAMENTO DE FUNCIONÁRIOS

A empresa externa obriga-se a instruir os seus colaboradores sobre o conteúdo destas "instruções bb-net para empresas externas" antes de iniciar os trabalhos e a fornecer comprovativos em formulário adequado mediante solicitação à bb-net. Além disso, a empresa externa deve assegurar que seus funcionários cumpram as normas das "instruções bb-net para empresas externas". As instruções sobre as condições de trabalho, perigos e medidas de proteção devem ser comprovadamente repetidas pelo menos uma vez por ano.

§ 17 RESPONSABILIDADE PARA AS VERSÕES DE IDIOMA

Existe apenas uma versão alemã, esta é vinculativa.

As condições de garantia da bb-net media GmbH (doravante bb-net) destinam-se exclusivamente a clientes comerciais. Se você adquiriu um produto tecXL como pessoa física, entre em contato com o revendedor relevante para o processamento da garantia. Os direitos além da garantia não são restringidos pela concessão de uma garantia.

§ 1 CONTEÚDO DA GARANTIA

(1) bb-net garante a seus clientes que o hardware vendido está livre de defeitos de fabricação, material e processamento. As regras de tecnologia geralmente reconhecidas no momento da fabricação são decisivas.

(2) bb-net irá reparar os produtos defeituosos ou substituí-los por um produto que seja pelo menos equivalente ou comparável. Em qualquer caso, os custos serão suportados pela bb-net.

(3) Se nem o reparo nem a substituição do dispositivo com defeito for possível, a bb-net irá reembolsá-lo pelo valor atual do dispositivo. O valor justo é determinado com base no cálculo do preço da bb-net. Se o defeito ocorrer nos primeiros 12 meses, a bb-net reembolsará o comprador pelo preço total de compra.

(4) As peças trocadas passam a ser propriedade da bb-net. Não há mais reivindicações. Em particular, bb-net não fornece dispositivos de empréstimo para reparos durante o período de garantia e não assume os custos para isso.

(5) Se uma bateria recarregável for usada para os produtos usados ​​processados ​​com o selo tecXL, o bb-net garante um tempo mínimo de funcionamento de 30 minutos em operação normal.

§ 2 EXCLUSÃO DE GARANTIA

(1) As peças de desgaste estão excluídas da garantia. Estes incluem em particular, mas não exclusivamente: baterias, condensadores, ventiladores, agentes condutores de calor, descoloração, dobradiças, alavancas, abas ou sinais de desgaste na área de entrada. A garantia para acumuladores é limitada a um máximo de 6 meses.

(2) A garantia não cobre danos causados ​​por força maior ou desastres naturais, em particular, mas não exclusivamente: fogo, radiação, geada, sol / calor, inundações, guerra, vírus de computador, erros de programação e software, forças externas ou impactos.

(3) O uso impróprio ou modificação dos dispositivos também estão excluídos de uma reclamação de garantia. Exemplos de uso impróprio são em particular, mas não exclusivamente: danos causados ​​pela água, danos por corrosão, defeitos devido a acessórios não aprovados pelo fabricante e a instalação de software não aprovado pelo fabricante.

(4) Erros seriais do fabricante, erros de software e / ou erros em conexão com o sistema operacional estão excluídos da garantia.

(5) Além disso, a validade da garantia termina se a instalação, cuidados e reparo do dispositivo não forem observados por qualquer pessoa / empresa que não seja a bb-net. Além da bb-net, um reparo por terceiros concordou expressamente por escrito.

(6) Monitores independentes, mas também integrados, são classificados em quatro classes de erro de pixel de acordo com a ISO 13406-2. Esses produtos são testados e vendidos de acordo com a categoria ISO de erro de pixel classe II. O número máximo permitido de defeitos por milhão de pixels é de dois pixels continuamente acesos (tipo de defeito 1), dois pixels continuamente pretos (tipo de defeito 2) ou cinco subpixels defeituosos, continuamente acesos nas cores vermelho, verde, azul e preto continuamente ( Tipo de erro 3). Pixels defeituosos não representam um caso de garantia dentro das especificações aplicáveis.

(7) A montagem ou desmontagem da peça defeituosa ou do produto não estão cobertos pela garantia.

§ 3 PERÍODO DE GARANTIA

(1) O período de garantia para os produtos tecXL é de 24 meses, para os demais hardwares usados, os chamados TI usados, 3 meses a partir da data da fatura.

(2) Se o cliente revender produtos com o selo tecXl pela primeira vez, o período de garantia começa novamente, mas a extensão é limitada a um máximo de 6 meses. A pedido, o recibo de compra original deve ser entregue à bb-net, que identifica claramente o dispositivo. Os acumuladores estão excluídos disso.

(3) Se os componentes forem trocados no âmbito do cumprimento da garantia, não haverá um novo início do período de garantia.

§ 4 PROCEDIMENTO EM CASO DE GARANTIA (GARANTIA BRING-IN)

(1) Se você descobrir um defeito em seu produto tecXL, entre em contato com nosso atendimento ao cliente imediatamente usando o formulário online em sua conta de cliente.

(2) Se o nosso serviço ao cliente determinar que o produto reclamado está possivelmente com defeito e a reclamação de garantia for justificada, você receberá um número de processamento (RMA) e instruções para enviar o produto para bb-net.

(3) As devoluções para a bb-net autorizadas por nós em embalagens de transporte adequadas são pagas antecipadamente e devidamente seguradas. O envio é feito para o endereço indicado na devolução.

(4) Após a garantia ter sido fornecida, você receberá seu produto tecXL de volta com a mesma configuração que tinha originalmente quando você o adquiriu, sujeito a quaisquer atualizações.

(5) Você não pode devolver um produto incompleto à bb-net sem entrar em contato com nosso serviço de atendimento ao cliente com antecedência. A bb-net reserva-se o direito de devolver remessas não anunciadas e de faturar ao remetente os custos de envio e manuseio.

§ 5 ACEITAÇÃO DE CUSTOS

(1) Os custos de envio e os custos associados são de responsabilidade do comprador. Em caso de reclamação nos primeiros 60 dias após a data de entrega, bb-net cede a opção de assumir também os custos de devolução.

(2) Após a conclusão do reparo, a bb-net enviará os dispositivos de volta ao cliente às custas da bb-net sem aviso prévio.

§ 6 ISENÇÃO DE RESPONSABILIDADE

(1) bb-net não assume nenhuma responsabilidade pelos dados e software instalado. bb-net reserva-se o direito de deletar suportes de dados no âmbito do cumprimento da garantia e reinstalar o sistema operacional. É responsabilidade do cliente reinstalar o sistema operacional e outros softwares.

(2) a bb-net não assume nenhuma responsabilidade por dados perdidos em trânsito de ou para a bb-net. O seguro de transporte cobre apenas o valor do envio.

(3) a bb-net não assume qualquer responsabilidade por reparos realizados como um gesto de boa vontade.

§ 7 PROTEÇÃO DE DADOS

(1) Os dados necessários para a implementação e processamento da garantia são registrados, transferidos e processados. Ao usar o procedimento de devolução atualmente válido, o cliente concorda que esses dados podem ser coletados e processados. O bb-net atua basicamente de acordo com as regras de economia de dados.

§ 8 LOCAL DE ATUAÇÃO, LOCAL DE JURISDIÇÃO E LEI APLICÁVEL

(1) O local de cumprimento das obrigações decorrentes desta garantia é Schweinfurt. Tanto quanto permitido, o local de jurisdição é o tribunal regional de Schweinfurt. A lei alemã se aplica a esta garantia com a exclusão da lei de vendas da ONU, a menos que isso seja contrário à lei internacional de proteção ao consumidor obrigatória.

A locação ocorre exclusivamente nas condições presentes, as quais são reconhecidas pelo locatário e locador para todas as locações futuras no âmbito da sua relação comercial. As presentes condições de aluguel se aplicam a todos os produtos de aluguel do locador.

§ 1 APLICAÇÃO E INFORMAÇÕES GERAIS

(1) Sujeito a acordos escritos individuais que têm precedência sobre estas condições de aluguel, as seguintes condições de aluguel na versão válida no momento do pedido se aplicam à relação comercial entre o locador e o locatário.

(2) Termos e condições conflitantes do locatário expressamente não se aplicam, a menos que o locador concorde expressamente com sua validade. Os empresários são considerados inquilinos na acepção das presentes condições de arrendamento.

(3) Empresário é qualquer pessoa singular ou colectiva ou parceria com capacidade jurídica que, no momento da celebração do contrato, exerça a sua actividade comercial ou profissional autónoma.

§ 2 FORNECEDOR, PARCEIRO CONTRATUAL E CONCLUSÃO DO CONTRATO

(1) Seu provedor e parceiro contratual é bb-net media GmbH, Lisbonstrasse 4, 97424 Schweinfurt. A confirmação da encomenda do locador é decisiva para a celebração do contrato e o conteúdo do contrato.

(2) As ofertas não são vinculativas. O inquilino é solicitado a fazer uma seleção do equipamento, eventualmente para encomendar acessórios, para especificar o período de aluguer e para determinar o tipo de envio através de um pedido de aluguer, indicando os seus contactos. Ele pode enviar isso por escrito ou por e-mail.

(3) O inquilino recebe um e-mail com a relação do imóvel alugado e do aluguel. Se o inquilino concordar com as condições, ele confirma o pedido. Após a conclusão do contrato, o contrato será salvo pelo fornecedor.

(4) Se nenhuma cópia do produto selecionado pelo locatário estiver disponível no momento do pedido, o locador deverá informar o locador sobre isso. Se o produto estiver permanentemente indisponível, o locador não fará a declaração de aceitação. Um contrato não é celebrado neste caso.

(5) Se o produto especificado pelo locatário no pedido estiver temporariamente indisponível, o fornecedor também informará o locatário disso. Nesse caso, o locador e o locatário têm o direito de rescindir o contrato. O locador não aceita qualquer responsabilidade. O locador reembolsará imediatamente quaisquer pagamentos já efetuados pelo locatário.

§ 3 PERÍODO DE ALUGUEL

(1) O período de locação (primeiro dia de locação) começa com o período de uso acordado. O último dia de locação é o dia em que o locatário ainda tem o dispositivo em uso produtivo e é, portanto, o último dia do período de uso.

(2) Se o locatário não entregar os itens alugados ao locador pessoalmente, ele deve escolher um método de envio segurado que garanta que o imóvel locado chegue ao locador cinco dias após o término do período de uso. O inquilino é responsável pela devolução ou entrega tardia.

(3) É sempre cobrado um mês de aluguel integral, mesmo que o período de uso seja inferior a um mês. Os preços do aluguel incluem suporte técnico e entrega.

§ 4 TAXA DE ALUGUEL E FORMAS DE PAGAMENTO

(1) O aluguel a ser pago pelo locatário resulta da confirmação do pedido.

(2) Se o locatário tiver uma classificação de crédito suficiente, é responsabilidade do locador apenas emitir a fatura após a entrega do objeto alugado. Além disso, o locatário declara seu consentimento para a possível obtenção de informações de solvência de uma seguradora de crédito pelo proprietário.

(3) Se o período de locação encomendado pelo locatário for superior a 4 semanas ou um mês, o locador irá faturar o aluguel para as seções de até 4 semanas ou até um mês de antecedência com o primeiro dia de locação.

(4) A prorrogação do período de locação comissionada só é possível com o consentimento por escrito do locador.

(5) A renda inclui a remuneração pelo fornecimento do imóvel arrendado, bem como pela sua manutenção e reparação na condição contratual, que corresponde ao momento em que foi determinada a prontidão operacional. A entrega de consumíveis deve ser paga separadamente.

(6) O aluguel deve ser pago antecipadamente mensalmente, estritamente líquido, até o décimo dia útil de cada mês, a menos que outra forma de pagamento tenha sido acordada por escrito. O dia do recebimento do pagamento é decisivo.

(7) Se o inquilino não resolver uma reclamação total ou parcialmente até a data de vencimento de acordo com o contrato, o locador tem o direito de revogar os acordos feitos sobre as condições de pagamento para todas as reclamações pendentes neste momento e de fazer o vencimento imediatamente.

(8) O locador também tem o direito de prestar outros serviços apenas contra pagamento antecipado ou uma garantia na forma de garantia de boa execução de uma instituição de crédito ou seguradora de crédito aprovada na União Europeia. Se o inquilino estiver inadimplente após o envio de um aviso, o locador tem o direito de solicitar a devolução imediata do dispositivo ou recuperá-lo às custas do inquilino.

(9) O locador reserva-se o direito de cobrar juros de mora a uma taxa de 8% acima da taxa básica. Além disso, o proprietário tem o direito de contratar uma organização de cobrança para cobrar o pagamento.

(10) Se o inquilino rescindir o contrato de locação - por qualquer motivo - o locador reserva-se o direito de cobrar os custos de cancelamento. Em caso de cancelamento menos de 7 dias úteis antes do início do período de locação, será devido 100% do aluguel acordado.

§ 5 TRANSPORTE

(1) O equipamento é transportado pelo locador ou agente substituto do locador.

(2) O locador geralmente assume o risco de transporte e os custos de transporte. Ao devolver os dispositivos, o locatário deve garantir que a embalagem é segura para o transporte, caso contrário, o risco é transferido para o locatário.

(3) Caixas ou embalagens de papelão danificadas devem ser informadas ao fornecedor e à transportadora por escrito antes da aceitação, bem como documentadas graficamente e verificadas imediatamente quanto à integridade.

(4) O locatário compromete-se a verificar a funcionalidade dos bens imediatamente após o recebimento e a notificar o locador por escrito sobre quaisquer defeitos por e-mail imediatamente após o recebimento.

(5) Reclamações posteriores não podem ser feitas. Se a inspeção dos objetos alugados não for possível dentro de 3 horas após o recebimento, o locatário deve explicar isso com antecedência por e-mail.

(6) O locador não se responsabiliza por atrasos ou atrasos ou falhas nas entregas da transportadora. O inquilino tem de garantir a disponibilidade entre as 9h16 e as XNUMXhXNUMX, a menos que outros prazos de entrega tenham sido acordados.

(7) O inquilino é responsável pela segurança dos itens alugados desde o momento em que são entregues ao locador até o momento em que são devolvidos ao locador. Em particular para diferentes endereços de entrega e / ou coleta ou para entrega e coleta em feiras ou congressos. Possivelmente. medidas especiais de segurança devem ser tomadas pelo inquilino.

(8) As entregas ou recolhas incorretas, que implicam custos adicionais, são da responsabilidade do inquilino. Os endereços de entrega e coleta devem ser indicados de forma que a entrega e / ou coleta sejam possíveis sem problemas. Uma pessoa de contato com um número de telefone acessível e endereço de e-mail no local deve sempre ser especificada. Os tempos de espera da transportadora, que implicam custos adicionais, são suportados pelo locatário.

(9) O locador não assume qualquer responsabilidade por erros cometidos pelo transportador. O locador não se responsabiliza por imprevistos ou eventos sem culpa do locador que levem a um atraso ou impossibilidade de entrega.

(10) Antes de aceitar a mercadoria da transportadora, o locatário deve verificar todas as embalagens quanto a danos externos. Se um defeito for reconhecível, ele só pode confirmar o recebimento com reserva. Se o inquilino confirmar o recebimento apesar do defeito, ele é responsável pelas possíveis consequências. O locatário compromete-se a pagar quaisquer direitos de importação e exportação ou outras taxas que sejam causadas pelo aluguel transfronteiriço.

§ 6 CARGA PERIGOSA

(1) A devolução do dispositivo pelo locatário - incluindo todos os acessórios fornecidos - deve ser realizada na embalagem original, à prova de quebra e segura para o transporte para o locador (endereço de entrega: bb-net media GmbH, Lissabonstr. 4, 97421 Schweinfurt). A embalagem original é aquela em que o item alugado foi entregue ao locatário / usuário.

(2) Uma exceção a isso é a presença de danos na caixa original, o que põe em risco o transporte seguro. Nesse caso, o locatário deve usar embalagem de substituição equivalente para o transporte de retorno seguro, a fim de proteger o objeto alugado de danos durante o transporte.

(3) Na medida em que o locador é contratado para devolver os itens alugados, o ônus do risco é transferido para o locador. A Seção 6 (2) permanece inalterada e se aplica em toda a extensão.

§ 7 REGRAS GERAIS DE CONDUTA

(1) O inquilino compromete-se a tratar os artigos alugados com cuidado e competência e a verificar imediatamente após a recepção dos artigos alugados se são funcionais e correspondem ao pedido. Além disso, o inquilino deve garantir que qualquer perda (por exemplo, devido a roubo, desfalque) seja excluída.

(2) Desvios no que diz respeito ao número, tipo e qualidade da encomenda e à confirmação da encomenda ou nota de entrega devem ser comunicados ao locador por escrito imediatamente, mas o mais tardar um dia útil após a recepção dos artigos de aluguer.

(3) A aceitação dos itens alugados sem quaisquer reclamações será considerada como a confirmação do seu estado impecável e adequado para uso contratual. O locatário é responsável pelos dispositivos listados na nota de entrega ou protocolo de entrega, mesmo que não correspondam à encomenda / confirmação da encomenda.

(4) Além do dispositivo, embalagem, todas as instruções de operação e acessórios fazem parte do objeto de locação e, portanto, são propriedade do locador. O locatário somente cumpre suas obrigações contratuais se todos os componentes do objeto de locação forem devolvidos integralmente.

(5) O locatário deve permitir a utilização do equipamento apenas por pessoas que possuam os conhecimentos necessários. O locatário só pode mover o dispositivo para um local fora do país em que o contrato de locação foi concluído com aprovação prévia por escrito.

§ 8 DEFEITOS

(1) O locador compromete-se a manter o imóvel alugado durante o período de locação em condições adequadas para a utilização de acordo com o contrato e a efetuar os trabalhos de manutenção e reparação necessários. Esta obrigação diz respeito apenas à condição contratual do imóvel arrendado no momento em que é determinada a prontidão operacional.

(2) Se houver apenas uma redução insignificante na aptidão para o uso contratual, não há reclamações devido a defeitos no objeto de locação. As reclamações devido a tais defeitos também são excluídas se o desvio da qualidade contratual for devido ao uso impróprio ou ao uso do objeto alugado em condições de uso não acordadas ou em um ambiente de sistema não acordado.

(3) O cliente deve notificar quaisquer defeitos de aluguel por escrito de forma compreensível e detalhada, informando as informações necessárias para a detecção e análise de defeitos. Em particular, as etapas de trabalho que levaram à ocorrência do defeito, o modo de aparecimento e os efeitos do defeito devem ser especificados. Além disso, o inquilino deve apoiar o locador na medida do necessário para eliminar os defeitos.

(4) Os defeitos são corrigidos dentro do horário comercial do locador, reparando ou reparando o item alugado gratuitamente. Para o efeito, deve ser concedido ao senhorio um período adequado de, pelo menos, 5 dias. Com o consentimento do locatário, o locador pode trocar o objeto de locação ou os componentes individuais do objeto de locação para fins de sanar os defeitos. O cliente não negará injustificadamente seu consentimento para isso.

(5) Uma rescisão pelo inquilino de acordo com A Seção 543, Parágrafo 2, Sentença 1, Nº 1 do Código Civil Alemão (BGB) devido ao não uso da propriedade de acordo com o contrato, só é permitida se o locador tiver recebido oportunidade suficiente para remediar o defeito e isso tiver falhado. A falha em remediar o defeito só pode ser presumida se for impossível, se for recusada pelo locador ou atrasada de forma irracional, se houver dúvidas razoáveis ​​sobre as chances de sucesso ou se, por outras razões, não for razoável para o inquilino.

(6) Os direitos do inquilino a uma garantia por defeitos são excluídos se ele fizer alterações no imóvel alugado ou as tiver feito por terceiros sem o consentimento prévio do locador.

(7) O prazo de prescrição para defeitos materiais é de um ano a partir do início do prazo de prescrição legal.

§ 9 RECONHECIMENTO DOS DIREITOS DE LICENÇA DE SOFTWARE

(1) O software fornecido ou instalado só pode ser usado de acordo com as condições conhecidas do titular da licença. O locatário garante que o uso do software contrário ao contrato por ele ou seus agentes substitutos é excluído.

(2) O locatário está ciente de que o uso indevido pode resultar em reivindicações ilimitadas por danos por parte do titular da licença. O inquilino isenta o proprietário de todas as reivindicações.

§ 10 DIREITOS DE TERCEIROS

(1) A afirmação de alegados direitos à propriedade alugada por terceiros (por exemplo, apreensão iminente) deve ser relatada ao locador imediatamente.

(2) Em caso de apreensão, o protocolo de apreensão e quaisquer outros documentos necessários para uma ação de objeção de terceiros devem ser enviados ao proprietário imediatamente.

§ 11 DISPOSIÇÕES FINAIS

(1) A lei alemã aplica-se a todos os contratos celebrados com base nestas condições de aluguer.

(2) Se o cliente for um comerciante, uma entidade legal de direito público ou uma parte contratante que não tem jurisdição geral na Alemanha, a jurisdição é Schweinfurt. O idioma do contrato é o alemão.

(3) Na medida em que o contrato e estes termos e condições de aluguel contenham lacunas, essas disposições legalmente efetivas serão consideradas como tendo sido acordadas para preencher essas lacunas, que os parceiros contratuais teriam acordado de acordo com os objetivos econômicos do contrato e a finalidade dessas condições de aluguel se tivessem reconhecido as lacunas.

Os seguintes princípios de conduta descrevem o comportamento eticamente correto desejado em todas as ocasiões de negócios, de acordo com a lei aplicável e as diretrizes internas relevantes. Todos os funcionários da bb-net são responsáveis ​​pelo cumprimento do código de conduta. Principalmente os princípios são divididos em integridade, confiabilidade e transparência.

§ 1. GERAL

Este código de conduta foi elaborado pela administração e descreve os valores que compartilhamos e como queremos trabalhar juntos - hoje e no futuro. Eles nos fornecem uma imagem de objetivo clara que deve ser alcançada para garantir o sucesso de longo prazo da nossa empresa. Uma cooperação respeitosa e cooperativa, bem como a percepção consciente da responsabilidade social, constituem a base do nosso sucesso empresarial a longo prazo. Comportamento responsável, eticamente correto e honesto é esperado da administração, funcionários, mas também de parceiros de negócios, fornecedores e quaisquer futuras subsidiárias ou empresas de cooperação.

O código de conduta reclama para nós mesmos, ao mesmo tempo que é uma promessa ao mundo exterior de um comportamento responsável para com os parceiros de negócios e o público, mas também nas relações uns com os outros dentro da empresa. Deve servir de orientação para o nosso comportamento diário.

Nossos gerentes têm uma função especial de modelo. O pré-requisito para a implementação do Código de Conduta em toda a empresa é que nossos valores sejam exemplificados pelos gestores. Eles são o primeiro ponto de contato para perguntas sobre a compreensão dos regulamentos e garantem que todos os funcionários conheçam e entendam o código de conduta. Como parte de suas tarefas de gerenciamento, eles evitam comportamentos inaceitáveis ​​ou tomam medidas adequadas para prevenir violações de regras em sua área de responsabilidade.

§ 2 VALORES E PRINCÍPIOS DE CONDUTA

Para nós, o cumprimento das leis e regulamentos é um princípio básico essencial para uma ação economicamente responsável. Sempre observamos as proibições e obrigações legais aplicáveis.

Nossos funcionários são a base para o sucesso de nossa empresa. Para que seus pontos fortes possam se desenvolver, criamos um ambiente de trabalho que vive essa valorização e promove a integridade. Confiamos uns nos outros e cumprimos nossa palavra. Defendemos a igualdade de oportunidades, pois existe um grande potencial na diversidade dos nossos colaboradores. Tratamos todos os funcionários da mesma forma, independentemente de origem étnica ou nacional, sexo, religião, visão de mundo, posição política, deficiência, idade ou identidade sexual ou qualquer outra característica ou status protegido. Mostramos a cada funcionário o respeito necessário, tratamos uns aos outros com decência e se discordamos sobre as coisas, então o somos sem nos humilharmos. Assumimos total responsabilidade por nossas decisões, ações e resultados. A credibilidade surge quando assumimos a responsabilidade pelo que dizemos e fazemos. Todos declaram claramente suas intenções e objetivos e esperam que os outros compartilhem suas opiniões.

Os nossos colaboradores são contratados e promovidos exclusivamente com base nas suas qualificações e competências técnicas, mas também sociais. Todo colaborador é obrigado a se abster de qualquer forma de discriminação e a ter uma relação de respeito e colegiado.

Não toleramos assédio sexual de nenhuma forma e usamos linguagem que não seja discriminatória, intimidadora, assediadora, ameaçadora, abusiva, sexualmente censurável ou de outra forma ofensiva ou inadequada.

O direito à remuneração adequada é reconhecido para todos os funcionários. A remuneração e outros serviços correspondem, no mínimo, aos respectivos padrões legais nacionais e locais.

A saúde e a segurança de nossos funcionários são tão importantes para nós quanto a qualidade de nosso trabalho e o sucesso comercial. Saúde e segurança ocupacional são parte integrante de todos os processos operacionais desde o início. A saúde de nossos colaboradores é nosso maior patrimônio e uma obrigação para todos. Nossa empresa leva em consideração os regulamentos de segurança ocupacional relevantes, o estado da arte, medicina ocupacional, higiene e outras descobertas ergonômicas. Cada um de nossos funcionários promove a segurança e a proteção da saúde em seu ambiente de trabalho e cumpre os regulamentos sobre saúde e segurança ocupacional. O gerente é obrigado a instruir e apoiar seus funcionários no cumprimento dessa responsabilidade.

Todos os funcionários são obrigados a usar a propriedade e os recursos da empresa de forma adequada e cuidadosa e protegê-los contra perda, roubo ou uso indevido. Usamos propriedade tangível e intangível da empresa apenas para fins corporativos e não para uso pessoal, a menos que seja expressamente permitido.

Os objetivos corporativos importantes para nós são a proteção ambiental e climática sustentável, bem como a eficiência de recursos. Nós verificamos e validamos nossas opções para CO2- Minimizar as emissões e otimizar continuamente nossos produtos e ações. Conseguimos isso por meio de um conceito de sustentabilidade abrangente, um grande número de projetos ambientais e o CO inevitável2-Compensar a pegada com certificados climáticos. Cada colaborador é responsável por tratar os recursos naturais com cuidado e contribuir para a proteção do meio ambiente e do clima por meio de seu comportamento individual.

Corrupção, atividades de lavagem de dinheiro e violações da lei aplicável levam a sanções contra a (s) pessoa (s) em questão. Nenhum funcionário pode aceitar, exigir ou ser prometido quaisquer presentes ou outros benefícios de clientes, fornecedores ou outras pessoas de forma aberta ou encoberta para ou no cumprimento de suas obrigações contratuais sem o consentimento do empregador. Em caso de dúvidas, dúvidas jurídicas ou suspeitas justificadas, você deve sempre consultar o seu gerente de linha. Nenhum de nossos funcionários está autorizado a usar as conexões comerciais da empresa para benefício próprio ou para prejuízo de terceiros.
Corrupção, atividades de lavagem de dinheiro e violações da lei aplicável levam a sanções contra a (s) pessoa (s) em questão.

Nossa empresa está ciente de sua responsabilidade pela educação e pela ciência, pela cultura e pelo esporte, bem como pelas questões sociais. A responsabilidade social e o compromisso social são parte integrante da cultura corporativa há décadas.

Fazemos doações e outras formas de engajamento social exclusivamente no interesse da empresa. Não fazemos doações financeiras a destinatários com os quais possa surgir um conflito de interesses.

As doações são feitas de forma transparente porque a finalidade, o destinatário da doação e o recebimento da doação são documentados e verificáveis.

A percepção pública da bb-net media GmbH é amplamente moldada pela aparência, ações e comportamento de cada funcionário. Todos somos responsáveis ​​por isso. O comportamento inadequado de um indivíduo pode causar danos consideráveis ​​à nossa empresa.

Portanto, todos os funcionários são chamados a manter a reputação de nossa empresa por meio de seu comportamento e aparição em público ou nas redes sociais.

Nossa empresa respeita os direitos humanos reconhecidos internacionalmente e está comprometida com sua observância e proteção. Respeitamos a dignidade e os direitos pessoais de nossos funcionários e terceiros. Rejeitamos estritamente qualquer forma de trabalho forçado e infantil.

§ 3 NEGOCIAÇÃO COM PARCEIROS / CONCORRENTES DE NEGÓCIOS

As relações comerciais baseiam-se em critérios objetivos, incluindo preço e qualidade, mas também na existência de uma cooperação justa e consolidada. Nosso sucesso também se baseia em uma relação de confiança com nossos clientes.

As decisões de negócios são tomadas apenas no melhor interesse da empresa. É importante para nós que nossas decisões não sejam guiadas por interesses privados. Conflitos de interesse com assuntos privados, econômicos ou outros devem ser evitados para todos os funcionários desde o início. A divulgação transparente do conflito é um pré-requisito para a resolução de quaisquer conflitos de interesse que surjam.

Podemos alcançar negócios sustentáveis ​​e bem-sucedidos em concorrência com a qualidade e o desempenho convincentes de nossos produtos e serviços. Os princípios de honestidade e integridade devem ser observados em todas as atividades comerciais e sociais.

A troca de presentes e convites nos negócios do dia-a-dia é inteiramente legítima, desde que não exceda um valor e frequência razoáveis.

O comportamento moral e a competição justa são a base do nosso sucesso. Cumprimos as regras de concorrência leal. A troca de informações sobre preços, fatores de fixação de preços ou componentes de preços, a divisão de grupos territoriais e de clientes, acordos ou informações sobre relações de entrega e suas condições não são permitidas entre concorrentes. Esperamos que nossos funcionários e parceiros de negócios assumam totalmente sua responsabilidade para garantir uma concorrência justa.

§ 4 CONFIDENCIALIDADE E PROTEÇÃO DE DADOS

Nossos próprios desenvolvimentos e nosso conhecimento são de valor excepcional. Protegemos esses ativos intangíveis porque eles são de considerável importância econômica para o futuro de nossa empresa.

Respeitamos os direitos de propriedade intelectual e aderimos às leis e regulamentos de proteção de dados. Ao usar tecnologias de informação externas e software, comprometemo-nos a usar apenas versões legalmente adquiridas e licenciadas.

O colaborador é obrigado a manter sigilo sobre todos os processos comerciais e operacionais de que tenha conhecimento no decorrer do seu trabalho ou de qualquer outra forma. Isso também se estende a segredos comerciais ou processos operacionais de outras empresas com as quais o empregador está legal, econômica ou organizacionalmente vinculado que se tornaram conhecidos durante a vigência do contrato.

Os processos operacionais incluem, em particular, processos de fabricação, canais de distribuição, listas de clientes, bases de cálculo, software da empresa e informações comparáveis. Isso também inclui as observações, experiências e resultados do próprio funcionário. Todos os documentos comerciais e registros de transações comerciais devem ser tratados como propriedade do empregador e entregues ao empregador o mais tardar quando a relação de trabalho for encerrada. O dever de confidencialidade não se aplica a processos e factos acessíveis a todos e cuja divulgação obviamente não prejudica o empregador. Em caso de dúvida, o colaborador é obrigado a obter instruções do seu superior hierárquico ou da direção.

Mesmo após o término da relação de trabalho, a obrigação de manter o sigilo continua existindo, desde que não impeça, ou apenas de forma insignificante, impeça a progressão profissional do empregado. Caso a obrigação de sigilo pós-contratual impeça de forma inadequada o trabalhador na sua progressão profissional, tem direito a isenção desta obrigação contra o empregador.

O funcionário está proibido de processar dados pessoais sem autorização (sigilo de dados). Eles são obrigados a respeitar o sigilo dos dados quando iniciam seu trabalho. O sigilo de dados continua a existir mesmo após o término da atividade (Seção 53 da Lei Federal de Proteção de Dados). O funcionário deve proteger os segredos comerciais mesmo após o término da relação de trabalho.

Estruturamos nossos relacionamentos com funcionários atuais e ex-funcionários, candidatos, parceiros de negócios e outros grupos de pessoas de forma que os dados comerciais, confidenciais, secretos e pessoais sejam protegidos. Coletamos, processamos ou usamos dados pessoais apenas na medida em que for necessário para fins específicos, claros e legítimos. O uso dos dados para as pessoas afetadas deve ser transparente. Nós mantemos o direito à informação e correção, bem como, se necessário, objeção, bloqueio e exclusão dos dados.

Nossos funcionários se comprometem a cumprir os regulamentos de proteção de dados, regulamentos estatutários e operacionais e a protegê-los do uso indevido. Comprometemo-nos a manter um padrão adequado de proteção de dados.

Todos os componentes de processamento de dados devem ser protegidos de forma que o uso interno ou externo não autorizado seja impedido.

§ 5 PESSOA DE CONTATO

Todos os funcionários devem entrar em contato com seu gerente de linha, a gerência ou por e-mail em sigilo compliance@bb-net.de virar, livre do medo das consequências negativas.

Todas as pessoas de contacto comprometem-se a manter sigilo absoluto se tal for solicitado pela pessoa que faz o contacto ou se a sua protecção o exigir.

o United Nations Global Compact é a maior e mais importante iniciativa mundial de governança corporativa responsável. Com base em 10 princípios universais e nos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, ele busca a visão de uma economia global inclusiva e sustentável para o benefício de todas as pessoas, comunidades e mercados, hoje e no futuro. Fazemos parte do Pacto Global desde 2019. Os 10 princípios são divididos em 4 áreas:

01. DIREITOS HUMANOS

(1) As empresas devem apoiar e respeitar a proteção dos direitos humanos internacionais.

(2) As empresas devem garantir que não sejam cúmplices de abusos dos direitos humanos.

02. PADRÕES DE TRABALHO

(3) As empresas devem apoiar a liberdade de associação e o reconhecimento efetivo do direito à negociação coletiva.

(4) As empresas devem defender a eliminação de todas as formas de trabalho forçado.

(5) As empresas devem defender a abolição do trabalho infantil.

(6) As empresas devem lutar pela eliminação da discriminação no emprego e no emprego remunerado.

03. MEIO AMBIENTE

(7) As empresas devem seguir o princípio da precaução ao lidar com problemas ambientais.

(8) As empresas devem tomar iniciativas para promover uma maior consciência ambiental.

(9) As empresas devem acelerar o desenvolvimento e a difusão de tecnologias amigas do ambiente.

04. PREVENÇÃO DE CORRUPÇÃO

(10) As empresas devem se levantar contra todas as formas de corrupção, incluindo extorsão e suborno.

protecção de dados

A. SUMÁRIO EXECUTIVO

1. Quem é responsável pela lei de proteção de dados?
Responsável i. SD. A proteção de dados é da bb-net media GmbH, Lisbonstrasse 4 97424 Schweinfurt.

2. Os cookies e ferramentas de análise são usados ​​no site?
Sim. Detalhes sobre sua finalidade e opções para exclusão podem ser encontrados no Configurações de privacidade para bb-net.dee Configurações de privacidade para shop.bb-net.de.

3. Onde e por quanto tempo armazenamos seus dados pessoais?
Para as operações de processamento que realizamos no site, especificamos por quanto tempo os dados são armazenados por nós e quando são excluídos ou bloqueados. A menos que um período de armazenamento expresso seja especificado abaixo, seus dados pessoais serão excluídos ou bloqueados assim que a finalidade ou base legal para o armazenamento não se aplicar mais. Seus dados serão armazenados apenas em servidores na Alemanha.

4. Nós repassamos seus dados a terceiros?
Não. Não repassamos seus dados a terceiros não autorizados. No entanto, usamos prestadores de serviços externos como parte de nossas operações de processamento e para lidar com nossas transações comerciais (por exemplo, para as áreas de TI, logística, telecomunicações, vendas e marketing). Eles agem apenas de acordo com nossas instruções e foram contratualmente obrigados, de acordo com o Art. 28 do GDPR, a cumprir os regulamentos de proteção de dados e a tomar as medidas de segurança de dados necessárias para proteger seus dados contra perda e acesso não autorizado em todos os momentos.

5. Existe a obrigação de fornecer dados pessoais?
Não. Não fazemos com que a celebração de contratos conosco dependa do seu fornecimento prévio de dados pessoais. Para você, como cliente, não há basicamente nenhuma obrigação legal ou contratual de nos fornecer seus dados pessoais. No entanto, pode ser que só possamos fornecer certas ofertas de forma limitada ou não se você não fornecer os dados necessários (por exemplo, pedidos na loja on-line).

6. Quem você pode contatar se tiver alguma dúvida?
Se você tiver alguma dúvida sobre proteção de dados, entre em contato datenschutz@bb-net.de.

B. INFORMAÇÕES DE PRIVACIDADE

Consulte o ponto B) 1. a 9.

B 1. Informações gerais sobre proteção de dados

1.1 escopo
Estas informações de proteção de dados aplicam-se ao processamento de dados pessoais ao acessar e usar o site “bb-net.de” e a loja na web que pode ser acessada por meio dele (“shop.bb-net.de”).

1.2 Controlador
O organismo responsável pelo processamento dos seus dados pessoais na acepção do Art. 4 No. 7 GDPR é bb-net media GmbH, Lissabonstr. 4 97424 Schweinfurt, e-mail: info@bb-net.de.

1.3 Oficial de proteção de dados
O diretor de proteção de dados da nossa empresa está disponível a qualquer momento para qualquer dúvida e como pessoa de contato no assunto de proteção de dados. Seus detalhes de contato são: Sr. Andreas Pohl, Pohl Consulting Team GmbH, Mengeringhäuser Str. 15, 34454 Bad Arolsen, e-mail: datenschutz@bb-net.de.

B 2. Processamento de dados quando você visita nosso site

2.1 arquivos de log

(1) Quando você visita o site, coletamos os chamados dados de acesso e os salvamos em um arquivo de log (o chamado arquivo de log). Esses dados de acesso também incluem o endereço IP. Além disso, o arquivo de log contém o nome do site que você acessou, o arquivo acessado, a data e hora do acesso, a quantidade de dados transferidos e notificação de acesso bem-sucedido, o tipo e a versão do navegador, o sistema operacional, o chamado URL referenciador (o página visitada anteriormente) e o provedor solicitante são salvos.

(2) Coletamos essas informações técnicas apenas para a otimização técnica do site, com o propósito de segurança de nossa infraestrutura técnica e para que o site seja exibido corretamente. Nosso legítimo interesse no processamento de dados também reside nesses propósitos. A base jurídica é o artigo 6.º, n.º 1, lit. f) GDPR.

(3) Os arquivos de log são armazenados com base em um contrato de processamento de pedido correspondente (Art. 28 GDPR) pelo provedor e operador de nosso servidor web (1 & 1 Telecommunication SE, Elgendorfer Str. 57, 56410 Montabaur. Os arquivos de log são salvos automaticamente dois (2) meses depois Coleção excluída.

Cookies 2.2

(1) Usamos cookies em nosso site. Para obter detalhes sobre esses cookies, incluindo sua finalidade e duração de armazenamento, bem como suas opções de exclusão, consulte Configurações de proteção de dados para ankauf.bb-net.dee Configurações de privacidade para shop.bb-net.de.

(2) O tratamento de dados com a ajuda de "cookies necessários / essenciais" é realizado com base no Art. 6º Parágrafo 1 f) RGPD, caso contrário não será possível o acesso ou as funções básicas do site serão restritas. O uso de preferências / estatísticas ou os chamados cookies de marketing requer o seu consentimento e é baseado no Art. 6 Parágrafo 1 a) GDPR.

2.3 Uso de ferramentas de análise e desempenho

(1) Em nosso site são utilizadas as chamadas ferramentas de análise e desempenho, com as quais podemos avaliar o comportamento do usuário de nossos visitantes com o objetivo de otimizar nossos serviços e ofertas no site. Com essas ferramentas z. Por exemplo, pode ser examinado como e onde os visitantes chegam ao nosso site ou quais áreas de um site são visitadas com frequência.

(2) A base jurídica para o tratamento de dados que ocorre é o Art. 6º, nº 1 lit. a) GDPR, ou seja, precisamos do seu consentimento prévio para usar essas ferramentas. Para obter detalhes sobre as ferramentas de análise e desempenho usadas no site, incluindo suas opções de exclusão, consulte também Configurações de privacidade para bb-net.dee Configurações de privacidade para shop.bb-net.de(Estatisticas).

2.4 Uso de ferramentas de marketing

Atualmente, nosso site não usa as chamadas ferramentas de marketing.

B 3. Loja online

3. Webshop

(1) Se desejar solicitar produtos através de nossa loja virtual, primeiro você deve fazer o login ou se registrar. Para isso, precisamos dos seguintes dados pessoais: nome e sobrenome, endereço, endereço de entrega, endereço de cobrança, endereço de e-mail, nome do gerente e da pessoa de contato. Após o registro, você receberá acesso ao nosso portal do cliente (usando um nome de usuário e senha).

(2) Processamos todos os dados exclusivamente para permitir que você (ou a pessoa de contato da sua empresa) acesse nossa loja na web (login) e possa receber, processar e processar o pedido. A base jurídica para o processamento de dados que ocorre é o Art. 6º Parágrafo 1 lit. b) GDPR.

(3) Armazenamos os dados coletados para o início do contrato (por exemplo, registro) e processamento durante a relação comercial com você, mas pelo menos até o vencimento de quaisquer períodos de garantia. Após a realização de uma encomenda ou encomenda, os dados pessoais serão guardados por um período de cinco (5) anos, a menos que nos peça previamente para os apagar. Quaisquer períodos de retenção de acordo com a legislação tributária e comercial permanecem inalterados (Art. 6, parágrafo 1 lit. c) GDPR).

B 4. Área de contato

(1) Oferecemos um formulário de contato em nosso site para esclarecer dúvidas de interessados ​​e usuários e fornecer informações sobre nossos serviços. Os dados pessoais recolhidos desta forma incluem o endereço de email, o nome e a sua mensagem / pedido.

(2) Armazenamos seus dados por um período máximo de qualquer relação contratual resultante com você (Art. 6, parágrafo 1 lit. b) GDPR). Se tal relação contratual não existir ou não surgir como resultado da solicitação, excluiremos seus dados no máximo nove (9) meses após o último contato com você.

B 5. Lista de mala direta e boletim informativo

(1) Ao se cadastrar na lista de distribuição da imprensa ou em nosso boletim informativo, você receberá informações sobre nossos produtos e serviços. A base legal para o processamento dos dados coletados durante o registro (nome, endereço de e-mail, telefone) é o Art. 6º Parágrafo 1 lit. a) GDPR.

(2) Se você não deseja mais receber as informações, você pode contestar o recebimento e o processamento de dados associado a qualquer momento e cancelar a assinatura em conformidade, sem afetar a legalidade do processamento com base no consentimento até a revogação.

B 6. Portal de aplicativos

Detalhes sobre o tipo e escopo do processamento de dados em conexão com um aplicativo através do nosso site podem ser encontrados separadamente no Informações de proteção de dados para candidatos e funcionários.

B 7. Redes sociais e páginas de fãs

(1) Operamos aparições nas seguintes plataformas e redes online, a fim de interagir com clientes potenciais ou existentes, para trocar ideias com partes interessadas e usuários ou para anunciar ofertas e serviços:

Facebook
Facebook Ireland Ltd., 4 Grand Canal Square, Grand Canal Harbour, Dublin 2, Irlanda
https://www.facebook.com/about/privacy
https://de-de.facebook.com/full_data_use_policy

Escudo de Privacidade:
https://www.privacyshield.gov/participant?id=a2zt0000000GnywAAC&status=Active


Instagram

Instagram Inc., 1601 Willow Road, Menlo Park, CA, 94025, EUA
http://instagram.com/about/legal/privacy/

Escudo de Privacidade:
https://www.privacyshield.gov/participant?id=a2zt0000000GnywAAC&status=Active

Google YouTube
Google Ireland Limited, Casa Gordon, Barrow Street, Dublin 4, Irlanda
https://policies.google.com/privacy
https://adssettings.google.com/authenticated

Escudo de Privacidade:
https://www.privacyshield.gov/participant?id=a2zt000000001L5AAI&status=Active

Twitter
Twitter Inc., 1355 Market Street, Suite 900, San Francisco, CA 94103, EUA
https://twitter.com/de/privacy

Excluir:
https://twitter.com/personalization

Escudo de Privacidade:
https://www.privacyshield.gov/participant?id=a2zt0000000TORzAAO&status=Active.

LinkedIn
LinkedIn Ireland Unlimited Company Wilton Place, Dublin 2, Irlanda
https://www.linkedin.com/psettings/guest-controls/retargeting-opt-out

Escudo de Privacidade:
https://www.privacyshield.gov/participant?id=a2zt0000000L0UZAA0&status=Active

XING
XING AG, Dammtorstrasse 29-32, 20354 Hamburgo, Alemanha
https://privacy.xing.com/de/datenschutzerklaerung

(2) Operamos nossos sites na chamada responsabilidade conjunta (proteção de dados) com os fornecedores. Como controladores, processamos os dados que você compartilha ou publica diretamente por meio de plataformas e redes online (por exemplo, por meio de comentários e funções de bate-papo) para interagir com você ou trocar ideias com você. No âmbito desta interação, também podemos receber dados estatísticos dos operadores da plataforma sobre a utilização dos nossos "canais e fan pages". Esses incluem B. Informações sobre interações, curtidas, comentários ou informações resumidas e estatísticas (por exemplo, endereço IP; origem dos seguidores) que nos ajudam a descobrir algo sobre as interações com nosso site. A base legal para o processamento de dados em nossa área de responsabilidade é o Art. 6º Parágrafo 1 S. 1 lit. f) GDPR.

(3) No entanto, os fornecedores mencionados também tratam os dados por sua própria conta. Não temos nenhuma influência sobre os dados que são processados ​​pelo provedor sob sua própria responsabilidade de acordo com seus próprios termos de uso e proteção de dados. Gostaríamos de salientar que, ao chamar os fornecedores acima mencionados, u. Outros dados (por exemplo, de seu uso e "comportamento de navegação") podem ser coletados e, se necessário, transmitidos ao provedor. Observe também que, em caso de interação através dos meios de comunicação acima mencionados, os dados também podem ser processados ​​fora da União Europeia, pelo que os fornecedores certificados pelo Privacy Shield se comprometem a cumprir as normas de proteção de dados da UE. Além disso, os dados do usuário são geralmente processados ​​para fins de pesquisa de mercado e publicidade. Então, z. B. a partir do comportamento de uso e dos interesses resultantes dos usuários, perfis de uso são criados. Os perfis de uso podem, por sua vez, ser usados ​​para, por exemplo, B. Colocar anúncios dentro e fora das plataformas que presumivelmente correspondam aos interesses dos usuários. Você pode encontrar mais informações sobre isso nas informações de proteção de dados do respectivo provedor.

(4) Se tivermos seus dados pessoais relacionados ao uso das plataformas e redes online, envie-nos suas dúvidas. Se você também deseja reivindicar direitos contra um provedor específico, entre em contato com a pessoa responsável.

B 8. Plugins e Widgets

8.1 Informações gerais sobre plug-ins do Google

Como parte do uso dos plug-ins a seguir em nosso site, o Google (Google Ireland Limited, Gordon House, Barrow Street, 4 Dublin, Irlanda) geralmente coleta seu endereço IP e, portanto, as informações de que você está usando o serviço correspondente e o correspondente Acessou a subpágina. Se você estiver conectado ao Google, seus dados serão atribuídos diretamente à sua conta. O Google armazena perfis de uso e pode usá-los para fins de publicidade e / ou pesquisa de mercado. Nesse sentido, o Google atua como o controlador (Art. 26 do GDPR). Não temos influência sobre os dados coletados e as operações de processamento de dados. Também não temos conhecimento do escopo da coleta de dados, das finalidades ou dos períodos de armazenamento. Você tem o direito de se opor à criação desses perfis de usuário, embora deva entrar em contato com o Google para exercer esse direito. Mais informações sobre a finalidade e o escopo da coleta e processamento de dados podem ser encontradas nas declarações de proteção de dados do Google, disponíveis em http://www.google.de/intl/de/policies/privacy. Lá você também encontrará mais informações sobre seus direitos a esse respeito e opções de configuração para proteger sua privacidade.

8.2 Google reCAPTCHA

Usamos o serviço reCAPTCHA do Google como parte das opções de contato. O reCAPTCHA é usado para diferenciar se uma entrada é feita por um humano ou indevidamente por processamento automatizado de máquina (por exemplo, pelos chamados bots). Nosso legítimo interesse no processamento de dados também reside nesses propósitos. A base jurídica é o artigo 6.º, n.º 1, lit. f) GDPR. Mais informações sobre o reCAPTCHA do Google e a declaração de proteção de dados do Google podem ser encontradas nos seguintes links: https://www.google.com/intl/de/policies/privacy/ e https://www.google.com/recaptcha/intro/ android.html.

8.3 Google Maps

Em nosso site utilizamos a oferta do Google Maps, com o qual podemos exibir mapas interativos diretamente no site e assim possibilitar o uso cômodo da função de mapa (Art. 6 Par. 1 lit. f) RGPD). Mais informações sobre a finalidade e o escopo da coleta de dados e seu processamento podem ser encontradas em www.google.de/intl/de/policies/privacy.

8.4 Google tradutor

Usamos a ferramenta Google Translate em nosso website para exibir o conteúdo de nossa página em idiomas estrangeiros, a fim de melhorar a experiência do usuário para usuários de idiomas estrangeiros. Isso também inclui nosso interesse legítimo no processamento dos dados acima pelo provedor terceiro. A base jurídica é o Art. 6º Parágrafo 1 S. 1 lit. f) GDPR. Você pode encontrar informações sobre a finalidade e o escopo da coleta e processamento de dados pelo Google no aviso de proteção de dados listado abaixo: http://www.google.com/intl/de_de/policies/privacy/

8.5 Fontes do Google e fontes incríveis

Nosso site também usa fontes fornecidas pelo Google (Google Fonts) e Font Awesome (Fonticons, Inc., 6 Porter Road, Apartment 3R, Cambridge, MA 02140, EUA) para a exibição uniforme de fontes. Quando você acessa uma página, seu navegador carrega as fontes da web necessárias no cache do navegador para exibir textos e fontes corretamente. Para isso, o navegador que você está utilizando deve se conectar aos servidores dos provedores mencionados. Isso dá a esses provedores u. Você deve estar ciente de que nosso site foi acessado por meio de seu endereço IP. O uso de fontes da web ocorre no interesse de uma apresentação uniforme e atraente de nossas ofertas online (Art. 6, parágrafo 1 lit. f GDPR). Você pode encontrar mais informações sobre o Google Web Fonts em https://developers.google.com/fonts/faq e https://www.google.com/policies/privacy. Você pode encontrar informações sobre Font Awesome em https://www.fontawesome.com e na política de privacidade de Font Awesome: https://www.fontawesome.com/privacy.

8.6 Rede de distribuição de conteúdo GStatic Google Static Content e Cloudflare

Em nosso site, usamos a chamada Content Delivery Network (CDN) do provedor de serviços Cloudflare Inc., 101 Townsend St. San Francisco, CA 94107, EUA (“Cloudflare”), bem como GStatic, um CDN do Google. O uso dessas redes de entrega de conteúdo nos ajuda, entre outras coisas, a otimizar as velocidades de carregamento de nosso site. O CDN tem o efeito de reduzir o tempo de carregamento de bibliotecas e fontes JavaScript comuns porque os arquivos são transferidos de servidores rápidos, locais ou menos ocupados (Art. 6, parágrafo 1 lit. f GDPR). Para usar o CDN, é tecnicamente necessário processar seu endereço IP para que o conteúdo possa ser enviado ao seu navegador. Para obter mais informações, consulte a política de privacidade da Cloudflare em: https://www.cloudflare.com/privacypolicy. Você pode encontrar mais informações sobre proteção de dados em GStatic em https://policies.google.com/privacy.

9. Jivochat

Usamos o serviço de bate-papo JivoChat em nosso site para facilitar o contato com nossos visitantes. Nosso legítimo interesse no processamento de dados também reside nesta opção de comunicação simplificada. A base jurídica é o artigo 6.º, n.º 1, lit. f) GDPR. O fornecedor é JivoSite Inc., 525 W. Remington Drive, Sunnyvale, CA 94087, EUA. O chat pode ser usado de forma totalmente anônima e é usado para aconselhar as partes interessadas e clientes sobre a seleção de produtos e dúvidas sobre produtos. O provedor de serviços coleta e armazena dados anônimos para fins de análise da web e para operar o sistema de chat ao vivo para responder a consultas de suporte ao vivo. Os perfis de uso podem ser criados a partir desses dados anônimos sob um pseudônimo.

10. SalesViewer

Como parte do SalesViewer, um código de rastreamento baseado em JavaScript é usado no site, com a ajuda do qual as seguintes informações são determinadas:
Nome, origem e indústria da empresa visitante, fonte / referenciador da empresa visitante, palavra-chave, comportamento do visitante (páginas visitadas, hora da visita, duração da visita). Nenhum cookie ou arquivo semelhante é armazenado nos dispositivos finais dos visitantes do site. Mais informações podem ser encontradas no site do sistema de análise da web https://www.salesviewer.com/de/datenschutz.

C. SEUS DIREITOS

Você tem o direito de solicitar nossa confirmação, a qualquer momento, se estamos processando seus dados pessoais e o direito a obter informações sobre esses dados pessoais. Além disso, você tem o direito de corrigir, excluir e restringir o processamento de dados, bem como o direito de se opor ao processamento de dados pessoais a qualquer momento, ou de revogar seu consentimento para o processamento de dados a qualquer momento ou de solicitar a transferência de dados. Por favor, envie todos os pedidos de informação, pedidos de informação, revogações ou objeções ao processamento de dados por e-mail datenschutz@bb-net.de. Além disso, você tem o direito de reclamar a uma autoridade supervisora ​​em caso de violação da proteção de dados.

Notas sobre o direito especial de objeção
Você também tem o direito, por razões que surjam de sua situação particular, de se opor a qualquer momento ao tratamento de dados pessoais relativos a você, o qual, entre outras coisas, se baseia no Art. 6 Par. 1 lit. e) ou f) DS-GVO ocorre, para se opor ao Art. 21 DS-GVO. Pararemos de processar seus dados pessoais, a menos que possamos demonstrar motivos convincentes e legítimos para o processamento que superem seus interesses, direitos e liberdades, ou se o processamento servir para fazer valer, exercer ou defender ações judiciais. Se você quiser fazer uso do seu direito de objeção, um e-mail para também será suficiente datenschutz@bb-net.de.

De acordo com os requisitos dos Art. 13 e 14 do GDPR, informamos você sobre o processamento de dados pessoais e seus direitos a esse respeito. Quais dados são processados ​​em detalhes e como eles são usados ​​depende muito dos serviços solicitados ou acordados contratualmente.

1. Quem é o responsável pelo processamento dos seus dados pessoais e quem pode contactar?

O responsável pelo processamento de dados é:

bb-net media GmbH
Rua lisboa 4º
97424 Schweinfurt
T +49 9721/64 694 - 0
E-mail: info@bb-net.de

Você pode entrar em contato com nosso oficial de proteção de dados no seguinte endereço:

Andreas Pohl i. H. Pohl Consulting Team GmbH
Mengeringhäuser Str. 15
34454 Bad Arolsen, Alemanha
T + 49 5691 8900 501
E-mail: datenschutz@bb-net.de

2. Que dados usamos e como os coletamos?

No que diz respeito ao início de negócios e ao subsequente processamento da relação comercial, processamos dados de nossos parceiros de negócios ou suas pessoas de contato que recebemos diretamente deles ou de outros terceiros autorizados (por exemplo, para cumprir contratos ou com base no consentimento dado). Por outro lado, processamos dados a este respeito que obtemos de fontes acessíveis ao público (por exemplo, registo comercial). As categorias de dados processados ​​são as seguintes:

Pessoas interessadas:

  • Detalhes pessoais / de contato (por exemplo, nome, sobrenome, sexo, formulário da empresa, números de telefone, fax, e-mail
  • Dados de comunicação em conexão com a correspondência (e-mails, correspondência)

Clientes, fornecedores, prestadores de serviços:

  • Dados pessoais / de contato (por exemplo, nome, sobrenome, sexo, formulário da empresa, números de telefone, fax, e-mail)
  • Dados de contrato e faturamento (por exemplo, dados bancários, produtos e serviços solicitados, dados de faturamento)
  • Números de identificação fiscal
  • Dados de comunicação em conexão com a correspondência (e-mails, correspondência)
  • Avaliação de crédito

3. Para que fins e com que base jurídica os seus dados são processados?

O processamento de dados por bb-net media GmbH ocorre para o desempenho de suas tarefas de negócios em conformidade com as disposições do Regulamento Geral de Proteção de Dados (GDPR), a Lei Federal de Proteção de Dados (BDSG) e todas as outras leis relevantes (por exemplo, HGB, AO, etc.)

3.1 Com base no consentimento, de acordo com o Art. 6, parágrafo 1 lit. um GDPR

Se você nos deu seu consentimento para o processamento de dados pessoais para fins específicos (por exemplo, para boletins informativos), a legalidade desse processamento é dada com base no seu consentimento. O consentimento dado pode ser retirado a qualquer momento com efeito futuro. Isso também se aplica à revogação de declarações de consentimento que nos foram fornecidas antes da entrada em vigor do GDPR. Observe que a revogação só entrará em vigor no futuro; o processamento ocorrido antes da revogação não é afetado.

3.2 Para a implementação / cumprimento de um contrato ou para medidas pré-contratuais de acordo com o Art. 6 Par. 1 lit. b GDPR

O tratamento de dados pessoais ocorre para cumprir contratos com nossos clientes, fornecedores e prestadores de serviços. Isso também inclui a implementação de medidas pré-contratuais a pedido do parceiro de negócios.

3.3 No contexto de uma ponderação de interesses de acordo com o Art. 6, parágrafo 1 lit. f GDPR

Se necessário, processamos seus dados além do cumprimento efetivo do contrato para salvaguardar nossos interesses legítimos ou de terceiros. São, por exemplo:

  • Asserção de reclamações legais e defesa em disputas judiciais
  • fins administrativos internos da bb-net media GmbH
  • Garantia de segurança e operações de TI
  • Medidas de segurança de edifícios, propriedade e proteção contra roubo por meio de controle de acesso e gravação de vídeo
  • Publicidade, na medida em que você consentiu com o uso de seus dados
  • Exame e otimização de procedimentos para contato direto com o cliente
  • Recuperação e transmissão de dados de agências de crédito para verificações de crédito
3.4 Devido aos requisitos legais de acordo com o Art. 6 Par. 1 lit. c GDPR ou no interesse público de acordo com o Art. 6 Parágrafo 1 lit. e GDPR

Além disso, estamos sujeitos a várias obrigações legais para atender aos requisitos legais (por exemplo, regulamentações fiscais e comerciais) que tornam o processamento de dados pessoais necessário.

4. Quem receberá seus dados?

Dentro de nossa empresa, apenas os cargos e pessoas têm acesso aos seus dados e precisam deles para cumprir nossas obrigações contratuais e legais ou os fins mencionados acima. Prestadores de serviços e agentes indiretos usados ​​por nós também podem receber dados para esse fim.
Os dados só serão repassados ​​para fora da empresa se for necessário para os fins mencionados, se houver obrigações legais ou se tiver dado o seu consentimento. Todos os destinatários são obrigados a cumprir a proteção de dados de sua parte.

Nessas condições, os destinatários dos dados pessoais podem ser:

  • Órgãos e instituições públicas (por exemplo, autoridades fiscais) se houver uma obrigação legal ou oficial,
  • Processadores aos quais transmitimos dados pessoais para realizar o relacionamento comercial com você (por exemplo, transações de pagamento, contabilidade),
  • aquelas posições para as quais você nos deu seu consentimento para a transferência de dados,
  • Agências de crédito para verificações de crédito,
  • Provedor de serviços de logística,
  • Advogados e seguradoras para liquidação e reclamação de sinistros.

Basicamente, não há transferência para destinatários em países fora da UE ou do EEE (os chamados países terceiros). Se, em casos individuais, os dados devem ser transferidos para países terceiros, isso é necessário para a execução do contrato, ocorre no contexto do processamento de pedidos, é exigido por lei ou é baseado no consentimento que você nos deu.

Se os prestadores de serviços forem utilizados em países terceiros, a transferência geralmente só ocorre se a Comissão da UE tiver confirmado um nível adequado de proteção de dados no país terceiro ou outras garantias adequadas de proteção de dados na aceção do Art. 44 e seguintes ) acessível.

5. Por quanto tempo seus dados ficarão armazenados?

Processamos e armazenamos seus dados pessoais pelo tempo que for necessário para cumprir os objetivos mencionados na seção 3. Deve-se observar que muitas de nossas relações comerciais são de longo prazo. Se os dados não forem mais necessários para o cumprimento de obrigações contratuais ou legais, eles devem ser excluídos regularmente, a menos que seu processamento adicional temporário seja necessário para os seguintes fins:

  • Cumprimento dos períodos de retenção comercial e fiscal, por exemplo, de acordo com o Código Comercial Alemão (HGB) ou Código Tributário (AO). Os prazos especificados há até 10 anos.
  • Preservação de evidências no âmbito do estatuto de limitações (por exemplo, §§ 195 ff. BGB). O período de armazenamento é geralmente de 3 anos, em certos casos pode chegar a 30 anos.

6. Que direitos de proteção de dados você tem?

Cada titular dos dados tem o direito de:

  • Informações de acordo com o Art. 15 GDPR
  • Correção de acordo com o Art. 16 GDPR
  • Exclusão de acordo com o Art. 17 do GDPR
  • Restrição de processamento de acordo com o Art. 18 GDPR
  • Portabilidade de dados de acordo com o Art. 20 GDPR
  • Objeção do Art. 21 GDPR

As restrições de acordo com as Seções 34 e 35 do BDSG se aplicam ao direito à informação e ao direito de apagamento. Além disso, existe o direito de apelar à autoridade supervisora ​​de proteção de dados responsável (Art. 77 do GDPR em conjunto com a Seção 19 do BDSG).
Você pode revogar seu consentimento para o processamento de dados pessoais a qualquer momento. Isso também se aplica à revogação de declarações de consentimento que nos foram fornecidas antes da entrada em vigor do GDPR. Observe que a revogação só terá efeito no futuro. O processamento que ocorreu antes da revogação não é afetado.

7. Você tem obrigação de fornecer dados?

O fornecimento de dados pessoais para o estabelecimento, implementação, cumprimento de um contrato ou para a implementação de medidas pré-contratuais não é normalmente exigido por lei ou contrato.
Portanto, você não é obrigado a fornecer informações sobre dados pessoais. Observe, no entanto, que geralmente são necessários para a decisão sobre a conclusão de um contrato, a execução do contrato ou para as medidas pré-contratuais.

Se não nos fornecer quaisquer dados pessoais, podemos não ser capazes de tomar uma decisão no âmbito das medidas contratuais. Recomendamos sempre o fornecimento apenas de dados pessoais necessários à celebração do contrato, à execução do contrato ou às medidas pré-contratuais.

8. Existe uma tomada de decisão automática (incluindo criação de perfil)?

Não usamos a tomada de decisão automática de acordo com o Art. 22 do GDPR para estabelecer, implementar e encerrar a relação comercial. Também não há perfil.

Estas informações de proteção de dados informam sobre o processamento de dados pessoais na bb-net media GmbH (doravante bb-net). Os dados pessoais pertencem a Art. 4º Nº 1 GDPR todas as informações que podem ser relacionadas a uma pessoa física, em particular por meio da atribuição a um identificador, como um nome ou número pessoal, com o qual sua pessoa pode ser identificada. bb-net processa dados pessoais exclusivamente para um fim específico e de boa fé de acordo com as normas de proteção de dados aplicáveis.

* Por razões de melhor legibilidade, os nomes feminino e masculino não são usados. Desde que sejam usados ​​termos neutros ou masculinos, todos os funcionários devem ser compreendidos, independentemente do gênero.

1. Nome e detalhes de contato da pessoa responsável

bb-net media GmbH
Representado pelo diretor administrativo Michael Bleicher
Rua lisboa 4º
97424 Schweinfurt

Tel: + 49 (0) 9721 6469 40
Email: info@bb-net.de

2. Nome e detalhes de contato do oficial de proteção de dados

Andreas Pohl
Pohl Consulting Team GmbH
Mengeringhäuser Str. 15
34454 Bad Arolsen, Alemanha

Email: datenschutz@bb-net.de

3. Base jurídica para o tratamento de dados pessoais

As bases legais para o tratamento de dados pessoais na bb-net são:

  • 6 Parágrafo 1 (a) GDPR - processamento com o consentimento do titular dos dados,
  • 6 Parágrafo 1 (b) GDPR - processamento para fins pré-contratuais e contratuais,
  • 6 parágrafo 1 (c) GDPR - processamento para o cumprimento de obrigações legais,
  • 6 Parágrafo 1 (f) GDPR - processamento para salvaguardar os interesses legítimos da bb-net ou de terceiros, a menos que prevaleça a proteção de interesses, direitos e liberdades fundamentais das pessoas em causa,
  • 88 GDPR em conjunto com a Seção 26 BDSG - processamento para fins de relação de trabalho.

4. Objetivos da coleta e processamento

bb-net coleta, processa e usa dados pessoais:

  • para fins de implementação de emprego e outras relações contratuais,
  • para fins permitidos no contexto de nossas atividades comerciais, bem como para proteger os interesses legítimos relacionados, por exemplo, B. em conexão com o início de um contrato de trabalho, uma relação comercial ou uma parte interessada,
  • no contexto do cumprimento dos requisitos legais e obrigações de cooperação.

O processamento de dados pessoais para finalidades diferentes das mencionadas acima não ocorre. Antes de processar os dados pessoais para finalidades diferentes das mencionadas acima, bb-net irá informá-lo sobre este processamento e, se necessário, obter o seu consentimento.

Para os fins mencionados acima, z. B. em detalhes incluem:

  • Processamento de inscrições,
  • Início, implementação e rescisão de um emprego ou outra relação contratual,
  • Aquisição de pedidos de clientes,
  • Atendimento de pedidos, avaliação de necessidades,
  • Promoção de nosso próprio portfólio de serviços,
  • Descobrir possíveis violações de contrato ou crimes,
  • Determinação de desempenho e gestão de desempenho,
  • Folha de pagamento, faturamento, transações de cobrança e pagamento, garnishments,
  • Administração de pessoal, planejamento de pessoal, gestão de pessoal, desenvolvimento e treinamento de pessoal,
  • Segurança e medicina ocupacional,
  • Conformidade com os requisitos legais, por exemplo B. de acordo com os princípios da legislação trabalhista, tributária e previdenciária e as obrigações legais de cooperação,
  • Candidatar-se a benefícios de subsídios de emprego,
  • fins administrativos internos, organizacionais e estatísticos, garantia de qualidade,
  • Garantir a segurança e proteção dos métodos de processamento e dados contra acesso não autorizado, falsificação e uso não autorizado,
  • Proteger as instalações, equipamentos e ativos da empresa contra roubo e outros danos.

5. Informações pessoais e dados pessoais

bb-net coleta e processa dados pessoais e informações pessoais para os fins acima mencionados. A coleta e o processamento ocorrem em estrita conformidade com os princípios de economia de dados e limitação da finalidade. O fornecimento dos dados pela pessoa em questão é voluntário, fora das relações contratuais existentes ou das obrigações legais resultantes. Mesmo em contratos de trabalho, os dados podem ser coletados de forma voluntária e encaminhados com o consentimento do interessado. Os dados são processados ​​em papel e em formato digital.

Esses dados incluem, em particular:

  • todos os tipos de dados mestre (nome, título acadêmico, endereço, data e local de nascimento, sexo, número de pessoal, etc.),
  • Estado civil, filhos, cônjuge, herdeiros, crentes, filiação religiosa e nacionalidade,
  • Dados do candidato (candidatura, curriculum vitae, certificados, evidências de escolaridade e formação profissional, evidências de outras qualificações educacionais, referências, imagem),
  • todos os tipos de dados de contrato (por exemplo, tipo de emprego, grau de emprego, início / fim do emprego, condições e taxas de desempenho, dados bancários, etc.),
  • Dados organizacionais (por exemplo, cargo, posição, gerente, localização, nível de gestão, etc.),
  • Dados de salários e pagamentos de salários (por exemplo, dados contábeis de salários, dados bancários, informações sobre previdência social, informações sobre penhora de salários, etc.),
  • Dados de desempenho (por exemplo, avaliações, avaliações de competência, avaliações de potencial, dados de avaliação para o teste de estructograma, dados de determinação de salários, informações sobre o desempenho no trabalho, informações sobre a participação em medidas de treinamento no âmbito da relação de trabalho, etc.),
  • Contato comercial e dados de comunicação, incluindo detalhes de contato de mídia social,
  • Dados de perfil, certificações, informações sobre treinamento escolar e vocacional, cursos de treinamento concluídos para educação e treinamento adicionais e para qualificações e outras qualificações, como primeiros socorros, desastre, incêndio e evacuação,
  • Jornada de trabalho, absenteísmo, férias, motivos de absenteísmo, viagens e tempos de deslocamento, licença (remunerada, não remunerada, licença maternidade e parental),
  • Permissões como B. Direitos de acesso e direitos de acesso a sistemas de TI,
  • Dados de log de TI, como B. sobre a operação e uso de equipamentos de comunicação e processamento de dados, procedimentos e sistemas, bem como registros do sistema de vigilância por vídeo,
  • Dados sobre recursos materiais emitidos e propriedade da empresa usada pelas pessoas afetadas,
  • Informações sobre procedimentos de cobrança e falência,
  • dados pessoais de e-mails e correspondência, notas de ausência,
  • Dados históricos,
  • Dados sobre status de residência, autorização de trabalho, status de registro com agências de emprego ou agências que estão envolvidas na implementação da segurança básica de acordo com SGB ​​II são comissionados, número do cliente da agência de emprego, número da comunidade, números do seguro,
  • Cópias da carteira de identidade, documentos de registro, carteira de identidade com deficiência grave, carteira de motorista,
  • Informações sobre internações hospitalares,
  • Informações sobre saúde e gestão de integração corporativa, status de deficiência grave e outros dados de saúde relacionados ao trabalho.

6. Duração do armazenamento

Os dados pessoais só serão armazenados pela bb-net enquanto o conhecimento dos dados for necessário para os fins acima mencionados para os quais foram recolhidos ou se existirem requisitos de retenção legais ou contratuais.

Diferentes períodos legais de retenção resultam de regulamentações fiscais, trabalhistas e previdenciárias. Se os dados não forem mais necessários para o cumprimento de obrigações contratuais ou legais, eles serão excluídos regularmente, a menos que seu processamento adicional temporário seja necessário por motivos legais.

7. Transmissão de informações pessoais e dados pessoais

Os dados pessoais só são transmitidos ou divulgados pela bb-net a entidades externas desde que haja autorização para o fazer de acordo com as normas de protecção de dados.

Este é o caso quando:

  • a transmissão é prescrita por norma legal,
  • a transmissão serve para cumprir uma relação contratual,
  • A bb-net tem um interesse legítimo na acepção dos fins acima mencionados e a transmissão é permitida de acordo com os regulamentos de proteção de dados,
  • o consentimento do titular dos dados foi obtido previamente.

Os destinatários dos dados pessoais podem incluir: B. inclui:

  • Clientes, clientes e partes interessadas,
  • Agentes e contratados que fornecem um serviço para bb-net (por exemplo, tarefas de processamento de dados em centros de dados externos, escritório de impostos da folha de pagamento),
  • Autoridades (por exemplo, autoridades fiscais e de previdência social, agências de emprego, provedores de segurança básica de acordo com SGB II) e companhias de seguros,
  • Representantes legais, tribunais,
  • Provedores de educação e treinamento,
  • Seguradoras,
  • Bancos, auditores,
  • Credor, terceiro devedor.

Se a bb-net transmitir dados pessoais a agentes autorizados, autoridades, prestadores de serviços ou clientes / empreiteiros, isso é feito exclusivamente no âmbito de contratos de processamento de pedidos.

Caso seja necessário consentimento ou informação separada da pessoa em causa para a transmissão dos dados pessoais, a bb-net obterá o consentimento prévio ou informará atempadamente o interessado.

Na medida em que os dados são transmitidos a países terceiros ou divulgação a organismos em países terceiros, são observados requisitos adicionais. De acordo com esses regulamentos, um contrato prescrito pelo GDPR é celebrado entre a bb-net e a agência de processamento de acordo com as cláusulas contratuais padrão da UE.

8. Seus direitos de privacidade

Cada titular dos dados tem o direito de:

  • Informações de acordo com o Art. 15 GDPR,
  • Correção de acordo com o Art. 16 GDPR,
  • Exclusão de acordo com o Art. 17 do GDPR,
  • Restrição de processamento de acordo com o Art. 18 GDPR,
  • Portabilidade de dados de acordo com o Art. 20 GDPR,
  • Objeção de acordo com o Art. 21 do RGPD.

As restrições de acordo com as Seções 34 e 35 do BDSG se aplicam ao direito à informação e ao direito de apagamento. Além disso, existe o direito de recurso para uma autoridade de supervisão da proteção de dados de acordo com. Art. 77 do GDPR em conjunto com a Seção 19 do BDSG.

Você pode revogar seu consentimento para o processamento de dados pessoais a qualquer momento entrando em contato com o responsável. Isso também se aplica à revogação de declarações de consentimento que nos foram fornecidas antes da entrada em vigor do GDPR. Você pode revogar seu consentimento a qualquer momento com efeito futuro. O processamento que ocorreu antes da revogação, portanto, não é afetado pela revogação.

Você pode nos enviar todos os direitos por e-mail em datenschutz@bb-net.de ou use os detalhes de contato fornecidos na seção “Responsável”.

1. introdução

bb-net Media GmbH (doravante também “bb-net”) compromete-se a cumprir as leis de proteção de dados no âmbito de sua responsabilidade social. Esta diretriz de proteção de dados se aplica à bb-net em relação aos princípios básicos de proteção de dados. Manter a proteção de dados é a base para relações comerciais confiáveis ​​para a bb-net em suas propriedades como empregador e parceiro de seus parceiros de negócios.

A diretriz de proteção de dados cria uma das condições básicas necessárias para a transmissão de dados entre bb-net, clientes, partes interessadas e outros parceiros de negócios. Garante o nível adequado de proteção de dados exigido pelas diretrizes europeias de proteção de dados e pela legislação nacional.

Exclusivamente por motivos de melhor legibilidade, não é utilizado o respetivo uso adequado da linguagem masculina, feminina ou de várias formas de linguagem. A forma de discurso masculina usada aqui é representativa do gênero feminino ou diverso. O mesmo se aplica à forma feminina, também se aplica como procuração do sexo masculino ou diverso, aplica-se também ao sexo diverso, também se aplica como procuração do sexo masculino ou feminino.

2. Escopo

Esta diretriz de proteção de dados se aplica à bb-net. A diretriz de proteção de dados se estende a todo o processamento de dados pessoais. Dados anônimos, por exemplo B. para avaliações estatísticas ou investigações, não estão sujeitos a esta diretriz de proteção de dados. A versão mais recente das diretrizes de proteção de dados pode ser solicitada na bb-net.

3. Aplicabilidade da lei estadual

Esta diretriz de proteção de dados contém o Regulamento Geral Europeu de Proteção de Dados sem substituir a legislação estadual existente. Complementa a respectiva legislação nacional de proteção de dados. A respectiva legislação nacional prevalece se exigir desvios desta diretriz ou estabelecer outros requisitos.

4. Princípios para o processamento de dados pessoais

4.1 Legalidade

Ao processar dados pessoais, os direitos pessoais da pessoa em questão devem ser protegidos. Os dados pessoais devem ser coletados e processados ​​de maneira legal.

4.2 Earmarking

O tratamento de dados pessoais só pode ocorrer para os fins que foram especificados antes da coleta dos dados. As alterações subsequentes aos objetivos são possíveis apenas até certo ponto e requerem justificação.

4.3 Transparência

O titular dos dados deve ser informado sobre o tratamento de seus dados. Em princípio, os dados pessoais devem ser coletados da pessoa em questão. Ao coletar os dados, o titular dos dados deve ser capaz de reconhecer pelo menos o seguinte ou ser informado sobre:

  • a identidade do órgão responsável,
  • a finalidade do processamento de dados,
  • Terceiros ou categorias de terceiros a quem os dados podem ser transmitidos.
4.4 Prevenção e economia de dados

Antes de processar os dados pessoais, deve-se verificar se e em que medida isso é necessário para atingir o objetivo de processamento pretendido. Os dados pessoais não podem ser retidos para potenciais fins futuros, a menos que seja exigido ou permitido por lei estadual.

Exclusão 4.5

Os dados pessoais que não são mais necessários após a expiração dos períodos de retenção estatutários ou relacionados ao processo de negócios devem ser excluídos. Se houver indícios de interesses legítimos nestes dados em casos individuais, os dados devem permanecer armazenados até que o interesse legítimo tenha sido legalmente esclarecido e verificado pela bb-net.

4.6 Correção factual e dados atualizados

Os dados pessoais devem ser armazenados de forma correta, completa e - se necessário - atualizados. Devem ser tomadas medidas adequadas para garantir que dados não aplicáveis, incompletos ou desatualizados sejam apagados, corrigidos, complementados ou atualizados.

4.7 Confidencialidade e segurança de dados

O sigilo de dados se aplica a dados pessoais. Eles devem ser tratados confidencialmente em negociações pessoais e protegidos por medidas técnicas e organizacionais apropriadas contra acesso não autorizado, processamento ou divulgação ilegal, bem como perda acidental, modificação ou destruição.

5. Admissibilidade de processamento de dados

A coleta, processamento e uso de dados pessoais só são permitidos se uma das seguintes permissões for concedida. Essa licença também é necessária se a finalidade da coleta, processamento e uso de dados pessoais for alterada em relação à finalidade original.

5.1 Dados do cliente, cliente potencial, parceiro e parceiro de negócios
5.1.1 Processamento de dados para início, conclusão e rescisão do contrato

Os dados pessoais das partes interessadas, clientes, parceiros ou parceiros de negócios em questão podem ser processados ​​para justificar, executar e rescindir um contrato. Inclui também o cuidado do parceiro contratual, desde que esteja relacionado com o objeto do contrato. Na preparação para um contrato - ou seja, na fase de iniciação do contrato - é permitido o processamento de dados pessoais para a preparação de ofertas, a preparação de contratos de venda ou de serviço ou para cumprir outros desejos da parte interessada com vista à celebração de um contrato. As partes interessadas podem ser contatadas durante o início do contrato usando os dados que forneceram. Quaisquer restrições expressas pelo interessado devem ser observadas.

5.1.2 Processamento de dados para fins publicitários

A fidelidade do cliente ou as medidas de publicidade exigem requisitos legais adicionais. O tratamento de dados pessoais para fins publicitários é permitido, desde que seja compatível com a finalidade para a qual os dados foram originalmente recolhidos. O interessado deve ser informado sobre a utilização dos seus dados para fins publicitários. Se os dados são coletados exclusivamente para fins publicitários, é voluntário pela pessoa em causa. O titular dos dados deve ser informado sobre o caráter voluntário do fornecimento de dados para esses fins. Ao comunicar com o titular dos dados, deverá ser obtido o consentimento do titular dos dados para o tratamento dos seus dados para fins publicitários. O titular dos dados deve poder escolher entre os canais de contacto disponíveis, como correio eletrónico e telefone, no âmbito do consentimento (consentimento).

5.1.3 Consentimento para processamento de dados

O processamento de dados pode ser realizado com base no consentimento da pessoa em causa. Antes de dar consentimento, de acordo com 4.3. desta diretriz de proteção de dados. Por motivos de prova, a declaração de consentimento deve ser obtida por escrito ou eletronicamente. Sob certas circunstâncias, por ex. B. no caso de aconselhamento por telefone, o consentimento também pode ser dado oralmente. Sua emissão deve ser documentada.

5.1.4 Processamento de dados com base em permissão legal

O processamento de dados pessoais também é permitido se as disposições legais estaduais exigirem, exigirem ou permitirem o processamento de dados. O tipo e o âmbito do processamento de dados devem ser necessários para o processamento de dados legalmente permitido e baseiam-se nestas disposições legais.

5.1.5 Processamento de dados com base em interesse legítimo

O tratamento de dados pessoais também pode ocorrer se for necessário para a realização de um interesse legítimo da bb-net. Os interesses legítimos são geralmente fatos jurídicos (por exemplo, execução de reivindicações pendentes) ou econômicos (por exemplo, evitar rupturas contratuais). O tratamento de dados pessoais com base num interesse legítimo pode não ocorrer se houver indicação, em casos individuais, de que os interesses do titular dos dados dignos de proteção superam o interesse no tratamento. Os interesses dignos de proteção devem ser verificados a cada processamento.

5.1.6 Processamento de dados particularmente sensíveis

O tratamento de dados pessoais particularmente sensíveis só pode ocorrer se tal for exigido por lei ou se a pessoa em questão tiver expressamente autorizado. O processamento destes dados também é permitido se for absolutamente necessário para fazer valer, exercer ou defender ações judiciais contra o titular dos dados. Se o tratamento de dados particularmente sensíveis estiver planejado, o responsável pela proteção de dados deve ser informado com antecedência.

5.1.7 Dados do usuário e internet

Se os dados pessoais forem coletados, processados ​​e usados ​​em sites ou aplicativos, as pessoas afetadas devem ser informadas sobre isso em avisos de proteção de dados e, se aplicável, avisos de cookies. Os avisos de proteção de dados e, se aplicável, os avisos de cookies devem ser integrados de forma que sejam facilmente reconhecíveis, diretamente acessíveis e permanentemente disponíveis para os afetados. Se forem criados perfis de uso (rastreamento) para avaliar o comportamento de uso de sites e aplicativos, os afetados devem ser informados sobre isso nas informações de proteção de dados. O rastreamento pessoal só pode ocorrer se a legislação nacional o permitir ou se a pessoa em questão tiver consentido. Se o rastreamento ocorrer sob um pseudônimo, o titular dos dados deve ter a opção de contestar no aviso de proteção de dados (opt-out). Se o acesso aos dados pessoais estiver habilitado em sites ou aplicativos em uma área sujeita a registro, a identificação e autenticação dos afetados deve ser projetada de forma a obter a proteção adequada para o respectivo acesso.

5.2 Dados do funcionário
5.2.1 Processamento de dados para a relação de trabalho

Para a relação de trabalho, podem ser tratados os dados pessoais necessários ao estabelecimento, implementação e rescisão do contrato de trabalho. Ao iniciar uma relação de trabalho, os dados pessoais dos candidatos podem ser processados. Após a rejeição, os dados do candidato devem ser apagados, tendo em conta os prazos de apresentação das provas, a menos que o candidato tenha consentido com o armazenamento posterior para posterior processo de seleção. Na relação de trabalho existente, o processamento de dados deve estar sempre relacionado ao objeto do contrato de trabalho, a menos que se aplique uma das seguintes permissões para processamento de dados.

Caso seja necessário recolher informações adicionais sobre o requerente junto de terceiros durante o início da relação laboral ou na relação laboral existente, devem ser tidos em consideração os respetivos requisitos legais nacionais. Em caso de dúvida, deve ser obtido o consentimento do interessado.

Para o tratamento de dados pessoais que se encontram no âmbito da relação de trabalho, mas não originalmente utilizados para cumprimento do contrato de trabalho, deve haver uma legitimação jurídica. Podem ser requisitos legais ou o consentimento do funcionário ou os interesses legítimos da empresa.

5.2.2 Processamento de dados com base em permissão legal

O processamento de dados pessoais de funcionários também é permitido se as disposições legais estaduais exigirem, exigirem ou permitirem o processamento de dados. O tipo e o âmbito do processamento de dados devem ser necessários para o processamento de dados legalmente permitido e baseiam-se nestas disposições legais. Se houver espaço legal para ação, os legítimos interesses do funcionário devem ser levados em consideração.

5.2.3 Consentimento para processamento de dados

O tratamento de dados de funcionários pode ser realizado com o consentimento da pessoa em questão. As declarações de consentimento devem ser feitas voluntariamente. O consentimento involuntário é ineficaz. Por motivos de prova, a declaração de consentimento deve ser obtida por escrito ou eletronicamente. Se as circunstâncias não o permitirem, o consentimento pode ser dado oralmente. Em qualquer caso, sua emissão deve ser devidamente documentada. No caso de uma divulgação informada e voluntária de dados pela pessoa em questão, o consentimento pode ser assumido se a lei nacional não exigir o consentimento explícito. Antes de dar consentimento, de acordo com 4.3. desta diretriz de proteção de dados.

5.2.4 Processamento de dados com base em interesse legítimo

O tratamento de dados pessoais de funcionários também pode ocorrer se for necessário para a realização de um interesse legítimo da bb-net. Os interesses legítimos são geralmente justificados legalmente (por exemplo, o estabelecimento, exercício ou defesa de ações judiciais) ou economicamente (por exemplo, avaliação de funcionários).

O tratamento de dados pessoais com base em um interesse legítimo pode não ocorrer se houver indicação, em casos individuais, de que os interesses do trabalhador dignos de proteção superam o interesse no processamento. A existência de interesses legítimos deve ser verificada para cada processamento. As medidas de controlo que requeiram o tratamento dos dados dos colaboradores só podem ser realizadas se houver uma obrigação legal para o fazer ou por motivo justificado. Mesmo que haja causa justificada, deve-se verificar a proporcionalidade da medida de controle. Os interesses legítimos da empresa em realizar a medida de controle (por exemplo, conformidade com as disposições legais e regras internas da empresa) devem ser pesados ​​contra um possível interesse legítimo do funcionário afetado pela medida em excluir a medida e só podem ser realizados se forem apropriados . Os legítimos interesses da empresa e os possíveis interesses legítimos dos funcionários devem ser determinados e documentados antes de qualquer ação ser tomada. Além disso, quaisquer requisitos adicionais que existam de acordo com a legislação nacional (por exemplo, direitos de informação das pessoas afetadas) devem ser levados em consideração.

5.2.5 Processamento de dados particularmente sensíveis

Dados pessoais particularmente sensíveis só podem ser processados ​​sob certas condições. Os dados que são particularmente dignos de proteção são os dados sobre a origem racial e étnica, opiniões políticas, convicções religiosas ou filosóficas, filiação sindical ou saúde ou vida sexual da pessoa em causa. Devido à legislação estadual, outras categorias de dados podem ser classificadas como particularmente dignas de proteção ou o conteúdo das categorias de dados pode ser preenchido de forma diferente. Da mesma forma, os dados relativos a infrações penais muitas vezes só podem ser processados ​​em condições especiais estabelecidas pela lei estadual. O processamento deve ser expressamente permitido ou prescrito pela lei estadual. Além disso, o processamento pode ser permitido, se necessário, para que o órgão responsável possa cumprir seus direitos e obrigações no campo do direito do trabalho. O funcionário também pode consentir de forma expressa e voluntária com o processamento. Se o tratamento de dados particularmente sensíveis estiver planejado, o responsável pela proteção de dados deve ser informado com antecedência.

5.2.6 Telecomunicações e Internet

Sistemas de telefonia, endereços de e-mail, intranet e internet, bem como redes sociais internas são disponibilizados principalmente pela empresa no âmbito das tarefas operacionais. São equipamentos de trabalho e recursos da empresa. Eles podem ser usados ​​no âmbito das disposições legais aplicáveis ​​e diretrizes internas da empresa.

O uso privado está excluído e proibido em qualquer caso.

Por motivos de segurança, o uso de sistemas telefônicos, endereços de e-mail e Internet pode ser registrado por um período limitado de tempo. As avaliações pessoais destes dados só podem ser realizadas em caso de suspeita concreta e justificada de violação das leis ou diretrizes da bb-net. Estes controlos só podem ser efectuados pelos serviços de investigação no respeito do princípio da proporcionalidade e pelo controlo do responsável pela protecção de dados. As respectivas leis nacionais devem ser observadas.

6. Transmissão de dados pessoais

O processamento de pedidos é quando um contratante é contratado para processar dados pessoais sem ser responsável pelo processo de negócios associado. Nestes casos, um acordo de processamento de pedidos deve ser celebrado com contratantes externos. A empresa de comissionamento é responsável pela correta implementação do processamento de dados.

O contratante só pode processar dados pessoais de acordo com as instruções do cliente. Ao fazer o pedido, os seguintes requisitos devem ser observados; o departamento de comissionamento deve garantir sua implementação.

  1. O contratante deve ser selecionado de acordo com sua aptidão para garantir as medidas de proteção técnicas e organizacionais necessárias. O contratante tem a segurança acc. Art. 28 parágrafo 3 lit. c, 32 GDPR, em particular em conexão com o Art. 5 Parágrafo 1, Parágrafo 2 do GDPR.
  2. O pedido deve ser feito em formato de texto. As instruções para processamento de dados e as responsabilidades do cliente e do contratante devem ser documentadas.
  3. As normas contratuais fornecidas pelo responsável pela proteção de dados devem ser observadas.
  4. O cliente deve se convencer do cumprimento das obrigações do contratante antes de iniciar o processamento dos dados. Um contratante pode demonstrar conformidade com os requisitos de segurança de dados, em particular, enviando uma certificação adequada. Dependendo do risco do processamento de dados, o controle pode ter que ser repetido regularmente durante o período do contrato.
  5. Em várias partes do GDPR, existem obrigações independentes de proteção de dados que também são direcionadas ao processador.
  6. 27 Parágrafo 1 GDPR: O dever de nomear um “representante” também se aplica ao processador.
  7. 30, parágrafo 2 GDPR: O processador é obrigado a manter diretórios de procedimentos.
  8. 31 GDPR: O dever de cooperar com a autoridade supervisora ​​de proteção de dados também se aplica ao processador.
  9. 32 Parágrafo 1 GDPR: A obrigação de tomar medidas técnicas e organizacionais de segurança de dados também se aplica ao processador.
  10. 37 parágrafo 1 GDPR: O dever de nomear um oficial de proteção de dados da empresa também se aplica ao processador.
  11. 44 GDPR: Os processadores também devem observar as restrições à transferência de dados para terceiros países.

7. Processamento de dados em nome

A transferência de dados pessoais para destinatários fora da bb-net ou para destinatários dentro da empresa está sujeita aos requisitos de admissibilidade para o processamento de dados pessoais na Seção 5. O destinatário dos dados deve ser obrigado a usá-los apenas para os fins especificados.

No caso de transferência de dados de terceiros para a bb-net, deve-se garantir que os dados possam ser utilizados para os fins pretendidos.

8. Direitos do titular dos dados

Todos os interessados ​​podem exercer os seguintes direitos. A sua afirmação deve ser processada imediatamente pelo departamento responsável e não deve trazer quaisquer desvantagens para o interessado. Por favor observe o seguinte:

8.1 Direito à informação - divulgação
  • Nome e detalhes de contato da pessoa responsável (possivelmente também o representante)
  • Detalhes de contato do oficial de proteção de dados
  • Objetivo e base jurídica do processamento
  • Interesses legítimos (para processamento de acordo com o Art. 6 GDPR)
  • Destinatários ou categorias de destinatários
  • Transmissão para países terceiros ou organizações internacionais
  • Duração do armazenamento
  • Existência de direito à informação, correção, exclusão, restrição, objeção e portabilidade de dados
  • Existência do direito de retirar o consentimento
  • Existência de direito de apelação a uma autoridade supervisora
  • Informações sobre se o fornecimento de dados é exigido por lei ou contrato ou se é necessário para a conclusão de um contrato e as possíveis consequências do não fornecimento
  • Existência de tomada de decisão automatizada, incluindo criação de perfil
  • Informações sobre uma possível mudança na finalidade do processamento de dados
8.2 direito à informação
  • Finalidades do processamento de dados
  • Categorias de dados
  • Destinatários ou categorias de destinatários
  • Duração do armazenamento
  • Direito a correção, exclusão e objeção
  • Direito de apelar a uma autoridade supervisora
  • Origem dos dados (se não forem coletados dos titulares dos dados)
  • Existência de tomada de decisão automatizada, incluindo criação de perfil
  • Transmissão para um terceiro país ou para uma organização internacional
8.3 Direito de correção e exclusão

sempre existe quando

  • o armazenamento dos dados não é mais necessário,
  • o titular dos dados retirou o seu consentimento para o processamento dos dados,
  • os dados foram processados ​​ilegalmente,
  • existe a obrigação legal de eliminar de acordo com a legislação da UE ou nacional.

9. Processamento de confidencialidade

Os dados pessoais estão sujeitos ao sigilo de dados. Os funcionários estão proibidos de coleta, processamento ou uso não autorizado. Qualquer processamento que um funcionário realize sem ser confiado a ele no contexto do desempenho de suas tarefas e sendo devidamente autorizado não é autorizado. O princípio da necessidade de saber se aplica: Os funcionários só podem ter acesso aos dados pessoais se e na medida em que isso for necessário para suas respectivas tarefas. Isso requer a divisão e separação cuidadosas de funções e responsabilidades, bem como sua implementação e manutenção dentro da estrutura dos conceitos de autorização.

Os colaboradores não podem utilizar os dados pessoais para fins privados ou comerciais, transmiti-los a pessoas não autorizadas ou torná-los acessíveis de qualquer outra forma. Os superiores devem informar seus funcionários sobre a obrigação de manter o sigilo dos dados no início da relação de trabalho. Esta obrigação continua mesmo após o término da relação de trabalho.

10. Segurança de processamento

Os dados pessoais devem ser protegidos em todos os momentos contra acesso não autorizado, processamento ou divulgação ilegal, bem como contra perda, falsificação ou destruição. Isso se aplica independentemente de os dados serem processados ​​eletronicamente ou em papel. Antes de introduzir novos procedimentos de processamento de dados, especialmente novos sistemas de TI, medidas técnicas e organizacionais para proteger os dados pessoais devem ser definidas e implementadas. Essas medidas devem ser baseadas no estado da técnica, nos riscos decorrentes do processamento e nos requisitos de proteção dos dados. O departamento responsável pode, em particular, consultar o responsável pela proteção de dados. As medidas técnicas e organizacionais para proteger os dados pessoais fazem parte da gestão da segurança da informação e devem ser continuamente adaptadas aos desenvolvimentos técnicos e às mudanças organizacionais.

11. Controle de proteção de dados

A conformidade com as diretrizes sobre proteção de dados e as leis de proteção de dados aplicáveis ​​deve ser verificada regularmente por meio de auditorias de proteção de dados e outros controles. A implementação é da responsabilidade do responsável pela proteção de dados e demais áreas da empresa com direitos de auditoria.

Os resultados dos controles de proteção de dados devem ser comunicados ao responsável pela proteção de dados. A gestão deve ser informada sobre os resultados essenciais. A autoridade supervisora ​​de proteção de dados competente também pode realizar seus próprios controles de conformidade com as disposições desta orientação, no âmbito dos poderes a que tem direito nos termos da legislação estadual.

12. Incidentes de proteção de dados

Cada funcionário deve relatar imediatamente casos de violações desta diretriz de proteção de dados ou outros regulamentos para a proteção de dados pessoais ao responsável pela proteção de dados. O gestor responsável pela função ou unidade é obrigado a informar imediatamente o responsável pela proteção de dados sobre os incidentes de proteção de dados.

Em casos de:

  • transferência ilegal de dados pessoais para terceiros,
  • acesso ilegal de terceiros a dados pessoais ou
  • uma perda de dados pessoais

As notificações previstas na empresa devem ser feitas imediatamente, de modo que as obrigações existentes de comunicação de incidentes de proteção de dados possam ser cumpridas nos termos da legislação nacional.

13. Responsabilidades e penalidades

A gestão é responsável pelo processamento dos dados. É, portanto, obrigado a garantir que os requisitos legais de proteção de dados e aqueles contidos na diretriz de proteção de dados sejam levados em consideração (por exemplo, obrigações nacionais de comunicação). É uma tarefa de gerenciamento do gerente usar medidas organizacionais, pessoais e técnicas para garantir o processamento adequado dos dados em conformidade com a proteção de dados. A implementação destes requisitos é da responsabilidade dos colaboradores responsáveis. No caso de controles de proteção de dados por autoridades, o responsável pela proteção de dados deve ser informado imediatamente.

A direção é obrigada a apoiar o responsável pela proteção de dados em seu trabalho. Os responsáveis ​​pelos processos e projetos empresariais devem informar atempadamente o responsável pela proteção de dados sobre o novo tratamento de dados pessoais. No caso de projetos de processamento de dados que possam resultar em riscos específicos para os direitos pessoais das pessoas afetadas, o responsável pela proteção de dados deve ser envolvido antes do início do processamento. Isso se aplica em particular a dados pessoais particularmente sensíveis. Os gerentes devem garantir que seus funcionários sejam treinados em proteção de dados na medida do necessário. O processamento impróprio de dados pessoais ou outras violações da lei de proteção de dados também são processados ​​em muitos países e podem resultar em pedidos de indemnização. As violações pelas quais os funcionários são responsáveis ​​podem levar a sanções de acordo com as leis trabalhistas.

14. Responsável pela protecção de dados

O responsável pela proteção de dados, como um órgão que não está sujeito a instruções específicas, trabalha no sentido de cumprir as normas nacionais e internacionais de proteção de dados. Ele é responsável pelas diretrizes de proteção de dados e monitora o cumprimento delas. O responsável pela proteção de dados foi nomeado pela direção da bb-net.

Qualquer pessoa afetada pode entrar em contato com o responsável pela proteção de dados com sugestões, perguntas, pedidos de informações ou reclamações em relação a perguntas sobre proteção ou segurança de dados. Dúvidas e reclamações serão tratadas confidencialmente, mediante solicitação.

Se o oficial responsável pela proteção de dados não puder resolver uma reclamação ou evitar uma violação das diretrizes de proteção de dados, a gestão deve ser levada em consideração para remediar a violação da proteção de dados.

As solicitações das autoridades de supervisão devem ser sempre levadas ao conhecimento do responsável pela proteção de dados. O oficial de proteção de dados pode ser contatado da seguinte forma:

Pohl Consulting Team GmbH
Data Protection Officer
Mengeringhäuser Strasse 15
34454 Bad Arolsen, Alemanha
T + 49 5691 8900 501
Mail: datenschutz@bb-net.de

1. Objetivo e escopo da política de privacidade

Bb-net media GmbH compromete-se a cumprir as diretrizes de proteção de dados. Manter a proteção de dados constitui a base de um relacionamento comercial e de funcionários de confiança. Isso anda de mãos dadas com o respeito à preservação da reputação. Esta diretriz cria condições estruturais para o processamento de dados e sua transmissão dentro da empresa e para parceiros contratuais externos. Ele garante o tratamento adequado dos dados pessoais pelo respectivo proprietário do processo dentro da empresa. A política de privacidade se aplica à empresa e seus funcionários. Diz respeito a todas as atividades de processamento de dados pessoais. Regulamentos divergentes não podem simplesmente ser feitos. Uma mudança nas diretrizes de proteção de dados somente ocorrerá em coordenação com o responsável pela proteção de dados.

2. Princípios para o processamento de dados pessoais (Art. 5 GDPR)

  • Legalidade e transparência:
    A fim de proteger os direitos pessoais da pessoa em causa, os dados pessoais devem ser tratados de forma lícita, de boa fé e de forma compreensível para a pessoa em causa. As partes afetadas devem ser informadas sobre o tratamento de seus dados pessoais. Além disso, deve ficar claro a utilidade dos dados coletados e como são processados.
  • Earmarking:
    Com o tratamento de dados pessoais, apenas podem ser prosseguidos os fins que foram explicitamente definidos antes da recolha dos dados. Os objetivos emergem das respetivas instruções de trabalho subjacentes e devem ser anotados pelo colaborador antes do início do primeiro processamento.
  • Minimização de dados:
    Os dados pessoais devem ser apropriados para o propósito e limitados ao que é necessário para o processamento. Apenas os dados pessoais devem ser registrados e processados ​​que são necessários para a etapa de trabalho. As respectivas especificações podem ser encontradas nas instruções de trabalho.
  • Precisão:
    Os dados pessoais devem ser factualmente corretos e atualizados. Os dados incorretos devem ser excluídos ou corrigidos imediatamente usando as medidas apropriadas.
  • Limite de armazenamento:
    Os dados pessoais devem ser armazenados de forma que a identificação dos titulares dos dados só seja possível durante o tempo necessário para a duração exigida para os fins de processamento. Um armazenamento mais longo é possível se os dados pessoais forem protegidos por medidas técnicas ou organizacionais adequadas.
  • Integridade e Confidencialidade:
    Os dados pessoais devem ser tratados de forma confidencial e processados ​​de forma a garantir a segurança adequada dos dados. Devem ser tomadas medidas técnicas apropriadas para proteger os dados de acesso não autorizado, processamento ou modificação ilegal e perda ou destruição acidental.

3. Legalidade do processamento (Art. 6 GDPR)

A coleta, processamento e uso de dados pessoais só podem ocorrer se uma das seguintes condições for atendida:

  • Consentimento para processamento de dados pelas pessoas afetadas
  • Processamento de dados para uma relação contratual
  • Processamento de dados para cumprir uma obrigação legal
  • Processamento de dados com base em interesses legítimos
  • Processamento de dados para proteger os interesses vitais do titular dos dados ou de outra pessoa física
  • Relação de trabalho de processamento de dados de acordo com §26 BDSG-new

4. Transmissão de dados pessoais

Os dados pessoais só podem ser transmitidos a destinatários dentro e fora da empresa se um dos requisitos da Seção III for cumprido. Além disso, o destinatário deve ser obrigado a usar os dados apenas para os fins especificados.

5. Processamento de dados do pedido (Art. 28 f. GDPR)

Se um contratante for encarregado da coleta, processamento ou utilização de dados pessoais pelo órgão responsável (bb-net), trata-se de um processamento de dados de pedido. Isso é feito com base em um contrato. O processador só pode processar os dados pessoais nas instruções do controlador.

6. Direitos do titular dos dados (Art. 16 e seguintes GDPR)

A pessoa afetada pelo processamento de dados tem vários direitos que devem ser protegidos. A pedido do interessado, a sua afirmação deve ser processada imediatamente pelo serviço responsável.

  • O titular dos dados pode solicitar informações sobre quais dados pessoais estão sendo processados ​​para qual finalidade.
  • O interessado pode solicitar a correção ou preenchimento dos dados pessoais.
  • O titular dos dados pode solicitar a eliminação dos seus dados se a base para o processamento dos dados não existir ou já não existir.
  • O titular dos dados pode solicitar a restrição do processamento se a exatidão dos dados for contestada ou se o processamento for ilegal.

7. Incidentes de proteção de dados

Violações das diretrizes de proteção de dados devem ser relatadas ao respectivo gerente.

Em caso de violação da proteção de dados pessoais, o relevante é
Siga as instruções de trabalho. Existe uma violação de segurança se:

  • os dados pessoais são transmitidos ilegalmente a terceiros.
  • os dados pessoais são destruídos ou alterados ilegalmente.
  • Terceiros obtêm acesso ilegal aos dados pessoais.

Informações sobre a implementação dos requisitos legais do
Regulamento geral de proteção de dados da UE por bb-net

Aqui você pode descobrir o que bb-net media GmbH está fazendo por você em termos de proteção de dados, como implementamos os requisitos do novo Regulamento geral de proteção de dados da UE e quais processos e documentação temos disponíveis para você.

1. Como implementamos os requisitos do regulamento de proteção de dados da UE?

O bb-net leva muito a sério o tratamento de dados pessoais de clientes e partes interessadas. Em cooperação com um especialista externo em proteção de dados e um escritório de advocacia, todas as áreas relativas aos dados pessoais na empresa e nas plataformas digitais disponibilizadas foram cuidadosamente verificadas. Para todos os processos nos quais os dados são armazenados ou processados,
medidas técnicas e organizacionais foram tomadas para protegê-los. No caso de os dados serem repassados ​​a terceiros, todos os destinatários foram verificados e todas as medidas possíveis foram tomadas para excluir o processamento impróprio dos dados. Abaixo você encontrará todas as informações e o local exato de armazenamento de todos os documentos necessários sobre o tema da proteção de dados em nossa empresa.

2. Nossa política de privacidade

Você pode encontrar nossas diretrizes de proteção de dados em conexão com o manuseio ou processamento de seus dados pessoais em Datenschutzrichtlinien.

3. Nossas informações de proteção de dados para nossos clientes

Nossas informações gerais sobre o tratamento de seus dados e seus direitos - informações de acordo com os Art. 13, 14 e 21 do Regulamento Geral de Proteção de Dados (GDPR) podem ser encontradas em nosso política de privacidade.

4. Onde posso encontrar informações sobre processamento de dados no site bb-net?

Você pode encontrar o nosso completo aqui Política de Privacidade.

5. Nossas medidas técnicas e organizacionais em matéria de segurança de dados

De acordo com o Art. 32 do GDPR, medidas abrangentes foram tomadas para proteger seus dados em cooperação com nosso oficial externo de proteção de dados e um advogado especializado. Você pode encontrar as medidas detalhadas em nosso TOMS ler.

6. Com base em que repassamos os dados?

Com base na avaliação de nossas atividades de processamento, repassamos os dados nas seguintes bases:

  • Contrato individual, ou seja, contratos de processamento de dados do pedido, tanto como contratado quanto como cliente
  • Rechtsgrundlage
  • Relações contratuais
  • consentimento
  • Proteção de Privacidade UE-EUA para países terceiros

7. Quais são os seus direitos?

Você tem o direito de solicitar a confirmação a qualquer momento se estamos processando dados pessoais e o direito a obter informações sobre esses dados pessoais. Além disso, você tem o direito de corrigir, excluir e restringir o processamento de dados, bem como o direito de se opor ao processamento de dados pessoais a qualquer momento, ou de revogar seu consentimento para o processamento de dados a qualquer momento ou de solicitar a transferência de dados. Além disso, você tem o direito de reclamar a uma autoridade supervisora ​​em caso de violação da proteção de dados.

8. Você tem alguma dúvida?

Envie-nos um e-mail para: datenschutz@bb-net.de

A fim de proteger os direitos e liberdades das pessoas singulares no que diz respeito ao tratamento de dados pessoais, é necessário que sejam tomadas as medidas técnicas e organizacionais adequadas e que os requisitos desta portaria sejam assim cumpridos. Para poder comprovar o cumprimento do regulamento, o contratante define estratégias internas e toma medidas que, nomeadamente, cumprem os princípios da protecção de dados por tecnologia e da protecção de dados por defeito.

A utilização dos sistemas de segurança de alarme de intrusão (EMA) com controle de acesso integrado, sistema de alarme de incêndio e videovigilância visa proteger os limites da propriedade, afastar intrusos e evitar sabotagem, espionagem e diferenças de inventário.

Para tal, as portas fixas que dão para o exterior são dotadas de contactos de abertura e fecho. Além disso, existe uma vigilância interna semelhante a uma armadilha com detectores de movimento para certas áreas, a fim de detectar e relatar acessos não autorizados através de janelas e claraboias ou a captura de pessoas. Em todas as outras fases, a gravação depende apenas do movimento. As imagens só são gravadas nos discos rígidos do sistema de vídeo digital quando há movimento na imagem ou pelas câmeras em movimento.

O sistema de alarme de intrusão é ativado ou desativado através de um leitor usando um transponder. Isso garante que apenas pessoas autorizadas possam operar. A inevitabilidade é garantida e apenas em conexão com o bloqueio de todas as portas externas para travar e abrir. Inevitabilidade significa tomar medidas para evitar alarmes falsos causados ​​por operação incorreta. Neste conceito, o alarme é transmitido para uma central de controle constantemente tripulada e para smartphones de pessoas selecionadas.

No caso de demandas de seguradoras ou auditores por equipamentos de acordo com as diretrizes conforme VdS, LKA ou DIN 0833, é imprescindível a inevitabilidade e a transmissão de um alarme para um centro de controle permanentemente tripulado. Câmeras de vídeo fixas em pontos fixos que podem ser visualizados e controlados através da rede da fábrica são usadas para monitoramento de área externa e verificação do alarme. As imagens de vídeo são gravadas fora do horário comercial. Devido aos regulamentos de proteção de dados, o acesso é protegido apenas por senha e de acordo com as especificações do oficial de proteção de dados. A própria rede de câmeras é configurada como uma unidade separada para evitar estresse constante na rede de fábrica.

As medidas técnicas e organizacionais estão sujeitas ao progresso técnico e desenvolvimento futuro. O estado da técnica, os custos de implementação, o tipo, o escopo e os objetivos do processamento, bem como a probabilidade diferente de ocorrência e gravidade do risco para os direitos e liberdades das pessoas físicas, na aceção do Art. 32 do RGPD, devem ser levados em consideração. Mudanças significativas devem ser documentadas. No geral, trata-se de medidas de segurança de dados e para garantir um nível de proteção adequado ao risco em termos de confidencialidade, integridade, disponibilidade e resiliência dos sistemas, que são adequadas em função do tipo de dados pessoais ou categorias de dados a proteger. Para atender aos requisitos legais, o cliente implementa este acordo em sua área de influência da seguinte forma:

1. Confidencialidade (Art. 32 Parágrafo 1 lit. b GDPR)

1.1 Controle de acesso

Não fornecer acesso físico não autorizado a sistemas de processamento de dados, como salas de servidores, cabeamento de rede ou salas de trabalho nas quais as estações de trabalho estejam localizadas. O contratante deve garantir que nem a entrada, nem visão, nem o possível acesso possam ser obtidos.

O contratante tomou as seguintes medidas:

  • Gerenciamento de chaves com documentação de alocação de chaves
  • Sistema de alarme contra roubo de acordo com o padrão VDS
  • Visitante e controle pessoal
  • Vigilância por vídeo das instalações da empresa
  • Porta de segurança da sala do servidor com controle de acesso eletrônico
  • Sala do servidor sem janelas

1.2 Controle de Acesso

Além do controle de acesso, os sistemas de processamento de dados devem ser impedidos de serem utilizados por pessoas não autorizadas. O acesso aos sistemas com os quais são processados ​​os dados pessoais deve ser facultado através da identificação do utilizador.

O contratante tomou as seguintes medidas:

  • Login de usuário pessoal com conceito de autorização ao fazer login na rede da empresa
  • Procedimento de senha e controle do procedimento
  • Solução de proteção antivírus adequada com atualizações atuais no servidor e clientes
  • Sistema de firewall redundante baseado em hardware
  • Bloqueio automático do cliente após um período de tempo sem atividade do usuário
  • Sistema digital para todas as senhas e criptografia
  • Caminhos de transmissão criptografados são protegidos por VPN
  • Os discos rígidos de dispositivos móveis, como notebooks e tablets, são criptografados
  • Todos os sistemas de estação de trabalho, fixos ou móveis, são fornecidos com uma senha de BIOS
  • Contratos para o uso seguro de dispositivos móveis e escritórios domésticos

1.3. Controle de acesso

As pessoas autorizadas apenas têm acesso com base no titular dos dados à sua autorização de acesso, de forma que nenhuma leitura, cópia, alteração ou eliminação não autorizada dos dados pessoais é possível.

O contratante tomou as seguintes medidas:

  • Login de usuário pessoal com conceito de autorização e direitos de usuário dedicados
  • Identificação de senha e política de senha
  • Restrição de acesso a nível de IP e acesso remoto usando uma VPN criptografada
  • Registro em nível de aplicativo
  • Proibição de uso privado de clientes e dispositivos móveis próprios
  • Os suportes de dados usados ​​são excluídos antes de serem usados ​​novamente
  • Dispositivos com função de cartão SIM são protegidos com um PIN
  • Os discos rígidos de dispositivos móveis, como notebooks e tablets, são criptografados
  • Arquivos e suportes de dados antigos são destruídos com trituradores ou perfuradores certificados
  • As conexões USB estão bloqueadas em todos os sistemas de estação de trabalho

1.4 Requisito de separação

Os dados coletados para diferentes fins devem ser processados ​​separadamente. A separação deve ser efectuada de forma a que não possa ser confundida com dados de outros clientes ou acedida por terceiros não autorizados.

O contratante tomou as seguintes medidas:

  • Bancos de dados e sistemas de processamento separados
  • Sistemas de produção e teste separados
  • Conceito de autorização de acesso
  • Separação de clientes em produtos de software usados

2. Integridade (Art. 32 Parágrafo 1 lit. b GDPR)

2.1. Controle de transferência

Deve ser assegurado que nenhuma leitura, cópia, alteração ou remoção não autorizada seja possível durante a transmissão eletrônica ou durante o transporte e armazenamento em suportes de dados externos. Deve ser possível verificar e determinar em que pontos se pretende uma transferência de dados pessoais pela unidade de transferência de dados.

O contratante tomou as seguintes medidas:

  • Transmissão criptografada por e-mail de dados pessoais em e-mails
  • LAN sem fio segura (WLAN)
  • Caminhos de transmissão criptografados são protegidos por VPN
  • Criptografia de suportes de dados durante o transporte
  • Solução de proteção antivírus adequada com atualizações atuais no servidor e clientes
  • Sistema de firewall redundante baseado em hardware
  • Obrigação de todos os funcionários de cumprir os requisitos de proteção de dados de acordo com o Art. 5 GDPR

2.2. Controle de entrada

Possibilitando uma posterior determinação de se e por quem os dados pessoais foram inseridos, alterados ou removidos em sistemas de processamento de dados, com um sistema de registro.

O contratante tomou as seguintes medidas:

  • Gestão de documentos com revisão e histórico
  • Instalações de registro para entrada, alteração e exclusão
  • Os direitos de acesso são limitados
  • Grupo restrito de pessoas para alterar o software bbCore de toda a empresa

3. Disponibilidade e resiliência (Art. 32 Parágrafo 1 lit. b GDPR)

3.1. Controle de disponibilidade

Deve ser configurada proteção adequada contra perda acidental, intencional ou imprevisível de dados pessoais.

O contratante tomou as seguintes medidas:

  • Conceito de backup de dados com revisões regulares
  • Manual de emergência com planos de emergência disponíveis
  • Backup de dados em seção de incêndio separada
  • Mídia de backup criptografada
  • Armazenamento de suportes de dados com cópias de backup fora da empresa
  • Fonte de alimentação ininterrupta (UPS)
  • Sistema de alarme contra roubo de acordo com o padrão VDS
  • Sistemas adequados de extinção de incêndio na sala do servidor e nas instalações da empresa
  • Verificação eletrônica regular de acordo com DGUV3 de todos os sistemas eletrônicos
  • Fusíveis de circuito eletrônico separados

4. Procedimento para revisão, avaliação e avaliação regulares (Art. 32 Parágrafo 1 lit. d GDPR; Art. 25 Parágrafo 1 GDPR)

4.1. Controle de pedidos

Garantir que os dados pessoais processados ​​na encomenda só o sejam de acordo com as instruções do cliente. Assim que os subcontratantes são utilizados pelo contratante, eles são obrigados a cumprir as instruções e a respeitar a proteção de dados da mesma forma.

O contratante tomou as seguintes medidas:

  • Contrato escrito para processamento de dados do pedido com o contratante
  • Revisão e seleção do contratante, especialmente para segurança de dados
  • Obrigação de todos os funcionários de cumprir os requisitos de proteção de dados de acordo com o Art. 5 GDPR
  • Verificar se o contratante se um oficial de proteção de dados foi nomeado
  • Revisão contínua e direitos de controle em relação ao contratado

CONDIÇÕES LEGAIS

§ 1 ESCOPO

(1) Todas as entregas, serviços e ofertas da bb-net media GmbH - doravante denominado "vendedor" - com base em pedidos de parceiros contratuais - doravante denominado "cliente" - são feitas exclusivamente com base nestes princípios gerais termos e Condições. Estes termos e condições gerais são parte integrante de todos os contratos que o vendedor celebra com seus clientes em relação às entregas e serviços que oferece. Estes termos e condições gerais também se aplicam a todas as entregas, serviços ou ofertas futuras ao cliente, mesmo que não sejam acordados separadamente novamente.

(2) Salvo indicação em contrário, a oferta de produto do vendedor é um produto usado, e não um item fabricado de acordo com o Código Civil Alemão (BGB). A condição e o escopo da entrega podem ser encontrados nas descrições do produto. Salvo acordo em contrário, todos os produtos oferecidos devem ser entregues sem software e acessórios.

A gama de produtos do vendedor é dirigida exclusivamente a empresários na acepção do § 14 BGB (Código Civil Alemão). Segundo este, empresário é a pessoa singular ou colectiva ou sociedade com capacidade jurídica que atue no exercício da sua actividade comercial ou profissional autónoma aquando da celebração do contrato.

(3) Os termos e condições do cliente ou de terceiros não se aplicam, mesmo que o vendedor não se oponha separadamente à sua validade em casos individuais. Mesmo que o vendedor se refira a cartas, e-mails, faxes, que contenham ou se refiram aos termos e condições do cliente ou de terceiros, isso não constitui um acordo com a validade de tais termos e condições. Termos e condições conflitantes só se aplicarão se sua validade tiver sido expressamente acordada por escrito pelo vendedor.

§ 2 OFERTA E CONCLUSÃO DO CONTRATO

(1) Todas as ofertas do vendedor estão sujeitas a confirmação e não são vinculativas.

(2) Ao fazer um pedido com o vendedor, o cliente faz uma oferta vinculativa ao vendedor para comprar o produto (desejado). O cliente ficará vinculado à oferta do vendedor até ao final do sétimo dia útil seguinte ao dia em que o vendedor receber a oferta.

(3) Não será considerado que o vendedor aceitou a oferta do cliente até que o vendedor tenha declarado sua aceitação ao cliente ou despachado os produtos encomendados.

(4) O cliente receberá uma notificação automática do pedido feito. Essa notificação não constitui uma aceitação vinculativa da encomenda, a menos que também declare a aceitação, além da confirmação de recebimento.

§ 3 PREÇOS E PAGAMENTO

(1) Todos os preços cotados pelo vendedor são em EURO mais o imposto sobre valor agregado legal aplicável, custos de seguro, taxas de transação, custos de embalagem e envio no momento do pedido. Os direitos aduaneiros e taxas semelhantes, bem como outras taxas públicas e privadas e taxas de licença, serão suportados pelo cliente.

(2) Dependendo do acordo entre o cliente e o vendedor, os pagamentos serão feitos por pré-pagamento, débito em Sepa, fatura ou PayPal.

(3) Se for acordada uma entrega a crédito, o pagamento é devido ao vendedor imediatamente após o recebimento da mercadoria e da fatura pelo cliente.

(4) O cliente não tem direito a qualquer direito de compensação ou retenção, a menos que a reconvenção seja incontestável ou legalmente estabelecida.

(5) Os valores da fatura, se o cliente tiver recebido a fatura antes da entrega da mercadoria, devem ser pagos no prazo de 30 dias sem qualquer dedução, salvo acordo em contrário por escrito (também por fax e e-mail). A data de recebimento do pagamento pelo vendedor será determinante para a data do pagamento. Caso o cliente não efetue o pagamento na data de vencimento, os valores em dívida incidirão juros a partir da data de vencimento em 8 pontos percentuais ao ano acima da respetiva taxa básica de juros; a afirmação de taxas de juros mais altas e danos adicionais em caso de inadimplência permanecerá inalterada.

(6) O vendedor terá o direito de executar ou prestar serviços ou entregas pendentes apenas contra pagamento antecipado ou prestação de garantia, se as circunstâncias se tornarem conhecidas por ele após a ordem do contrato que sejam adequadas para reduzir significativamente a capacidade de crédito do cliente e que colocar em risco o pagamento das reclamações pendentes do vendedor pelo cliente da respetiva relação (pré-) contratual.

§ 4 TERMOS DE ENTREGA

(1) As entregas devem ser feitas no armazém do vendedor (EXW Incoterms®2010) em Schweinfurt ou no armazém de um subcontratado.

(2) A disponibilidade da mercadoria e o prazo de entrega serão determinados pelos respectivos dados do vendedor. Os períodos e datas prometidos pelo vendedor para entregas e serviços serão sempre aproximados, a menos que um período ou data fixa tenha sido expressamente prometido ou acordado. Se o envio for acordado, os prazos e datas de entrega referem-se ao momento em que as mercadorias são entregues ao despachante, transportador ou outro terceiro encarregado do transporte.

(3) Independentemente de seus direitos decorrentes do atraso, o vendedor pode exigir do cliente uma prorrogação dos prazos de entrega e execução ou um adiamento das datas de entrega e execução pelo período em que o cliente não cumpra suas obrigações contratuais para com o vendedor .

(4) O vendedor não será responsável por qualquer impossibilidade de entrega ou por atrasos na entrega, na medida em que sejam causados ​​por força maior ou outros eventos não previsíveis no momento da conclusão do contrato, em particular interrupções operacionais de qualquer tipo, dificuldades na aquisição de materiais ou energia, atrasos no transporte, greves, entrega atrasada ou incorreta por parte do fornecedor pelos quais o vendedor não é responsável. Na medida em que tais eventos tornem a entrega ou serviço do vendedor consideravelmente mais difícil ou impossível e o obstáculo não seja apenas de natureza temporária, o vendedor terá o direito de rescindir o contrato. No caso de obstáculos de natureza temporária, os prazos de entrega e execução devem ser estendidos ou as datas de entrega ou execução adiadas pelo período do impedimento mais um período inicial razoável. Na medida em que não se possa razoavelmente esperar que o cliente aceite a entrega ou serviço como resultado do atraso, ele pode rescindir o contrato por declaração escrita imediata (também por fax e e-mail) ao vendedor.

(5) Se o vendedor estiver inadimplente com uma entrega ou serviço ou se uma entrega ou serviço se tornar impossível para o vendedor por qualquer motivo, a responsabilidade do vendedor será limitada a danos de acordo com § 8 destes Termos e condições gerais.

§ 5 LOCAL DE ATUAÇÃO, DESPACHO, TRANSFERÊNCIA DE RISCO

(1) O local de cumprimento de todas as obrigações decorrentes da relação contratual é Schweinfurt, salvo indicação em contrário.

(2) O modo de envio e embalagem estão sujeitos ao critério do vendedor.

(3) O risco deverá ser transferido para o cliente, o mais tardar, quando a mercadoria entregue for entregue ao despachante, transportador ou outro terceiro designado para efetuar o embarque. Se a expedição ou entrega atrasar devido a circunstâncias pelas quais o cliente é responsável, o risco será transferido para o cliente a partir do dia em que a mercadoria entregue estiver pronta para expedição e o vendedor tiver notificado o cliente. Os custos de armazenamento são suportados pelo cliente. Desde que o envio das mercadorias encomendadas tenha sido acordado, o cliente deve assumir o risco de perda ou deterioração, mesmo que as mercadorias encomendadas sejam despachadas diretamente para o cliente a partir do armazém de um subcontratado de acordo com as instruções do cliente.

§ 6 RETENÇÃO DE TÍTULO

(1) O vendedor deverá reter a propriedade das mercadorias por ele entregues até que o pagamento integral do preço de compra (incluindo imposto sobre valor agregado e custos de envio) para as mercadorias em questão tenha sido feito.

(2) Se as mercadorias entregues são processadas ou transformadas pelo cliente, fica acordado que o processamento, a transformação das mercadorias entregues deve ocorrer em nome e por conta do vendedor e que o vendedor adquire diretamente a propriedade ou - se o processamento ocorrer a partir de materiais de vários proprietários ou se o valor do item processado for superior ao valor das mercadorias entregues - uma participação de copropriedade correspondente no item recém-criado.

(3) No caso de as mercadorias entregues serem revendidas, o cliente, por meio deste, cede as reclamações resultantes contra terceiros ao vendedor a título de caução.

(4) Se terceiros tiverem acesso às mercadorias entregues, nomeadamente por apreensão, o cliente deve informá-los imediatamente da propriedade do vendedor e informar o vendedor a fim de permitir-lhes fazer valer os seus direitos de propriedade. Se o terceiro não estiver em condições de reembolsar o vendedor pelos custos incorridos, o cliente do vendedor será responsável por tais custos.

§ 7 GARANTIA

(1) O período de garantia para produtos recém-fabricados é de 12 meses. O período de garantia começará na entrega ou, se for necessária a aceitação, na aceitação. A garantia não se aplica a produtos usados, os chamados produtos usados ​​de TI e produtos usados ​​processados ​​com o selo tecXL; nossas condições de garantia separadas se aplicam aqui.

(2) A garantia não se aplica se o cliente alterar os produtos entregues ou se os tiver alterado por terceiros sem o consentimento do vendedor e a remoção dos defeitos for, portanto, impossível ou excessivamente difícil. Em qualquer caso, o cliente arcará com os custos adicionais de correção do defeito decorrente da alteração.

(3) A garantia não se aplica a produtos não verificados, não testados ou com defeito.

§ 8 RESPONSABILIDADE

(1) A responsabilidade do vendedor por danos, independentemente da base jurídica, em particular por impossibilidade, atraso, entrega defeituosa ou incorreta, violação de contrato, violação de deveres nas negociações contratuais e atos ilícitos, deve ser limitada de acordo com este parágrafo, na medida em que isso depende de falha.

(2) O vendedor não será responsável em caso de simples negligência por parte de seus órgãos executivos, representantes legais, funcionários ou outros agentes indiretos, desde que não haja violação de obrigações contratuais essenciais. Essenciais para o contrato são a obrigação de entregar os produtos livres de defeitos essenciais em tempo útil, bem como a obrigação de fornecer aconselhamento, proteção e cuidado, o que permitirá ao cliente usar os produtos entregues de acordo com o contrato e servir para proteger o vida e integridade do pessoal do cliente ou para proteger a propriedade do cliente de danos consideráveis.

(3) Na medida em que o vendedor é responsável por danos quanto ao mérito nos termos do § 8 (2), esta responsabilidade será limitada aos danos que o vendedor previu como uma possível consequência de uma violação do contrato ao concluir o contrato ou que deveria previu se tivesse exercido o devido cuidado. Danos indiretos e danos consequentes resultantes de defeitos nos produtos fornecidos somente serão elegíveis para compensação se tais danos puderem ser normalmente esperados quando os produtos fornecidos forem usados ​​de acordo com a finalidade pretendida.

(4) As limitações do § 8 não se aplicam à responsabilidade do vendedor por comportamento intencional, por características garantidas, por danos à vida, corpo ou saúde ou de acordo com a Lei de Responsabilidade do Produto (ProdukthaftG).

§ 9 DIREITOS DE RESCISSÃO

(1) Se o cliente se recusar a aceitar a mercadoria, o vendedor terá o direito de rescindir o contrato de compra e exigir uma indenização do cliente.

(2) Se o vendedor exigir indenizações por danos, isso representará uma taxa fixa de 15% do preço de venda. Os danos serão menores se o cliente provar que ocorreram danos menores. O cliente tem a possibilidade de provar que o vendedor não sofreu nenhum dano, se o vendedor provar um dano maior também pode exigir um dano maior.

§ 10 COMISSÕES FINAIS

(1) O local de jurisdição para todos os possíveis litígios decorrentes da relação comercial entre o vendedor e o cliente será Schweinfurt ou a sede do cliente, a critério do vendedor. Schweinfurt será o local exclusivo de jurisdição para as ações judiciais contra o vendedor. As disposições legais obrigatórias sobre locais exclusivos de jurisdição não são afetadas por esta disposição.

(2) As relações entre o vendedor e o cliente estão sujeitas exclusivamente à lei da República Federal da Alemanha. A Convenção das Nações Unidas sobre Contratos de Venda Internacional de Bens de 11 de abril de 1980 (CISG) não se aplica.

(3) As partes restantes do contrato permanecerão vinculativas, mesmo se os pontos individuais forem legalmente inválidos. Os pontos ineficazes serão substituídos, se houver, pelas disposições legais. A este respeito, visto que isso representaria uma dificuldade excessiva para uma parte contratante, o contrato como um todo se tornará inválido.

Você pode baixar nossos termos e condições gerais de 26 de março de 2020 como PDF aqui:

§ 1 ESCOPO DE APLICAÇÃO; FORMA

(1) Estes Termos e Condições Gerais de Compra, também chamados de “GPC”, se aplicam a todas as relações comerciais com nossos parceiros de negócios e fornecedores (“Contratados”). O GPC só se aplica se o Contratante for um empresário (§ 14 BGB), uma pessoa jurídica de direito público ou um fundo especial de direito público.

(2) O GPC aplica-se em particular aos contratos de venda e / ou entrega de bens móveis ("Bens"), independentemente de o Contratado fabricar os Bens por si ou comprá-los de fornecedores (Seções 433, 650 BGB). Salvo acordo em contrário, os Termos e Condições Gerais de Compra na versão válida no momento do pedido do contratante ou, em qualquer caso, na versão mais recentemente comunicada a ele em forma de texto, também se aplicam como um acordo-quadro para futuro semelhante Contratos, sem que tenhamos de os referir novamente em cada caso individual.

(3) Estes Termos e Condições Gerais aplicam-se exclusivamente. Termos e Condições Gerais divergentes, conflitantes ou complementares do Contratante somente se tornarão parte do contrato se e na medida em que tivermos expressamente concordado com sua validade por escrito. Este requisito de consentimento aplica-se em qualquer caso, por exemplo, mesmo se aceitarmos as entregas do contratante sem reservas, com conhecimento dos termos e condições gerais de negócios do contratante.

(4) Os acordos individuais feitos com o contratante em casos individuais (incluindo acordos colaterais, suplementos e alterações) devem, em qualquer caso, ter precedência sobre estes GPC. Sujeito a prova em contrário, um contrato por escrito ou nossa confirmação por escrito será decisivo para o conteúdo de tais acordos.

(5) As declarações e notificações legalmente relevantes do Contratante no que diz respeito ao contrato (por exemplo, estabelecimento de prazos, lembretes, rescisão) devem ser feitas por escrito, ou seja, em forma escrita ou de texto (por exemplo, carta, e-mail, fax). Os requisitos formais legais e outras provas, nomeadamente em caso de dúvidas quanto à legitimidade do declarante, não são afetados.

(6) As referências à validade das disposições legais têm apenas um significado esclarecedor. Mesmo sem tal esclarecimento, as disposições estatutárias devem, portanto, aplicar-se, a menos que sejam diretamente alteradas ou expressamente excluídas destas GPC.

§ 2 CONCLUSÃO E TERMOS DO CONTRATO

(1) Nosso pedido será considerado vinculante no mínimo mediante envio ou confirmação por escrito. O Empreiteiro deverá nos notificar sobre erros óbvios (por exemplo, erros de digitação e cálculo) e incompletude do pedido, incluindo os documentos do pedido para fins de correção ou conclusão antes da aceitação; caso contrário, o contrato será considerado como não concluído.

(2) As ofertas e estimativas de custos do contratante serão feitas gratuitamente e não criarão quaisquer obrigações para a bb-net, a menos que de outra forma exigido por lei.

(3) O contratante é obrigado a confirmar a nossa encomenda por escrito no prazo de 2 dias ou a executá-la sem reservas, nomeadamente através do envio da mercadoria (aceitação). Uma aceitação atrasada será considerada uma nova oferta e requer nossa aceitação.

(4) Em caso de alterações no conteúdo do contrato, tais como alterações no escopo de entrega e execução, que se revelem absolutamente necessárias do ponto de vista da contratada, a contratada deve notificar imediatamente o bb-net, por escrito e antes de serem implementados, das despesas adicionais previstas. Todas as mudanças e sua implementação requerem o consentimento prévio por escrito da bb-net.

(5) Todos os bens, utensílios e equipamentos entregues ao cliente devem cumprir os requisitos legais. A pedido, o contratante deve fornecer à bb-net as certificações e / ou declarações de conformidade adequadas imediatamente e gratuitamente. Isso se aplica em particular, mas não exclusivamente, a produtos com as marcações CE, RoHS ou EAR.

(6) Os direitos de resolução do contrato serão determinados de acordo com as disposições legais.

(7) O cliente pode rescindir o contrato sem aviso prévio e por justa causa.

(8) Em caso de rescisão, sem prejuízo dos demais direitos do Cliente, a Contratada somente terá direito à remuneração pelos serviços prestados até a data da rescisão, que sejam utilizáveis ​​para o Cliente.

§ 3 PRAZO DE ENTREGA E ATRASO NA ENTREGA

(1) O prazo de entrega indicado pelo cliente na encomenda é vinculativo. Se o prazo de entrega não estiver indicado no pedido e não tiver sido acordado de outra forma, será de 3 dias a partir da conclusão do contrato. O Contratante é obrigado a nos informar imediatamente por escrito, se ele espera não ser capaz de cumprir os prazos de entrega acordados - por quaisquer motivos.

(2) A execução antecipada ou entregas, bem como qualquer execução parcial ou entrega parcial, devem exigir o consentimento prévio por escrito do cliente.

(3) Se a Contratada não executar seus serviços ou não dentro do prazo de entrega acordado ou estiver inadimplente, nossos direitos - em particular de rescisão e compensação - serão determinados de acordo com as disposições legais. Os regulamentos do parágrafo 4 permanecem inalterados.

(4) Se a contratada estiver inadimplente, podemos - além de outras reivindicações legais - exigir uma indenização por inadimplência de montante fixo por danos causados, por inadimplência no valor de 0.5% do preço líquido por dia útil, mas não mais do que 5% do preço líquido da mercadoria entregue com atraso. bb-net reserva-se o direito de provar que danos maiores foram causados. O contratante reserva-se o direito de fornecer evidências de que nenhum dano ou apenas um dano consideravelmente menor ocorreu.

§ 4 DESEMPENHO E ENTREGA

(1) Sem o nosso consentimento prévio por escrito, o contratante não terá o direito de ter a execução devida por ele prestada por terceiros (por exemplo, subcontratados). O contratante deve assumir o risco de aquisição de seus serviços, a menos que de outra forma acordado em casos individuais (por exemplo, limitação de estoque).

(2) A entrega dentro da Alemanha será "domicílio livre" no local especificado no pedido. Se o destino não for especificado e salvo acordo em contrário, a entrega deve ser feita na nossa sede em Schweinfurt. O respectivo local de destino é também o local de execução para a entrega e eventual execução subsequente (dívida a ser quitada no local de execução).

(3) A entrega de países terceiros deve ser sempre CIF de acordo com os Incoterms 2010.

(4) A entrega deve ser acompanhada de uma guia de entrega com a data (emissão e expedição), o conteúdo da entrega (número e quantidade do artigo) e a nossa identificação da encomenda (data e número). Se a guia de remessa estiver faltando ou incompleta, não nos responsabilizamos por atrasos no processamento e no pagamento daí decorrentes. Separada da guia de remessa, será enviada uma guia de remessa correspondente com o mesmo conteúdo.

§ 5 PREÇOS E TERMOS DE PAGAMENTO

(1) O preço indicado na encomenda é vinculativo. Todos os preços incluem o imposto sobre valor agregado legal, caso não seja mostrado separadamente.

(2) Salvo acordo em contrário em casos individuais, o preço inclui todos os serviços e serviços auxiliares do contratante (por exemplo, montagem, instalação), bem como todos os custos auxiliares (por exemplo, embalagem adequada, custos de transporte, incluindo qualquer transporte e seguro de responsabilidade).

(3) O preço acordado deve ser pago no prazo de 30 dias corridos a partir da entrega e desempenho completos (incluindo qualquer aceitação acordada) e recebimento de uma fatura adequada. Se efetuarmos o pagamento no prazo de 14 dias corridos, o contratante nos concederá um desconto de 3% sobre o valor líquido da fatura. No caso de transferência bancária, o pagamento será considerado como tendo sido feito dentro do prazo se nosso banco receber nossa ordem de transferência antes do término do período de pagamento; não seremos responsáveis ​​por atrasos causados ​​pelos bancos envolvidos no processo de pagamento.

(4) Não devemos juros no vencimento. As disposições legais aplicam-se à falta de pagamento.

(5) Teremos direito aos direitos de compensação e retenção, bem como à defesa do não cumprimento do contrato na medida permitida por lei. Em particular, teremos o direito de reter os pagamentos devidos enquanto ainda tivermos reivindicações contra o contratante decorrentes de desempenho incompleto ou defeituoso.

(6) O Empreiteiro só terá o direito de compensação ou retenção com base em reconvenções que foram determinadas como juridicamente vinculativas ou incontestáveis.

§ 6 TRANSFERÊNCIA DE RISCO, PADRÃO DE ACEITAÇÃO

(1) A entrega dos objetos móveis a serem produzidos ou fabricados, bem como a execução dos serviços de montagem, requer a aceitação por escrito da bb-net. A transferência do risco passa para nós mediante a aceitação do serviço pela bb-net. Uma aceitação implícita, em particular colocando os assuntos de desempenho em uso pela bb-net, está excluída.

(2) O risco de perda acidental e deterioração acidental das mercadorias deve passar para nós no momento da entrega no local de execução. Se a aceitação foi acordada, é decisivo para a transferência do risco. As disposições estatutárias da lei sobre contratos de trabalho e serviços também se aplicam em conformidade em outros aspectos em caso de aceitação. Se não aceitarmos, a entrega da entrega não será afetada.

(3) As disposições legais aplicam-se à ocorrência de nosso inadimplemento de aceitação. No entanto, o contratante também deve nos oferecer expressamente seu serviço se uma ação ou cooperação de nossa parte (por exemplo, fornecimento de material) em um determinado ou determinado tempo de calendário for acordado. Se não aceitarmos, o contratante pode exigir uma compensação por suas despesas adicionais de acordo com as disposições legais (Seção 304 do BGB). Se o contrato se referir a um item específico a ser fabricado pelo contratante (produção individual), o contratante somente terá direito a outros direitos se formos obrigados a cooperar e formos responsáveis ​​pela falta de cooperação.

§ 7 OBRIGAÇÃO DA CONTRATADA DE FORNECER INFORMAÇÕES

(1) Caso o contratante se desvie do serviço acordado, deverá imediatamente e explicitamente indicar isso à bb-net.

(2) Se, para cumprir o serviço acordado, existam diversas soluções que sejam económica ou tecnicamente mais adequadas, o contratante é obrigado a informar a bb-net de forma imediata e exaustiva por escrito.

(3) Caso o contratante reconheça que não pode cumprir as obrigações contratuais total ou parcialmente ou não pode cumpri-las a tempo, deverá informar imediatamente a bb-net, indicando os motivos.

§ 8 EMBALAGEM

(1) O contratante é obrigado a recolher o material de embalagem gratuitamente e a eliminá-lo de forma adequada e completa. A pedido do contratante, a prova adequada da eliminação legalmente conforme deverá ser fornecida por terceiros, se necessário. Se o contratante não cumprir esta obrigação, o cliente terá o direito de cobrar do contratante os custos de coleta e descarte profissional e as despesas associadas na íntegra.

(2) O contratante compromete-se a cumprir as obrigações decorrentes da Portaria de Embalagem (VerpackV), em particular no que diz respeito ao licenciamento adequado, a comprovar isso ao cliente mediante pedido e a cumprir as obrigações decorrentes para o cliente da Portaria de Embalagem. Se essas obrigações não forem transferíveis, o contratante deve apoiar o cliente no cumprimento delas gratuitamente.

§ 9 SEGREDO

(1) O cliente reserva-se o direito de propriedade e direitos autorais sobre ilustrações, planos, desenhos, cálculos, instruções de execução, descrições de produtos e outros documentos. Tais documentos serão utilizados exclusivamente para a execução contratual e nos serão devolvidos após a conclusão do contrato. Os documentos devem ser mantidos em sigilo de terceiros, mesmo após a rescisão do contrato. A obrigação de manter o sigilo não expira até e na medida em que o conhecimento contido nos documentos fornecidos se torne amplamente conhecido.

(2) A disposição acima deve ser aplicada mutatis mutandis a substâncias e materiais (por exemplo, software, produtos acabados e semiacabados), bem como a ferramentas, modelos, amostras e outros itens que fornecemos ao contratante para produção. Esses objetos - desde que não sejam processados ​​- devem ser armazenados separadamente às custas do contratante e ter um seguro razoável contra destruição e perda.

§ 10 RETENÇÃO DE TÍTULO

(1) Uma retenção estendida, encaminhada, expandida ou subsequente da propriedade do contratante para as mercadorias encomendadas não é reconhecida pelo cliente.

(2) Se o cliente aceitar uma oferta do contratante para transferência de propriedade (simples retenção de título), que está condicionada ao pagamento do preço de compra, a retenção de título expirará o mais tardar mediante o pagamento do preço de compra para o bens.

§ 11 ENTREGA DEFEITUOSA

(1) As disposições legais aplicam-se aos nossos direitos em caso de defeitos materiais e defeitos de propriedade das mercadorias (incluindo entrega incorreta e curta, bem como montagem inadequada, montagem defeituosa, manuais de operação ou de instrução) e outras violações de dever por o contratante, salvo disposição em contrário abaixo.

(2) De acordo com as disposições legais, o Empreiteiro será responsável, em particular, por garantir que os Bens tenham a qualidade acordada no momento da transferência do risco para nós. Em qualquer caso, as descrições de produtos que - em particular por designação ou referência em nosso pedido - são o objeto do respectivo contrato ou que foram incorporadas ao contrato da mesma forma que estes GPC devem ser consideradas um acordo sobre qualidade. Não faz diferença se a descrição do produto se origina de nós, do contratante ou do fabricante.

(3) Não obstante § 442 par. 1 frase 2 BGB (Código Civil Alemão), o Cliente terá direito a reclamações por defeitos, sem limitação, mesmo que o Cliente não tivesse conhecimento do defeito no momento da celebração do contrato devido a negligência grave.

(4) As disposições legais (§§ 377, 381 HGB) aplicam-se ao dever comercial de inspecionar e notificar os defeitos com a seguinte condição: Nosso dever de inspecionar deve ser limitado a defeitos que se tornem aparentes durante nossa inspeção de entrada de mercadorias sob exame externo, incluindo os documentos de entrega (por exemplo, danos de transporte, entrega incorreta e curta) ou que são reconhecíveis durante nosso controle de qualidade por amostragem aleatória. Desde que a aceitação tenha sido acordada, não há obrigação de inspecionar. Caso contrário, depende de até que ponto uma inspeção seja viável no curso normal dos negócios, levando em consideração as circunstâncias de cada caso individual. Nossa obrigação de avisar sobre defeitos descobertos posteriormente permanece inalterada. Independentemente do nosso dever de inspecção, a nossa reclamação (notificação de defeitos) será, em qualquer caso, considerada imediata e oportuna se for enviada no prazo de 5 dias úteis após a descoberta ou, no caso de defeitos evidentes, da entrega.

(5) A execução subsequente também incluirá a remoção dos Produtos defeituosos e sua reinstalação, desde que os Produtos tenham sido instalados em ou fixados em outro objeto de acordo com seu tipo e uso pretendido; nossa reivindicação legal de reembolso de despesas correspondentes não será afetada. O contratante arcará com as despesas necessárias para fins de inspeção e posterior execução, mesmo que se verifique que não houve defeito. Nossa responsabilidade por danos no caso de um pedido injustificado para a remoção de defeitos permanece inalterada; No entanto, a esse respeito, só seremos responsáveis ​​se tivermos reconhecido ou, por negligência, não reconhecermos que não havia defeito.

(6) Não obstante nossos direitos legais e as disposições do parágrafo 5, aplica-se o seguinte: Se o contratado deixar de cumprir sua obrigação de fornecer desempenho subsequente - a nosso critério, corrigindo o defeito (melhoria subsequente) ou entregando um item sem defeitos (entrega de substituição) - dentro de um período razoável de prazo por nós estabelecido, podemos sanar o defeito por nós mesmos e exigir o reembolso das despesas necessárias ou um pagamento adiantado correspondente do contratante. Se o desempenho subsequente por parte do Contratado falhou ou não é razoável para nós (por exemplo, devido a uma urgência particular, risco de segurança operacional ou ameaça de dano desproporcional), nenhum prazo precisa ser definido; notificaremos o contratante de tais circunstâncias sem demora, se possível com antecedência.

(7) De outra forma, em caso de defeito material ou defeito de propriedade, teremos o direito de reduzir o preço de compra ou rescindir o contrato de acordo com as disposições legais. Além disso, teremos direito à indenização por danos e despesas de acordo com as disposições legais.

§ 12 RECURSO DO FORNECEDOR

(1) Nossos direitos de recurso legalmente determinados dentro de uma cadeia de abastecimento (recurso de fornecedor de acordo com §§ 445a, 445b, 478 BGB), temos direito sem restrições, além das reivindicações por defeitos. Em particular, temos o direito de exigir do contratante exatamente o tipo de desempenho subsequente (retificação de defeitos ou entrega de reposição) que devemos ao nosso cliente no caso individual. Nosso direito legal de escolha (§ 439 parágrafo 1 BGB) não é restringido por isso.

(2) Antes de reconhecermos ou cumprirmos uma reclamação por defeitos declarada por nosso cliente (incluindo reembolso de despesas de acordo com §§ 445a parágrafo 1, 439 parágrafos 2 e 3 BGB), devemos notificar o contratante e solicitar uma declaração por escrito dos fatos do caso. Se uma declaração fundamentada não for feita dentro de um período de tempo razoável e nenhuma solução amigável for alcançada, a reclamação por defeitos efetivamente concedida por nós será considerada devida ao nosso cliente. Neste caso, caberá ao contratante comprovar o contrário.

(3) Nossas reclamações decorrentes de recursos do fornecedor também se aplicam se os produtos defeituosos tiverem sido processados ​​por nós ou por terceiros, por exemplo, por incorporação em outro produto.

§ 13 RESPONSABILIDADE DO PRODUTOR

(1) Se o Empreiteiro for responsável por danos ao produto, ele deverá nos indenizar contra reclamações de terceiros, na medida em que a causa esteja dentro de sua esfera de controle e organização e o próprio Empreiteiro seja responsável perante terceiros.

(2) No âmbito de sua obrigação de indenizar, a Contratada deverá reembolsar as despesas de acordo com §§ 683, 670 BGB (Código Civil Alemão) que surjam de ou em conexão com uma reclamação de terceiros, incluindo ações de revogação realizadas por nós . Devemos informar o contratante sobre o conteúdo e escopo das medidas de recall - na medida do possível e razoável - e dar-lhe a oportunidade de comentar. Outras reivindicações legais permanecerão inalteradas.

(3) A Contratada deverá contratar e manter um seguro de responsabilidade do produto com uma cobertura de montante fixo de pelo menos EUR 10 milhões por danos pessoais / materiais

§ 14 DIREITOS DE PROPRIEDADE INDUSTRIAL

(1) O Contratado deverá indenizar o Cliente no primeiro pedido por escrito e sem prejuízo das reivindicações legais, de alegadas violações da lei de patentes, direitos autorais ou outros direitos de propriedade. A obrigação de indenizar inclui todas as despesas incorridas pelo cliente em relação a reclamações de terceiros.

(2) O prazo de prescrição para o pedido de indenização é de três anos a partir do momento do conhecimento ou ignorância por negligência grosseira do cliente das circunstâncias que justificam a reivindicação. Caso contrário, o pedido de indenização prescreverá dez anos após sua criação, independentemente do conhecimento ou falta de conhecimento por negligência grosseira.

§ 15 PERÍODO DE LIMITAÇÃO

(1) As reclamações mútuas das partes contratantes prescreverão em conformidade com as disposições legais, salvo disposição em contrário abaixo.

(2) Não obstante a Seção 438 (1) No. 3 BGB (Código Civil Alemão), o prazo de prescrição geral para reclamações por defeitos é de 3 anos a partir da transferência do risco. Se a aceitação for acordada, o prazo de prescrição começará na aceitação. O período de prescrição de 3 anos também se aplica de acordo com as reivindicações decorrentes de defeitos de propriedade, pelo que o período de prescrição legal para reivindicações reais de restituição de propriedade de terceiros (§ 438 para. 1 No. 1 BGB) permanecerá inalterado; além disso, as reivindicações decorrentes de defeitos de propriedade em nenhum caso serão excluídas por lei, enquanto o terceiro ainda puder fazer valer o direito - em particular na ausência de limitação - contra nós.

(3) Os prazos de prescrição da lei sobre vendas, incluindo a extensão acima, aplicar-se-ão - na medida legal - a todas as reivindicações contratuais por defeitos. Na medida em que também temos direito a reivindicações extracontratuais por danos devido a um defeito, o período de prescrição legal regular (§§ 195, 199 BGB) se aplica aqui, a menos que a aplicação dos prazos de prescrição da lei sobre vendas leve a um prazo de prescrição mais longo em casos individuais.

§ 16 DIREITOS DE USO E EXPLORAÇÃO

(1) Se nenhum acordo divergente tiver sido feito, a Contratada concede irrevogavelmente à Contratada, na medida em que ele próprio é o titular de todos os direitos, direitos ilimitados de uso e exploração de todos os cálculos, gráficos, planos, produtos, modelos, desenhos, ferramentas , gráficos ou outros documentos escritos, eletrônicos ou de outra forma.

§ 17 REVISÃO

(1) O cliente tem o direito de verificar a execução do contrato pelo contratante. O cliente reserva-se o direito de inspecionar os documentos de teste e execução e de verificar as instalações e equipamentos necessários à execução do contrato. Se o cliente considerar necessária uma inspeção das instalações do contratante, deverá inscrever-se com antecedência para uma consulta dentro do horário de funcionamento.

(2) O cliente também tem o direito de verificar a conformidade com os regulamentos de acordo com a Cláusula 19 deste GPC.

§ 18 REFERÊNCIA

(1) O uso de nomes de empresas, nomes de marcas ou logotipos do cliente pelo contratante em conexão com fins publicitários ou referências requer o consentimento expresso por escrito do cliente com antecedência.

§ 19 REGULAMENTOS BB-NET, AUTORIZAÇÃO DE ACESSO

(1) Ao entrar nas instalações da bb-net, o contratante compromete-se a observar e cumprir os regulamentos externos da empresa. O regulamento pode ser acessado pela Internet em bb-net / regulamentação de empresas externas.

§ 20 ESCOLHA DA LEI E LOCAL DA JURISDIÇÃO

(1) Este GPC e a relação contratual entre nós e o Contratado serão regidos pela lei da República Federal da Alemanha, com exclusão do direito uniforme internacional, em particular a Convenção de Vendas da ONU.

(2) Se o Contratante for um comerciante na aceção do Código Comercial Alemão, uma pessoa jurídica de direito público ou um fundo especial de direito público, o local exclusivo - também internacional - de jurisdição para todos os litígios decorrentes da relação contratual deverá seja nossa sede em Schweinfurt. Em todos os casos, no entanto, também teremos o direito de intentar uma ação no local de cumprimento da obrigação de entrega de acordo com estes Termos e Condições Gerais ou um acordo individual anterior ou no local geral de jurisdição do Contratado. As disposições legais prioritárias, em particular aquelas relativas à jurisdição exclusiva, permanecerão inalteradas.

Você pode baixar nossos termos e condições gerais de compra de fevereiro de 2020 como PDF aqui:

As condições gerais de garantia da bb-net media GmbH (doravante bb-net) aplicam-se exclusivamente a clientes comerciais. Caso você tenha adquirido um produto tecXL como um indivíduo particular, consulte o fornecedor relevante sobre o tratamento de garantia. Os direitos existentes além desta garantia não são limitados pela concessão de uma garantia.

§ 1 ESCOPO DA GARANTIA

(1) a bb-net garante aos seus clientes que todo o hardware vendido está livre de defeitos de fabricação, material e processamento. As regras de tecnologia geralmente aceitas no momento da fabricação são decisivas.

(2) a bb-net consertará o produto defeituoso ou substituirá por um produto equivalente ou comparável. No entanto, os custos serão suportados pela bb-net em qualquer caso.

(3) Se nem o conserto nem a substituição do dispositivo defeituoso for possível, bb-net reembolsará o valor atual do dispositivo. O valor atual será determinado pelo cálculo de preço do bb-net. Se o defeito ocorrer nos primeiros 12 meses, a bb-net reembolsará o comprador no valor total da compra.

(4) As peças substituídas tornam-se propriedade da bb-net. Não existem outras reivindicações. A bb-net não disponibilizará nenhum equipamento por empréstimo durante o período de garantia, em particular para reparos, e não assumirá os respectivos custos.

(5) Se uma bateria recarregável for usada com produtos usados ​​recondicionados com o selo tecXL, o bb-net garante um tempo mínimo de funcionamento de 30 minutos em operação normal.

§ 2 EXCLUSÃO DE GARANTIA

(1) As peças de desgaste estão excluídas da garantia. Em particular, mas não exclusivamente, isso inclui: baterias, capacitores, ventiladores, agentes condutores de calor, descolorações, dobradiças, alavancas, abas ou vestígios de desgaste na área de entrada. Para acumuladores, a garantia é limitada a um máximo de 6 meses.

(2) Estão excluídos da garantia os danos causados ​​por força maior ou catástrofes naturais em particular, mas não exclusivamente: fogo, radiação, geada, sol / calor, inundações, guerra, vírus de computador, programação, erros de software, força externa ou efeitos de impacto .

(3) Da mesma forma, o uso impróprio ou modificação do equipamento é excluído de uma reclamação de garantia. Exemplos de uso impróprio incluem, mas não estão limitados a: danos causados ​​pela água, danos por corrosão, defeitos devido a acessórios não aprovados pelo fabricante e a instalação de software não aprovado pelo fabricante.

(4) Erros seriais do fabricante, erros de software e / ou erros em conexão com o sistema operacional estão excluídos da garantia.

(5) Além disso, a garantia deixará de ser válida em caso de não cumprimento das instruções de instalação e manutenção e / ou reparo do dispositivo por qualquer pessoa / empresa que não seja a bb-net. Exceto se a bb-net concordar expressamente com isso por escrito.

(6) Monitores independentes, mas também integrados, são classificados em quatro classes de erro de pixel de acordo com a ISO 13406-2. Esses produtos são testados e vendidos de acordo com a categoria ISO de falha de pixel classe II. O número máximo permitido de erros por milhão de pixels é de dois pixels permanentemente iluminados (tipo de erro 1), dois pixels permanentemente pretos (tipo de erro 2) ou cinco subpixels defeituosos , permanentemente iluminados nas cores vermelho, verde, azul e permanentemente preto (tipo de erro 3). Pixels defeituosos não representam uma reclamação de garantia dentro das especificações válidas.

(7) A montagem ou desmontagem da peça ou produto defeituoso não é coberta pela garantia.

§ 3 PERÍODO DE GARANTIA

(1) O período de garantia para os produtos tecXL é de 24 meses, para os demais hardwares usados, os chamados TI usados, de 3 meses a partir da data da fatura.

(2) No caso de primeira revenda de produtos com o selo tecXl pelo cliente, o período de garantia começa novamente, mas a extensão é limitada a no máximo 6 meses. Mediante solicitação, o comprovante de compra original deve ser entregue à bb-net, por meio do qual o dispositivo pode ser claramente identificado. Os acumuladores estão excluídos disso.

(3) Se os componentes forem substituídos como parte do desempenho da garantia, isso não deve provocar um novo início do período de garantia.

§ 4 PROCEDIMENTO EM CASO DE REIVINDICAÇÃO DE GARANTIA (GARANTIA DE TRATAMENTO)

(1) Se você descobrir um defeito em seu produto tecXL, entre em contato com nosso atendimento ao cliente imediatamente usando o formulário online em sua conta de cliente em https://rma.bb-net.de.

(2) Se nosso serviço ao cliente determinar que o produto reclamado pode estar com defeito e a reclamação de garantia for justificada, você receberá um número de processamento (RMA) e instruções para enviar o produto para bb-net.

(3) As devoluções autorizadas por nós em embalagens de transporte adequadas para a bb-net são pagas antecipadamente e devidamente seguradas. A mercadoria será enviada para o endereço indicado na devolução.

(4) Após o serviço de garantia ter sido fornecido, você receberá seu produto tecXL de volta com a mesma configuração que tinha originalmente no momento da compra, sujeito a possíveis atualizações.

(5) Você não pode devolver um produto incompleto à bb-net sem entrar em contato com nosso departamento de atendimento ao cliente com antecedência. A bb-net reserva-se o direito de devolver entregas não anunciadas e de cobrar os custos de envio e manuseio do remetente.

§ 5 ASSUNÇÃO DE CUSTOS

(1) O comprador suportará as despesas de apresentação e as despesas acessórias. Em caso de reclamação nos primeiros 60 dias após a data de entrega, a bb-net também terá o direito de arcar com os custos de devolução.

(2) Após a conclusão do reparo, a bb-net deve devolver o equipamento ao cliente às custas da bb-net, sem aviso prévio.

§ 6 ISENÇÃO DE RESPONSABILIDADE

(1) bb-net não assume nenhuma responsabilidade pelos dados e software instalado. O bb-net reserva-se o direito de excluir os suportes de dados no âmbito do desempenho da garantia e reinstalar o sistema operacional, sendo responsabilidade do cliente reinstalar o sistema operacional e outros softwares.

(2) a bb-net não se responsabiliza por dados perdidos durante o transporte de ou para a bb-net. O seguro de transporte cobre apenas o valor do envio.

(3) bb-net não se responsabiliza por reparos realizados como um gesto de boa vontade.

§ 7 PROTEÇÃO DE DADOS

(1) Os dados necessários para realizar e processar o serviço de garantia devem ser coletados, transferidos e processados. Ao utilizar o respetivo procedimento de devolução válido, o cliente concorda que estes dados podem ser recolhidos e processados. O bb-net atua de acordo com o princípio da economia de dados.

§ 8 LOCAL DE ATUAÇÃO, LOCAL DE JURISDIÇÃO E LEI APLICÁVEL

(1) O local de cumprimento das obrigações decorrentes desta garantia é Schweinfurt. Na medida do permitido, o local de jurisdição será o distrito de Schweinfurt. A lei alemã se aplica a esta garantia com a exclusão da Convenção das Nações Unidas sobre Contratos de Venda Internacional de Mercadorias, a menos que a lei internacional obrigatória de proteção ao consumidor impeça isso.

WE RESPONDA SUA PERGUNTA






Voltar ao Topo